WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

prefeitura de pocoes



maio 2022
D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  


cobra produtora marcus solla acougues angelica

:: ‘Brasil’

Bombeiros retiram ralo preso em dedo de criança de 2 anos

Foto: Bombeiros Mil

Com um dedo preso em um dos círculos de um ralo de banheiro, um menino de apenas 2 anos chegou à sede do 3º grupamento de Bombeiros Militar (3ºGBM/Iguatemi) no final da tarde deste domingo (1º) em Slavador, acompanhado dos pais. A ocorrência demorou cerca de três, tempo um pouco maior que o normal para esse tipo de situação, pois os bombeiros tiveram que realizar todas as manobras com bastante cautela para não assustar ainda mais a criança.

“Ele estava com medo, o que é normal, pois só tinha apenas dois anos, a todo instante conversávamos com ele para acalma-lo, assim como aos pais. Além de molhar o tempo todo a região com água gelada pois o atrito da microrretifica aquece o material. Tudo foi feito com bastante delicadeza. Durante o processo também paramos algumas vezes para ele ficar mais calmo e para que ele pudesse ser amamentado, por isso demorou um pouco mais”, explicou a sargento BM Eliane Dias.

Apesar de escutar o que estava sendo realizado, os bombeiros colocaram um pano na frente do rosto do menino, para que ele visualizasse apenas o rosto da mãe durante a retirada do ralo e não ficasse ainda mais tenso. Para a retirada foi utilizada uma microrretifica e outros materiais adequados para aquele tipo de ocorrência. Caso perceba que alguém está com algum material preso ao dedo e com dificuldade para remover, o Corpo de Bombeiros deve ser acionado, os militares possuem equipamentos adequados e são treinados para que a remoção seja realizada de forma adequada.

Acorda Cidade

Acidente com um ônibus escolar aconteceu na BR-467, no trecho da cidade de Marechal Cândido Rondon

Um acidente com um ônibus escolar deixou pelo menos oito pessoas mortas e outras 15 feridas, na BR-467, no trecho da cidade de Marechal Cândido Rondon, na região oeste do Paraná, na manhã desta segunda-feira (2).

De acordo com o G1, socorristas que estão no local relataram que a maior parte das vítimas são crianças. Ainda não há informações sobre o sexo e idade das vítimas que morreram.

O acidente aconteceu próximo ao distrito de Iguiporã, no interior de Marechal Cândido Rondon.

Bolsonaro vai à Rússia em meio ao risco de guerra na Ucrânia

O presidente da República, Jair Bolsonaro, embarca na noite desta segunda-feira (14) para Moscou, na Rússia, em uma viagem que ocorre no ápice da tensão por uma guerra na fronteira da Ucrânia.

Segundo planejamento do Ministério das Relações Exteriores, o mandatário deve chegar ao território russo nesta terça-feira (15) e terá uma agenda com o presidente Vladimir Putin na quarta-feira (16).

Entre os compromissos marcados, está a recepção do chefe do Kremlin no aeroporto e um encontro formal horas depois.

Além disso, Bolsonaro terá encontros com políticos da Duma, o Parlamento baixo russo, e também com empresários locais. O principal ponto da pauta será debater o fornecimento de fertilizantes para a agricultura nacional.

Depois da Rússia, Bolsonaro ainda fará uma etapa na Hungria, onde encontrará o primeiro-ministro Viktor Órban.

A visita do mandatário brasileiro ocorre em um momento de risco real de um conflito bélico dos russos na fronteira ucraniana, com Kiev sendo apoiada pelas maiores potências ocidentais – Estados Unidos, Reino Unido e nações da União Europeia.

Durante o fim de semana, diversas foram as reuniões e os telefonemas entre os principais líderes mundiais para tentar negociar uma desaceleração da crise, mas os ocidentais continuam a afirmar que Putin pode ordenar a invasão a “qualquer momento”.

Por outro lado, Moscou diz que as falas sobre o risco de guerra, especialmente as norte-americanas, não passam de “histeria e alarmismo”. Além disso, os russos começam um grande exercício naval no Mar Negro nesta segunda-feira – que segue até o sábado (19) – e mantém a agenda de treinamentos militares conjuntos em Belarus.

Conforme fontes políticas ouvidas por diversos jornais e sites jornalísticos brasileiros, Bolsonaro foi orientado a adiar a viagem por conta do clima de tensão.

Representantes ucranianos no Brasil também pediram que o presidente aproveitasse a viagem para fazer uma parada em Kiev, como forma do governo mostrar neutralidade na questão bélica.

Essa prática foi adotada por diversos líderes mundiais, como Emmanuel Macron, da França, e o alemão Olaf Scholz – que está hoje na Ucrânia e amanhã segue para a Rússia.

No entanto, conforme uma fala de Bolsonaro no último sábado (12), a viagem é “muito importante” e necessária neste momento por conta dos fertilizantes. “A gente pede a Deus para que reine a paz no mundo para o bem de todos nós”, falou ainda sobre a situação bélica.

A delegação brasileira, bem como o presidente, precisarão passar por um rígido esquema de segurança sanitária antes do encontro com Putin, que inclui a realização de cinco testes negativos para a Covid-19 – um deles realizado no máximo quatro horas antes do encontro.(com agência Ansa)Fonte :Bahia Noticias

Resultado do Enem já está disponível para consulta

 

O resultado das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 já está disponível para consulta. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) antecipou a divulgação dos resultados finais do exame de sexta-feira (11) para hoje (9). As notas estão disponíveis na Página do Participantes.

Para acessar o site é necessário utilizar o login único da plataforma gov.br. Caso o participante não lembre a senha da conta cadastrada, basta acessar a página acesso.gov.br, digitar o CPF e clicar em “Avançar”. Em seguida, clicar em “Esqueci minha senha”, selecionar uma das formas de recuperação (por meio do aplicativo Meu gov.br, do Internet Banking de bancos conveniados, por e-mail ou por mensagem de texto – SMS), preencher os campos solicitados e gerar uma nova senha.

As notas do Enem podem ser usadas para acesso ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e ao Programa Universidade para Todos (ProUni). Os participantes podem ainda pleitear financiamento estudantil em programas do governo, como o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), e se candidatar a uma vaga em instituições de ensino superior que têm convênio com o Inep.

O Enem 2021 foi aplicado pelo Inep nos dias 21 e 28 de novembro. A reaplicação do exame ocorreu nos dias 9 e 16 de janeiro de 2022. Ao todo, mais de 2,1 milhões de candidatos em todo o país fizeram as provas. // Agência Brasil

Hospital de SP diz que 85% dos mortos por Covid nos últimos 3 meses não estavam com a vacinação completa


Hospital de SP diz que 85% dos mortos por Covid nos últimos 3 meses não estava com a vacinação completa
Hospital de SP diz que 85% dos mortos por Covid nos últimos 3 meses não estava com a vacinados
Especialistas dizem: o Brasil vive hoje a pandemia dos não vacinados. São eles que enchem as UTIs de Covid em grande parte do pais.

Esta semana, a Fiocruz levantou o sinal de alerta mais uma vez. Os pesquisadores, que monitoram as vagas de UTI em todo o país, destacam que, por causa da ômicron, a situação começou a mudar muito rápido em novembro, após setembro do ano passado ter sido o primeiro mês, desde o começo da pandemia, em que todos os estados tinham menos de 60% dos leitos ocupados.

A rede Dor, responsável por mais de 60 hospitais em 12 estados, registrava, no fim de dezembro do ano passado, 200 pacientes internados com Covid. Agora, são cerca de 1.400.

“Em sua maioria são pessoas que estão com ciclos vacinais incompletos, principalmente as mais graves e que têm comorbidades, incluindo a idade mais avançada. É muito frequente as pessoas se envergonharem de contar que não estão vacinados. Bate o arrependimento e junto bate a vergonha”, conta Leandro Reis, vice-presidente médico da rede.

Em São Paulo, no Hospital Emílio Ribas, da rede pública, 100% dos leitos destinados à Covid estão ocupados. A cada cinco internados, quatro não tomaram vacina ou estão com doses atrasadasUm levantamento exclusivo mostrou que, nos últimos três meses, 85% dos pacientes que morreram no local não tinha vacinação completa.

A publicitária Vitória Monteiro viveu esse pesadelo com a mãe, Marília, no ano passado. A aposentada não quis se vacinar e ficou três meses internada na UTI – 21 dias intubada – por causa do coronavírus. Agora, ela já está em dia com as suas doses.

“Eu digo para as pessoas que ainda não tiveram essa consciência para repensar. Esse vírus não é brincadeira, ele é traiçoeiro. Tem que tomar vacina. Aproveite essa chance que a gente está tendo, da vacina, e tome a primeira, a segunda, todas as doses necessárias para ficarem protegidos”, aconselha.

A artesã Liliane França e as filhas não tiveram a mesma sorte de Vitória. Gerson, de Duque de Caxias, no estado no rio, não tinha tomado a vacina, e morreu de Covid após ser diagnosticado no dia 7 de setembro do ano passado.

“Ele era muito forte, era saudável, novo. Acho que até ele mesmo não acreditava que pudesse ir à óbito, né? Ele já mostrava arrependimento por não ter tomado a vacina. Ele até tinha falado: quando eu me recuperar da Covid e você for tomar a segunda dose, eu vou junto com você para tomar a vacina. Não deu tempo”, emociona-se Liliane

Governo de SP determina que alunos mostrem comprovante de vacina contra Covid

Se o comprovante de vacina não for apresentada em até 60 dias, deverá ser feita notificação ao Conselho Tutelar e MP

Nova resolução da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo determinará que estudantes da rede estadual apresentem comprovante de vacinação contra a Covid.

As regras da retomada das aulas, que serão publicadas neste sábado (29) no Diário Oficial, preveem que alunos sem imunização não podem ser impedidos de frequentar a escola.

Mas, se a documentação não for apresentada em até 60 dias, deverá ser feita notificação ao Conselho Tutelar, ao Ministério Público e às autoridades sanitárias.

O comprovante de vacinação será exigido de alunos a partir de cinco anos, faixa já contemplada pela vacinação contra o coronavírus. No segundo bimestre, os responsáveis legais pelos estudantes terão de apresentar o comprovante de vacina com as duas doses ou um atestado médico que contraindique a vacinação.

De acordo com a autorização da Anvisa, crianças de cinco anos podem tomar apenas a vacina da Pfizer. A partir dos 6, há, além da Pfizer, liberação para a Coronavac.

À Folha de S.Paulo, o secretário de educação, Rossieli Soares, ressaltou que os estudantes sem imunização devem ser liberados para assistir às aulas presenciais.

Leia também:

“Jamais proibiremos a criança de frequentar a escola. Se os pais ou responsáveis forem negacionistas, a criança não tem culpa”, disse.

“Por isso estamos determinando que a carteira de vacinação da Covid-19 seja apresentada ao fim do primeiro bimestre pelos pais e responsáveis, pois, caso eles não a apresentem, devem ser responsabilizados.”

A cobertura vacinal de adolescentes de 12 a 17 anos já atingiu 89,3% no estado de São Paulo, com as duas doses. No caso das crianças entre 5 e 11 anos, que começaram a ser vacinadas em janeiro, 12% estão imunizadas com a primeira dose.

A nova resolução da secretaria de Educação determina também que as aulas devem ser presenciais em todas as escolas, públicas e privadas.

De acordo com o documento, somente estudantes com comorbidade para a Covid-19 que ainda não estiverem imunizados podem seguir em ensino remoto, desde que apresentem atestado médico.

A resolução mantém protocolos de segurança, como uso de álcool gel, máscaras, aferição de temperatura e higienização de ambientes e das mãos. Estudantes contaminados devem ser afastados e aqueles com quem tiveram contato, monitorados.

Vacinas e infecção pelo coronavírus podem criar “superimunidade” contra Covid, diz estudo

Conclusão é da Universidade Oregon Health & Science, dos EUA, e foi publicada na revista Science Immunology

www.brasil247.com -
(Foto: NIH/Divulgação via Reuters)

A vacinação aliada à infecção natural pelo coronavírus – não importando a ordem dos eventos – pode fazer com que o indivíduo desenvolva uma “superimunidade” contra a Covid-19, concluiu um estudo da Universidade Oregon Health & Science, nos EUA, publicado na revista Science Immunology. As informações são do jornal O Globo.

A pesquisa mostra que a quantidade de anticorpos no sangue de pessoas que foram infectadas e vacinadas chega a ser dez vezes maior do que aquela gerada apenas pela imunização.

Quando o estudo foi realizado, ainda não havia sido registrado nenhum caso da variante ômicron, mas os cientistas esperam que as respostas do estudo não sejam alteradas pela cepa.

“Esse estudo mostra que a pessoa que se infectou deve se vacinar. Ele reforça o que sabíamos até agora. Mas o mais interessante é que ele mostra que a pessoa que se vacinou, se for infectada, está superprotegida também. Ainda não havia evidências sobre isso”, afirma o médico Salmo Raskin, geneticista e diretor-médico do Laboratório Genetika, de Curitiba.

Morre aos 56 anos a cantora gospel e pastora Ludmila Ferber; informação foi confirmada

A cantora gospel e pastora Ludmila Ferber, de 56 anos de idade, que foi diagnosticada em 2018 com câncer, morreu na noite desta terça-feira (26). A informação foi confirmada por uma fonte à Quem.

Em 2018, ela mesma revelou o diagnóstico. “‘Em tempos de guerra, nunca pare de lutar’. Hoje estou entrando num momento único e surpreendente da minha vida: o tratamento de quimioterapia. Mas, ainda que o ritmo de viagens para ministrações diminua durante um tempo, meu ministério não parou. E nem vai parar”, começou Ludmila.

“Sou grata por todo o amor e apoio que tenho recebido desde o diagnóstico e creio que já estou no caminho do meu milagre. Essa é a hora de profetizar profundamente as canções que tem abençoado a tantos por todos esses anos. Por favor, intercedam por mim, e, acima de tudo, alegrem-se, porque a glória da segunda casa será maior do que a primeira”, completou ela.

O último post de Ludmila em seu Instagram foi na última segunda (24), quando ela citou um trecho de sua canção Buscar Tua Face é Preciso.

“‘Quando tudo parece estranho ao redor / Buscar tua face é preciso, Deus / Quando a gente não sabe o que está ocorrendo / Buscar tua face é preciso, Deus / Quando a fúria dos ventos vem contra nós / E a vontade é sumir e calar a voz / É nessa hora que a gente precisa lutar / E jamais desistir / Justamente agora é o momento de se humilhar / E buscar a face de Deus’. Esse é um trecho da minha canção Buscar Tua Face é Preciso. Tenho certeza que essa música vai renovar as suas forças para continuar a jornada… mas lembre-se, busque a Face de Deus!! Dele vem o nosso fôlego de vida!!”, escreveu ela.

Ex-integrante do grupo Koinonya – com o qual gravou 8 discos – Ludmila partiu para a carreira solo em 1996, quando lançou seu primeiro álbum, Marcas. De lá pra cá, lançou mais 12 discos de estúdio, sendo o último Um Novo Começo, de 2020. Ela ainda tem nove álbuns ao vivo lançados e um disco dedicado a canções infantis, Meu Amigão do Peito.

Ludmila, que foi casada de 1987 a 2014 com José Antônio Lino, deixa as três filhas do ex-casal: Daniela Ferber Lino, Ana Lídia Ferber Lino e Vanessa Ferber Lino.

Equipe da TV Bahia, afiliada da Globo, é agredida por seguranças e apoiadores de Bolsonaro

Por g1


Equipe da TV Bahia é agredida por seguranças e apoiadores de Bolsonaro

Equipe da TV Bahia é agredida por seguranças e apoiadores de Bolsonaro

Uma equipe da TV Bahia, afiliada da Globo, foi agredida neste domingo (12) em Itamaraju por seguranças e por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro durante a visita dele à região, atingida pelas chuvas no extremo sul baiano.

A repórter Camila Marinho e o cinegrafista Cleriston Santana aguardavam o pouso do helicóptero do presidente no estádio municipal Juarez Barbosa. Ao descer do helicóptero, o presidente seguiu em direção à lateral do campo de futebol.

Os repórteres da TV Bahia e da TV Aratu, afiliada do SBT, tentaram se aproximar para entrevistar Bolsonaro, mas a equipe de segurança, que formava uma espécie de “paredão”, agiu para impedir a aproximação das duas equipes.

Um dos seguranças segurou a repórter Camila Marinho pelo pescoço, com a parte interna do antebraço, numa espécie de “mata-leão”. No tumulto, essa imagem não pôde registrada. O presidente avançou e subiu na caçamba de uma caminhonete, ainda dentro do estádio.

Um segurança pessoal tentou impedir que os jornalistas erguessem os microfones em direção a Bolsonaro. E, quando os microfones esbarraram nele, disse que os repórteres estavam batendo nas costas dele.

“Se bater de novo vou enfiar a mão na tua cara. Não bata em mim, não batam em mim”, disse.

O secretário de Obras de Itamaraty, Antonio Charbel, que estava com apoiadores do presidente, puxou os microfones. O aparelho da TV Bahia teve a espuma rasgada.

A pochete da repórter Camila Marinho também foi arrancada por outro apoiador e depois recuperada por um repórter.

A equipe presidencial então seguiu para a sala de comando da operação, dentro de uma escola. As equipes de reportagem não acompanharam para evitar novas confusões.

Os jornalistas da TV Aratu Xico Lopes e Dário Cerqueira também tinham sido agredidos.

Só depois da confusão a assessoria de imprensa da Presidência chamou os repórteres dos dois veículos para dentro do local. Um dos integrantes da segurança pediu desculpas pelo que havia ocorrido do lado de fora.

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), lamentou a agressão contra os jornalistas: “Minha solidariedade à equipe de reportagem da Rede Globo, que foi agredida e impedida de realizar a cobertura jornalística durante carreata com o presidente em Itamaraju, na Bahia. A liberdade de imprensa é pilar fundamental da democracia e qualquer ataque ao jornalismo merece repúdio. O momento é de trabalho e solidariedade no Extremo Sul. Repudio violência contra a imprensa e oportunismo num momento de dor diante de uma tragédia. Vamos trabalhar”, disse o governador em uma rede social.

STF

O Supremo Tribunal Federal foi acionado em novembro pela Rede Sustentabilidade para proibir o presidente Jair Bolsonaro de atacar ou incentivar ataques verbais ou físicos à imprensa e aos profissionais da área. O partido pede que o STF fixe o pagamento de multa de R$ 100 mil por ataque. A Rede também pede que o Supremo determine à Presidência da República que elabore e apresente um plano de segurança para garantir a segurança dos profissionais que acompanham a rotina do presidente.

A ação foi apresentada após Bolsonaro tratar com hostilidade jornalistas brasileiros durante viagem a Roma, na Itália. Seguranças que estavam perto do presidente agrediram quem tentou fazer perguntas, entre eles o repórter Leonardo Monteiro, da TV Globo.

A Advocacia-Geral da União (AGU) já se manifestou no processo e defendeu a rejeição da ação por questões processuais. O governo afirma que não é possível atribuir a autoridades episódios de hostilidade ou intimidações contra a imprensa. O governo diz ainda que a postura crítica de Bolsonaro à imprensa não ultrapassa os limites da liberdade de expressão.

O STF ainda aguarda o parecer da Procuradoria-Geral da República. O julgamento da ação ainda não tem data para ocorrer.

Globo repudia agressão e aguarda definição do judiciário sobre segurança de jornalistas

 

A TV Globo divulgou a seguinte nota:

“A TV Globo afirma que as agressões deste domingo mostram que já passou da hora de a Procuradoria-Geral da República dar o seu parecer na ação que corre no Supremo, tendo como relator o ministro Dias Toffoli. A imprensa cumpre um direito inscrito na Constituição e deve ter a sua segurança garantida.

As cenas bárbaras de hoje e aquelas ocorridas na Itália, no dia 31 de outubro, ensejam duas constatações: se os seguranças agem por conta própria, a Presidência deve ser responsabilizada por omissão. Se agem seguindo ordens superiores, a Presidência deve ser responsabilizada por atentar contra a liberdade de imprensa e fomentar a violência contra jornalistas.

Além disso, é escandalosa a atitude da Presidência de deixar jornalistas à própria sorte, em meio a apoiadores fanáticos, que são insuflados quase diariamente pelo próprio presidente em sua retórica contra o trabalho da imprensa.

Frente aos evidentes e graves riscos enfrentados por repórteres de todos os veículos, é urgente que o Judiciário se pronuncie. A Globo repudia as agressões aos repórteres Camila Marinho e Cleriston Santana, da TV Bahia, e aos repórteres Xico Lopes e Dário Cerqueira, da TV Aratu, e se solidariza com eles”.

Marília Mendonça: torres violavam zona de aproximação a aeroporto Aeronave com a cantora saiu de Goiânia em direção a Caratinga, no interior de Minas, e caiu a 2 km do aeroporto de Ubaporanga

Avião caiu em região de cachoeiras na zona rural de Piedade de Caratinga, no interior de MG

Avião caiu em região de cachoeiras na zona rural de Piedade de Caratinga, no interior de MG

REPRODUÇÃO/GOOGLE EARTH

O avião que transportava a cantora Marília Mendonça e mais quatro pessoas caiu em um local de difícil acesso, na zona rural de Piedade de Caratinga, a cerca de 300 km de Belo Horizonte, e a apenas 2 km do aeroporto de Ubaporanga, onde deveria pousar.

Segundo relatório obtido pelo R7, o sistema de informações aeronáuticas do aeroporto destino apontava que havia torres de alta tensão em montagem oferecendo risco a aproximação. O relatório chamado Infotemp indicou que as torres que estavam sendo instaladas violavam o plano básico de zona de proteção do aeroporto de Ubaporanga. O relatório apontando essa irregularidade foi divulgado pelo sistema nos dias 3 de julho e 13 de setembro.

Todas as cinco pessoas morreram no acidente e os corpos estão sendo levados para o Posto Médico Legal da cidade de Caratinga.

De acordo com o capitão Jefferson, da Polícia Militar, que acompanha a operação no local, a região é de difícil acesso, o que complica as condições da própria operação de resgate.

— É uma região de cachoeiras, na zona rural, entre as cidades de Caratinga e Piedade de Caratinga e a cerca de 2 km do aeroporto. A informação que se tem é que o avião iria pousar, mas teve alguma dificuldade e tentou fazer um pouso forçado. Infelizmente, caiu em uma região de difícil acesso, dificultando até mesmo o resgate.

O Corpo de Bombeiros foi acionado por volta das 15h30 para atender a uma ocorrência de queda de aeronave. No local, os militares verificaram que o avião de pequeno porte de prefixo PT-ONJ caiu em um curso d’água, em uma região de pedras e de difícil acesso.

Os bombeiros identificaram cinco corpos presos às ferragens, entre eles o da cantora Marília Mendonça. Ela faria um show na noite desta sexta-feira (6) no Parque de Exposições de Caratinga. Além dela, o produtor Henrique Ribeiro e o tio e assessor de Marília, Abicieli Silveira Dias Filho, também morreram e tiveram os corpos retirados da aeronave.

O piloto e o co-piloto, que não tiveram suas identidades reveladas, são as outras vítimas fatais do acidente.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia