WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

prefeitura de pocoes




cobra produtora marcus solla acougues angelica fabricio

:: 29/abr/2021 . 21:19

Vitoria da Conquista: Uma Mulher é encontrada morta na noite desta quinta-feira

Uma mulher foi encontrada morta na noite desta quinta-feira (29).

Segundo informações da 92ª Companhia de Policiamento Rural, o caso aconteceu na região do povoado da Batalha, zona rural da terceira maior cidade da Bahia.

Ainda não se sabe se a morte foi natural ou violenta.

O Departamento de Polícia Técnica foi acionado para remover o corpo para o Complexo Policial. A identidade dela também não foi divulgada.

mais Tarde voltaremos com mas informações.

Poções: Nota de pesar

A Prefeitura de Poções, através da Secretaria Municipal de Saúde, vem confirmar mais 01 óbito por Covid-19 de uma paciente residente neste município. A mesma, de 54 anos, foi a óbito hoje (29/04/2021), na UPA 24h. Lamentamos pela ocorrência desse falecimento e deixamos os nossos mais sinceros sentimentos aos familiares e amigos que sofrem com a dor da imensa perda.

Prefeitura de Poções realiza melhorias de ruas do Alto da Vitória

O trabalho não para! A Prefeitura de Poções, através da Secretaria Municipal de Infraestrutura, segue atuante com os serviços de recuperação das ruas, sobretudo aquelas que foram encontradas, pela prefeita Nilda Magalhães, danificadas e tiveram agravamento com as últimas chuvas.
Nesta quinta-feira (29/04), o serviço de encascalhamento foi feito em algumas ruas do bairro Alto da Vitória, no Loteamento Juvenal.
A ação atende ao pedido dos moradores do bairro, e visa oferecer melhor condições de trafegabilidade.

A SEBRAE oferece 150 cursos online gratuitos para fazer de sua casa com direito a certificado, saiba como se inscrever

Encontra-se abertas as inscrições para 150 cursos EAD gratuitos do Portal de Educação a Distância do Sebrae, que é considerado a maior estrutura EaD gratuita do país.

Com 45 novas capacitações, a plataforma on-line oferece soluções educacionais entre cursos, oficinas, minicursos, jogos, dicas empresariais e vídeos.

Entre as vantagens do Portal EaD estão o acesso imediato, a tutoria personalizada e as vagas ilimitadas. Para os interessados em começar um negócio, estão disponíveis 64 opções de cursos no site do Sebrae (CLIQUE AQUI).

Outras 86 opções são exclusivas para quem já possui Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ). A expectativa é que no próximo mês de julho sejam lançadas mais 80 soluções educacionais.

Os cursos mais procurados pelos usuários são: Aprender a Empreender, Iniciando um Pequeno Grande Negócio, MEI – Microempreendedor Individual, Análise e Planejamento Financeiro, SEI Controlar Meu Dinheiro, Gestão da Qualidade, e Atendimento ao Cliente.

A procura também é alta por oficinas realizadas por meio de mensagens de celular, voltadas para o Microempreendedor Individual (MEI), cujo negócio fatura até R$ 60 mil por ano.

Desde 2012, quando esse tipo de capacitação começou, 100 mil alunos se matricularam. Assim como os cursos, o usuário também conta com tutoria por SMS. Todas as soluções são exclusivas para CNPJ por tratar de abordagens específicas ao MEI já formalizado.

O passo a passo para inscrição é o seguinte: entrar no Portal EAD Sebrae, escolher a opção Oficinas por Celular nas Soluções; e preencher o cadastro.

MUITA TRISTEZA: CRIANÇA MORRE AO LEVAR CHOQUE DURANTE FUTEBOL DENTRO DE ESCOLA

Foto: Reprodução
Uma criança de 10 anos morreu ao tocar em um poste energizado no estacionamento de uma escola estadual na Área Continental de São Vicente, no litoral de São Paulo. A Secretaria de Educação de SP lamentou o ocorrido, nesta segunda-feira (26/4), e disse que a escola estava trancada quando o menino acessou o local no fim da tarde do último domingo (25/4).
Segundo uma testemunha ouvida pelo G1, Davi Cristian Silva Santos estava jogando bola no estacionamento da escola estadual Mário Covas Junior, no Parque das Bandeiras, quando tocou em um poste energizado e caiu. “Ele teve choque contínuo porque a área ainda estava energizada”, contou a mulher, que preferiu não se identificar.
Conforme a testemunha, uma pessoa puxou o menino para longe do poste, ao perceber que ele estava levando choque. Os familiares e moradores da região surgiram rapidamente e o levaram ao Pronto Atendimento Parque Das Bandeiras.
FONTE: G1

Uma Bebedeira entre amigos e ciúmes de mulher motivaram assassinato

Foto: Reprodução
Bebedeira entre quatro amigos e ciúmes de mulher motivaram o assassinato de Alexandre Pessoa de Oliveira, 40 anos, em Campo Grande. Ele foi morto com uma facada no pescoço na Vila Manoel Taveira, no fim de semana.
Alexandre e Adriano foram até uma casa localizada na rua Franklin Cassiano Silva. No local encontraram mais dois amigos e os quatro passaram a tarde do dia 24 de abril bebendo.
Entre uma bebida e outra, a vítima começou a sentir ciúmes de uma mulher que estava no local. Já embriagado, Alexandre então puxou uma faca da cintura e foi para cima de Adriano.
Assustado, Adriano saiu correndo do local e foi até sua casa, pegou uma faca e voltou para a residência onde a confusão começou.
De volta ao local da bebedeira, Adriano se aproximou de deu uma facada em Alexandre. O golpe atingiu o pescoço da vítima, que caiu no chão.
O socorro foi acionado, porém quando chegou ao endereço, a vítima já estava morta.
Após dar a facada, Adriano saiu correndo pela rua, mas foi perseguido, agredido e detido por moradores que acionaram a Polícia Militar.
Conforme informações do boletim de ocorrência, uma testemunha relatou que ao sair para fora da sua residência, viu o autor embriagado deitado em sua calçada, que ficava a 100 metros do local do crime.

Com ele estava uma faca suja de sangue e uma simulacro. Com medo de Adriano, a testemunha pegou a arma do crime, o simulacro e também tomou o celular do autor, que ficou caído no chão até a chegada da polícia.
Já no local, os policiais realizaram a prisão em flagrante de Adriano por homicídio. Ele foi levado para Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro, junto com a arma faca, simulacro e celular que foram apreendidos e entregues na delegacia.
Na delegacia, o autor permaneceu em silêncio, dizendo apenas que tudo havia começado por ciúmes. Agora ele aguarda audiência de custódia.
Adriano já tinha passagem pela polícia, quando foi preso em 2017, após cometer um crime de trânsito.
Com informações do site: campograndenews

Região: Polícia divulga detalhes de confronto com suspeito de homicídio

Um homem morreu em confronto com a polícia, por volta das 11h desta quinta-feira (29), na zona rural de Encruzilhada.

Segundo a polícia, os policiais da 80ª CIPM estavam fazendo rondas na localidade para prender o suspeito de um homicídio ocorrido, nessa quarta-feira (28), quando receberam informações de populares que o suspeito estaria em um povoado conhecido como Piabas.

Com a chegada da polícia, o suspeito fugiu para um matagal. Os PMs cercaram o local e anunciaram a presença policial, mandando o suspeito se render, mas, ele atirou na direção dos policiais. Houve confronto e o suspeito foi socorrido e conduzido ao Hospital Municipal de Encruzilhada, onde não resistiu aos ferimentos.

Material Apreendido:

01 Revólver TRADE, N° 76618, Cal. .32;
02 Munições Cal. .32 intactas;
02 Munições Cal. .32 deflagradas.

Município de SP: Policia Civil Prende bico doce que vendia terreno até no Céu

A Polícia Cívil, através do SI da 10° Coorpin, prendeu o nacional L. M. com 43 anos de idade, contra ele pesa mandado de prisão pelo crime de estelionato, crime ocorrido no município de SP cidade de Ribeirão Pires, chama a atenção a decisão do Juíz da 2a Vara daquela Comarca, sobre o fato ocorrido naquele local, onde o alvo do mandado cometeu crime envolvendo venda de terrenos no município e causou grande repercussão pois até um terreno onde deveria ser construído uma cheche pública foi “negociado” por ele. Nesta cidade de Vitória da Conquista também foi encontrada BO envolvendo o alvo em venda e compra de terrenos segundo o Coordenador Regional da Polícia Civil, Dr Fabiano Aurich, as investigações continuam para apurar novos crimes que por ventura possam ter sido praticados. O Alvo permanece a Disposição da Justiça de Ribeirão Pires e deverá ser encaminhado ao Presídio Local.

A Ministra do STF determina que União garanta fornecimento de medicamentos do kit intubação para o Estado da Bahia

 

Em decisão publicada na manhã desta quinta-feira (29), a ministra do Supremo Tribunal Federal, Rosa Weber, determinou que a União Federal apresente, no prazo de até 10 dias, um planejamento detalhado das ações em prática, e das que pretende adotar, com vistas a garantir o suprimento dos insumos do kit intubação para o Estado da Bahia.

Em sua decisão, a ministra estabeleceu ainda que o plano deverá contemplar, no mínimo: o nível atual dos estoques de medicamentos, bem como a forma e periodicidade de monitoramento dos estoques; a previsão de aquisição de novos medicamentos, esclarecendo os cronogramas de execução; os recursos financeiros para fazer frente às necessidades de aquisição e distribuição dos insumos, considerando o prognóstico da pandemia no território nacional; os critérios que adotará para distribuir os insumos aos entes subnacionais e às unidades hospitalares; e a forma pela qual dará ampla publicidade ao planejamento e à execução das ações.

“O não endereçamento ágil e racional do problema pode multiplicar esse número de óbitos e potencializar a tragédia humanitária. Não há nada mais urgente do que o desejo de viver, mais uma vez sublinho!”, afirmou a Rosa Weber.

O caso

O Estado da Bahia, através da Procuradoria Geral do Estado, moveu, junto ao Supremo Tribunal Federal, uma ação cível originária, com pedido de tutela de urgência, solicitando que o STF determinasse que a União, por meio do Ministério da Saúde, adquirisse os medicamentos que fazem parte do Kit Intubação.

De acordo com a PGE, os medicamentos solicitados contaram com o financiamento do Ministério da Saúde no ano de 2020, mas o mesmo foi suspenso em 2021 sem justa causa.

Anvisa ‘refuta acusação’ feita pelos desenvolvedores da Sputnik de que agência divulgou informações falsas sobre adenovírus replicante

Por Bruna de Alencar, G1


Entenda o que é adenovírus replicante na Sputnik V

Entenda o que é adenovírus replicante na Sputnik

O diretor da Anvisa, Antônio Barra Torres, realizou nesta quinta-feira (29) um pronunciamento para refutar a acusação feita pelos desenvolvedores da vacina Sputnik V de que a agência fez “afirmações falsas” sobre a presença de adenovírus replicantes na vacina. Os desenvolvedores do imunizante dizem que irão processar a agência.

Torres explicou que a Anvisa apontou o problema com base em documento enviados pelos próprios desenvolvedores. Durante a apresentação, a Anvisa mostrou um trecho de vídeo de uma reunião com representantes do laboratório que mostra que o tema foi tratado em encontro de forma aberta com os pesquisadores russos.

Além disso, a Anvisa disse estar disponível para receber os dados que os desenvolvedores ainda não enviaram sobre a vacina. O principal deles é o relatório técnico que detalha os dados que levaram a Rússia a aprovar a utilização emergencial da vacina.

A vacina foi desenvolvida pelo Instituto Gamaleya e se tornou a primeira a ser autorizada para uso emergencial no mundo, em agosto de 2020, antes mesmo do fim dos testes clínicos.

Importação negada

Na segunda-feira (26), a Anvisa negou o pedido de autorização feito por 14 estados brasileiros para importação emergencial de quase 30 milhões de doses da Sputnik. A decisão contra a importação foi tomada em uma reunião extraordinária que ocorreu para atender uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) em uma ação protocolada pelo governo do Maranhão.

A Sputnik V é uma das vacinas negociadas pelo Ministério da Saúde e já está incluída no cronograma, que tinha previsão de entrega inicial para o mês de abril.

O governo federal comprou 10 milhões de doses. Dessas, 400 mil eram esperadas até o final de abril, 2 milhões no fim de maio e 7,6 milhões em junho. Até o momento, nenhum dose foi importada ao país.

Ameaça de processo e apelos no Twitter

Nesta quinta-feira, em nota, o Fundo Russo disse que as afirmações da Anvisa sobre ter “encontrado” adenovírus replicante na Sputnik V são falsas e que vai processar a agência.

“A Human Vaccine, uma subsidiária de 100% do Fundo Russo de Investimentos Diretos (RDIF, na sigla em inglês), acredita que as declarações intencionalmente falsas da Anvisa fazem parte de uma campanha de desinformação contra a vacina Sputnik V e irá instaurar um processo judicial por difamação no Brasil contra a Anvisa por espalharem intencionalmente informações falsas e imprecisas”, informou o Fundo Russo.

A ameaça de processo e outras acusações foram feitas pelos desenvolvedores no perfil da vacina no Twitter.

Sputnik V diz que vai processar a Anvisa — Foto: Reprodução/Twitter

Sputnik V diz que vai processar a Anvisa — Foto: Reprodução/Twitter

Horas antes da divulgação da decisão da Anvisa, o perfil da vacina no Twitter divulgou um apelo para a Anvisa. No dia seguinte à decisão da Anvisa, o perfil da Sputnik no Twitter publicou um documento que, segundo eles, confirma a eficácia da vacina.

No decorrer do dia, o perfil acusou a Anvisa de não ter aprovado a vacina por “razões políticas” e de propagar fake news.

No dia 27 de abril, Sputnik acusou a Anvisa de inventar fake news contra a vacina. — Foto: Twitter/Reprodução

No dia 27 de abril, Sputnik acusou a Anvisa de inventar fake news contra a vacina. — Foto: Twitter/Reprodução

Justificativas para negar a importação

Na segunda-feira (26), após 5 horas de debates, todos os diretores da Anvisa votaram contra o pedido de importação da Sputnik V. Análise aponta falta de dados e risco de doenças por falha em fabricação.

Como justificativa da negativa de importação, a Anvisa apontou que NÃO recebeu relatório técnico capaz de comprovar que a vacina atende a padrões de qualidade e NÃO conseguiu localizar o relatório com autoridades de países onde a vacina é aplicada.

A Gerência de Medicamentos também apontou diversas falhas de segurança associadas ao desenvolvimento do imunizante. Na mais grave, explicou que o adenovírus usado para carregar o material genético do coronavírus não deveria se replicar, mas ele é capaz de se reproduzir e pode causar doenças.

A Gerência de Inspeção e Fiscalização relatou que técnicos da Anvisa não puderam visitar todos os locais de fabricação da vacina durante inspeção na Rússia. Os técnicos conseguiram visitar apenas três locais dos sete previstos. Além disso, a Anvisa afirmou que não conseguiu identificar os fabricantes da matéria prima da vacina.

Diante da negativa da Anvisa à importação, o Consórcio Interestadual de Desenvolvimento do Brasil Central (BrC), composto pelo Distrito Federal e seis estados que desejavam importar a vacina, afirmou que “vai aguardar um posicionamento do Supremo Tribunal Federal (STF)” para reavaliar a compra das doses.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia