WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

prefeitura de pocoes



novembro 2021
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  


cobra produtora marcus solla acougues angelica fabricio

:: ‘Brasil’

Marília Mendonça: torres violavam zona de aproximação a aeroporto Aeronave com a cantora saiu de Goiânia em direção a Caratinga, no interior de Minas, e caiu a 2 km do aeroporto de Ubaporanga

Avião caiu em região de cachoeiras na zona rural de Piedade de Caratinga, no interior de MG

Avião caiu em região de cachoeiras na zona rural de Piedade de Caratinga, no interior de MG

REPRODUÇÃO/GOOGLE EARTH

O avião que transportava a cantora Marília Mendonça e mais quatro pessoas caiu em um local de difícil acesso, na zona rural de Piedade de Caratinga, a cerca de 300 km de Belo Horizonte, e a apenas 2 km do aeroporto de Ubaporanga, onde deveria pousar.

Segundo relatório obtido pelo R7, o sistema de informações aeronáuticas do aeroporto destino apontava que havia torres de alta tensão em montagem oferecendo risco a aproximação. O relatório chamado Infotemp indicou que as torres que estavam sendo instaladas violavam o plano básico de zona de proteção do aeroporto de Ubaporanga. O relatório apontando essa irregularidade foi divulgado pelo sistema nos dias 3 de julho e 13 de setembro.

Todas as cinco pessoas morreram no acidente e os corpos estão sendo levados para o Posto Médico Legal da cidade de Caratinga.

De acordo com o capitão Jefferson, da Polícia Militar, que acompanha a operação no local, a região é de difícil acesso, o que complica as condições da própria operação de resgate.

— É uma região de cachoeiras, na zona rural, entre as cidades de Caratinga e Piedade de Caratinga e a cerca de 2 km do aeroporto. A informação que se tem é que o avião iria pousar, mas teve alguma dificuldade e tentou fazer um pouso forçado. Infelizmente, caiu em uma região de difícil acesso, dificultando até mesmo o resgate.

O Corpo de Bombeiros foi acionado por volta das 15h30 para atender a uma ocorrência de queda de aeronave. No local, os militares verificaram que o avião de pequeno porte de prefixo PT-ONJ caiu em um curso d’água, em uma região de pedras e de difícil acesso.

Os bombeiros identificaram cinco corpos presos às ferragens, entre eles o da cantora Marília Mendonça. Ela faria um show na noite desta sexta-feira (6) no Parque de Exposições de Caratinga. Além dela, o produtor Henrique Ribeiro e o tio e assessor de Marília, Abicieli Silveira Dias Filho, também morreram e tiveram os corpos retirados da aeronave.

O piloto e o co-piloto, que não tiveram suas identidades reveladas, são as outras vítimas fatais do acidente.

Pancadas de chuva se espalham por quase todo o Brasil Chuva mais intensa e volumosa ocorre no centro-norte do país. Confira a previsão para todo o Brasil.

Nebulosidade sobre o Brasil

Nuvens carregadas crescem sobre a maioria das áreas do Norte, Nordeste, Centro-Oeste e Sudeste do Brasil por causa do predomínio do ar úmido e quente. Estas nuvens podem provocar chuva moderada a forte em muitas áreas destas Regiões.

No decorrer desta quinta-feira, 4 de novembro, a nebulosidade e as condições para chuva aumentam no Sul do Brasil por causa da proximidade com uma forte área de baixa pressão atmosférica entre a Argentina e o Paraguai e também da aproximação de uma nova frente fria, que avança sobre o centro da Argentina. Esta frente fria chega ao Sul do Brasil nesta sexta-feira.

Previsão do tempo para 04/11/2021 – quinta-feira

Chove em quase todo o Brasil nesta quinta-feira, mas algumas áreas vão ficar secas.

A previsão é de sol e tempo seco o dia todo no centro-oeste e sul do RS, no norte do PR, leste de MS, em SP, no Triângulo Mineiro e no Sul de MG. O sol predomina também no litoral do RJ e do ES, no interior do CE, do RN, da PB, de PE e no centro-norte de AL.

Há condições para pancadas de chuva com raios principalmente à tarde e à noite, na maioria das áreas do Sul, do Sudeste, do Centro-Oeste, do Norte e do Nordeste do Brasil. Além da chuva, também tem previsão de períodos com sol nestas regiões.

Entre as capitais, tem risco de chuva forte em Goiânia, Brasília, Cuiabá, Porto Velho, Rio Branco, Manaus, Palmas e Salvador.

O tempo fica muito instável, com muitas nuvens e chuva a qualquer hora no DF, no norte de GO, no sul e leste do TO, na BA e no norte de MG. A região de Ilhéus (BA) fica chuvosa.

Dia com períodos de sol, chuva e muitas nuvens no litoral de SC e no vale do Itajaí

Sol e chuva rápida na faixa litorânea entre o CE e PE.

Alertas meteorológicos para 04/11/2021 – quinta-feira

Alerta para temporais no centro, sul e oeste do AM, no centro-leste do AC, no norte de RO, no TO, no centro, oeste, sul e leste da BA, no sul do MA e do PI, no DF, centro-norte de GO e no leste de MT.

Atenção para chuva moderada a forte, com raios e ventos por vezes fortes no norte e leste do AM, no centro-sul e oeste do PA, no centro-sul do MA e do PI, no nordeste da BA, no norte de MG, na região de Goiânia, no centro, sul, oeste e norte de MT e no centro, sul, leste e norte de SC.

Atenção para o mar agitado no RS e em SC

Sobre a Climatempo

Com solidez de 30 anos de mercado e fornecendo assessoria meteorológica de qualidade para segmentos estratégicos, a Climatempo é sinônimo de inovação. Foi a primeira empresa privada a oferecer análises customizadas para diversos setores do mercado, boletins informativos para meios de comunicação, canal 24 horas nas principais operadoras de TV por assinatura e posicionamento digital consolidado com website e aplicativos, que juntos somam 20 milhões de usuários mensais.

Em 2015, investiu na instalação do LABS Climatempo, no Parque Tecnológico de São José dos Campos (SP), que atua na pesquisa e desenvolvimento de soluções para tempo severo, energias renováveis (eólica e solar), hidrologia, comercialização e geração de energia, navegação interior, oceanografia e cidades inteligentes. Em 2019, a Climatempo passou a fazer parte do grupo norueguês StormGeo, líder global em inteligência meteorológica e soluções para suporte à decisão, e dois anos depois, em 2021, uniu-se à Somar Meteorologia, formando a maior companhia do setor na América do Sul. A fusão das duas empresas impulsiona a Climatempo a ser protagonista global de fornecimento de dados e soluções para os setores produtivos do Brasil e demais países da América Latina, com capacidade de oferecer informações precisas de forma mais ágil e robusta.

O Grupo Climatempo segue presidido pelo meteorologista Carlos Magno que, com mais de 35 anos de carreira, foi um dos primeiros comunicadores da profissão no país.

Mais informações:

Assessoria de Comunicação da Climatempo

Coren-BA repudia baixos salários ofertados para enfermeiros em Edital da Prefeitura de Salinas da Margarida

O Conselho Regional de Enfermagem da Bahia repudia o processo seletivo simplificado para contratação de profissionais da área da Saúde, da Prefeitura Municipal de Salinas da Margarida, por ofertar salários com valores bem abaixo do que está sendo proposto no Projeto de Lei 2564, que institui o piso salarial nacional da Enfermagem.

No Edital da prefeitura, o valor ofertado para enfermeiro plantonista é de apenas R$ 1.500,00, com carga horária de 44 horas semanais. Já o salário oferecido para enfermeiros da atenção básica e obstetra está fixado em R$ 2.500,00, para cumprimento de carga horária de 40 horas semanais.

“Estes são valores que não atendem em hipótese nenhuma aos profissionais da categoria, que estão na luta pela aprovação de um piso salarial nacional que está sendo negociado em torno de R$ 4.750,00 para enfermeiro, além da jornada de trabalho semanal de 30 horas. Editais como este comprovam a necessidade de se obter celeridade na aprovação do Projeto de Lei 2564 pelo Congresso Nacional. Vamos tomar todas as providências cabíveis para que este Edital tenha os valores revistos”, destacou o presidente interino do Coren-BA, Holmes Filho.

O trabalho da Enfermagem é essencial à organização e funcionamento dos serviços de saúde. Durante a pandemia do coronavírus, ficou ainda mais evidente a importância desses trabalhadores, que estão na linha de frente de combate a covid-19, arriscando as próprias vidas para salvar os pacientes acometidos pela doença.

Nota de repúdio da CNM acerca de declarações do presidente da República

Liderado pela Confederação Nacional de Municípios (CNM), o movimento municipalista repudia veementemente fala do presidente da República, Jair Bolsonaro, sobre a adoção do chamado passaporte da vacina por Municípios. O preço que o país vem pagando pelas falas e ações do chefe do Poder Executivo federal é imensurável, e atinge toda a população brasileira, das mais diversas formas possíveis.

Na contramão do governo federal, os Municípios vêm realizando diversas ações de conscientização da população sobre a importância da vacinação e de medidas não-farmacológicas para vencer a pandemia e, consequentemente, possibilitar o mais rapidamente possível a retomada do desenvolvimento social e econômico do país. Pesquisas da CNM mostram que o uso de máscara em ambientes públicos é obrigatório em 96% dos Municípios. Na mesma trajetória responsável e cidadã, prefeitos e prefeitas têm adotado o passaporte da vacinação como medida sanitária de cuidado coletivo com o objetivo de garantir o maior número de cobertura vacinal de seus munícipes, assim como das pessoas que acessam as cidades, e a consequente redução na circulação do vírus.

Nós não temos vacinação forçada no Brasil. O cidadão tem a liberdade de não vacinar. Isso não significa que não se traga a ele consequências dessa decisão, pois se trata de uma questão de saúde pública coletiva. E foi isso que a Lei Federal 13.970/2020 e o Supremo Tribunal Federal (STF) definiram quando estabeleceram algumas premissas importantes para essa medida: que ela seja acompanhada de ampla divulgação, preservada a dignidade e os direitos fundamentais das pessoas, que sejam adotados critérios de razoabilidade e proporcionalidade e que essas vacinas sejam distribuídas de forma universal e gratuita. E isso vem sendo realizado com responsabilidade e primazia pelos Entes locais.

É dever do Estado garantir a saúde a partir da formulação e da execução de políticas econômicas e sociais que visem à redução de riscos de doenças e de outros agravos. Importante destacar, ainda, boletim da Fiocruz publicado nesta sexta-feira, 1 de outubro, que aponta o passaporte da vacina como uma importante estratégia para estimular e ampliar a vacinação no Brasil e afirma que “a proteção de uns depende da proteção de outros e de que não haverá saúde para alguns se não houver saúde para todos”.

Diante de 600 mil mortos e milhares de famílias impactadas, não há espaço para polemizar novamente uma medida de saúde pública adotada não apenas no Brasil como em muitos outros países. Cerca de 10% dos Municípios brasileiros já adotaram essa medida, e a Confederação Nacional de Municípios apoia e incentiva a adoção do passaporte da vacina pelos demais Entes locais. É preciso de uma vez por todas vencer a pandemia e a falta de responsabilidade daquele que deveria liderar a nação nesse caminho.

Paulo Ziulkoski

Presidente da CNM

Expulso de A Fazenda, Nego do Borel chora e diz que não é estuprador: ‘Vou acabar tirando minha vida’

Expulso do reality A Fazenda, o cantor Nego do Borel afirmou, na tarde deste domingo (26), que foi injustiçado. Em seu desabafo, ele chegou a dizer que vai acabar tirando a própria vida. “Vocês vão tirar minha vida, tá ligado? Eu tô depressivo por dentro. Tô triste, tô magoado, tô por dentro muito quebrado porque sei que é uma coisa que eu não fiz. Eu não sou estuprador”, disse. “Eu não fiz nada. Amei, adorei dormir com ela.. E mesmo assim, eu perdi. E, o que eu falo não tem importância”, acrescentou aos prantos.

O desabafo
Em um vídeo de pouco mais de 13 minutos, ele relemebra das acusações feitas ex-namorada, a modelo Duda Reis. Nas imagens, ele não cita o nome dela, ocorridas antes do reality. “Eu vejo o racismo escandarado na nossa sociedade. Quando fui acusado de todas essas coisas, passou em tudo que é lugar, em tudo que é jornal, em tudo que é Instagram, e quando eu fui provando tudo ao contrário […] eu vou sendo atacado”, disse.

Depois, ele comentou sobre o ocorrido no reality da rural da Record. “Conheci a Day. Uma pessoa maravilhosa, gentil, simpática. A gente acabou tendo afinidade um pelo outro. […] Eu não tive maldade na hora, não vi maldade”, acrescentou.

Leia também

“Tô fora. Tô aqui, tô com a minha família, mas eu estou triste pra caralho. Minha palavra não tem importância, não tem relevância, as pessoas não escutam. […] A polícia vem dando laudos pra gente de um monte de coisa que não aconteceu de fato. Eu dormi do lado de uma pessoa, sim. Eu estava, sim, querendo ficar com ela. Ela estava, sim, querendo ficar comigo. Depois que a gente dormiu junto, na piscina, eu não sei se tem o áudio, ela fala que quer dormir comigo de novo”, continuou.

E, acrescentou: “Eu não tô entendendo, eu vou acabar tirando minha vida. Eu estou sendo taxado como bandido, criminoso. Eu estou querendo saber o que eu fiz para merecer tanto ódio. Amigos que me abandonaram. Mulheres que não chegam perto de mim. […] Não sou santo. Eu tenho meus problemas, eu estou me cuidando. Muitas coisas que foram ditas não são verdades. […] Eu saí do reality. Mais uma coisa que perdi em minha vida”.

Assista o depoimento completo:

 

 

Entenda o caso
No quarto da sede de A Fazenda 13, durante a madrugada deste sábado (25), Dayane Mello, visivelmente bêbada, foi se deitar e Nego do Borel estava na cama. O cantor Mc Gui questionou se a modelo queria mesmo ficar ali e, em seguida, Tati Quebra Barraco e Solange Gomes falaram para o peão não tentar nada, pois a modelo estava sob efeito de álcool.

Os peões ainda orientaram Nego do Borel a deixar a cama. Mc Gui falou que ele deveria sair, pois, com a moça bêbada, ele seria acusado. O cantor, no entanto, permaneceu no local. Erasmo Viana disse que não via problema, afinal, os dois estavam “solteiros” e acusou os colegas de “colocarem fogo na situação”.

Polícia na Record
A equipe jurídica de Dayane Mello foi até a sede de A Fazenda, em Itapecerica da Serra (SP), acompanhada de um grupo de policiais para entrar no local e buscar provas de que a modelo de fato sofreu uma violação física enquanto estava bêbada.

Até o momento, a Record disse que está investigando o caso e anunciará o desfecho de sua decisão na noite deste sábado, ao vivo, no reality show.

Luto: Morre o ator Luis Gustavo aos 87 anos

O ator Luis Gustavo Blanco morreu neste domingo (19), aos 87 anos, em Itatiba (SP). Ele sofreu complicações por conta de um câncer no intestino. De acordo com informações da família, Luis Gustavo estava em tratamento contra a doença desde 2018 e morreu em casa.

O ator nasceu em Gotemburgo, na Suécia, no dia 2 de fevereiro de 1934. Foi o Beto Rockfeller (1968), na novela da TV Tupi, que inovou a linguagem do gênero. A estreia dele na Globo foi em 1976.
Dentre os personagens mais marcantes do artista estão o costureiro Ariclenes Almeida/Victor Valentin em “Ti Ti Ti” e Vanderlei Mathias, o Vavá, no programa “Sai de Baixo”, ambos da TV Globo.

Fez diversas novelas, como “Anjo Mau” e “Duas Vidas”, em 1976, “Te Contei?”, em 1978, “Elas por Elas”, em 1982, “Ti-Ti-Ti”, em 1985, “O Salvador da Pátria”, em 1989, “Mico Preto”, em 1990, “O Mapa da Mina”, em 1993, “O Beijo do Vampiro”, em 2002, “Começar de Novo”, em 2004, “O Profeta”, em 2006, “Três Irmãs”, em 2008″, “Cama de Gato”, em 2009, “A vida da gente”, em 2011, “Joia Rara”, em 2013, e “Êta Mundo Bom!”, em 2016.

Com informações do G1

Nota da CNM sobre a vacinação de adolescentes

Em função das manifestações públicas do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, na sede do Ministério, e em transmissão ao vivo com o presidente da República, Jair Bolsonaro, a respeito da vacinação pelos Municípios de adolescentes de 12 a 17 anos, a Confederação Nacional de Municípios (CNM) vem a público manifestar seu posicionamento e trazer esclarecimentos essenciais à população. Desde o início da campanha de vacinação, o movimento municipalista, liderado pela CNM, tem se posicionado pelo respeito ao Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 (PNO) e entende que os gestores municipais vêm sistematicamente cumprindo os norteadores ministeriais quanto à vacinação, apesar das inúmeras mudanças nas orientações por parte da Pasta no decorrer do processo e nos problemas de comunicação com os demais Entes.

As diferenças regionais e o quantitativo de grupos prioritários em cada Unidade da Federação resultaram, desde o início, em diferentes níveis de cobertura vacinal contra Covid-19 nos 26 Estados, assim como no Distrito Federal. Há de se pontuar ainda que a organização e a execução do Plano, das pactuações tripartites e bipartites foram e ainda se dão em cenários voláteis de disponibilidade de vacinas, de doses (única, D1 ou D2) e de prazos de aplicação para cada grupo. Esses fatores repercutem cotidianamente nos Municípios.

Quanto à vacinação do grupo de crianças/adolescentes de 12 a 17 anos, concomitantemente aos fatores acima elencados, há ainda o fluxo de comunicação da vacinação promovido pelo Ministério da Saúde. No dia 2 de setembro, a Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19 (Secovid) divulgou a Nota Técnica 36/2021-SECOVID/GAB/SECOVID/MS, que recomenda “a ampliação da oferta da vacinação contra a Covid-19 para a população de 12 a 17 anos sem comorbidades, com início a partir de 15 de setembro de 2021 e exclusivamente com o imunizante Comirnaty do fabricante Pfizer/Wyeth”, seguindo a ordem: 12 a 17 anos com deficiências permanentes; 12 a 17 anos com presença de comorbidades; 12 a 17 anos gestantes e puérperas; de 12 a 17 anos privados de liberdade; e 12 a 17 anos sem comorbidades.

Já em 15 de setembro, dia em que teria início a campanha de vacinação dos grupos abaixo de 18 anos, o MS publica a Nota Informativa 1/2021-SECOVID/GAB/SECOVID/MS, na qual restringe a vacinação contra a Covid-19 com a Vacina Cominarty (Pfizer/Biontech) aos adolescentes que apresentem deficiência permanente, comorbidades ou que estejam privados de liberdade, apesar da autorização pela Anvisa. Em coletiva sobre o tema na data de 16 de setembro, o MS afirma, dentre as justificativas para a não recomendação desse grupo etário sem comorbidades, a presença de efeitos adversos, a falta de evidências científicas robustas e o recuo da recomendação do National Health Service, do Reino Unido.

Para executar a vacinação de adolescentes de 12 a 17 anos, com e sem comorbidades, os Municípios tiveram por base indicativos legais emitidas pelas autoridades federais, ou seja, a NT 36/2021, no qual se indicava o uso da vacina da Pfizer para adolescentes, assim como tiveram por base a Resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) de julho de 2021, documento que liberou o imunizante da Pfizer para crianças com 12 anos de idade ou mais. Nesses termos, não há o que se questionar aos Municípios. Portanto, por terem cumprido e executado as prioridades de vacinação indicadas e tendo posse de imunizantes disponíveis, os Municípios iniciaram a vacinação para a população abaixo de 18 anos sem comorbidade. Nesse sentido, os gestores dessas cidades, ao invés de optarem por interromper ou guardar vacinas, iniciaram a aplicação, na ordem estabelecida pela própria normativa ministerial.

A Confederação expressa sua perplexidade em relação à fala do Ministério da Saúde na coletiva de imprensa do dia 15 de setembro, na qual passou a culpabilizar os Municípios de criarem tumultos e interrompeu a vacinação de adolescentes de 12 a 17 anos sem comorbidades alegando problemas de segurança da vacina da Pfizer, fator que não tinha sido cogitado em notas ou falas anteriores. A entidade entende que esse posicionamento apenas serve para confundir a população brasileira. Assim, a emissão de avaliações negativas do Ministério da Saúde, justamente por Municípios avançarem na campanha de vacinação, é absolutamente contraproducente.

Torna-se, portanto, urgente a disponibilização de documentos norteadores aos Municípios para a vacinação da população de 12 a 17 anos o quanto antes, sob pena de gerar desorganização e ainda, algo muito mais grave, que é a insegurança da população perante um ou outro esquema vacinal.

Paulo Ziulkoski
Presidente da CNM

Afinal, Por Que Tudo Está Tão Caro No Brasil?

Pessoas olham cartazes com preços de produtos do lado de fora de um mercado conhecido como La Merced, na Cidade do México. 25 de junho de 2020. REUTERS/Henry Romero

O brasileiro está cansado de observar os efeitos da inflação na sua rotina. Todos os dias, os preços aumentam mais e a percepção de que “tudo está caro” cresce entre os consumidores do país. Mas quais são os principais motivos que contribuíram com esse fenômeno nos últimos dias?

Inflação puxada pela gasolina

Em agosto, a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) chegou a 0,87%. Esse é o maior nível para o mês desde 2020.

Já a inflação acumulada em 12 meses atingiu 9,68%, patamar mais alto desde fevereiro de 2016, quando chegou a 10,36%. A alta expressiva foi puxada pelos combustíveis, liderados pela gasolina, que subiu 1,24% em relação a julho, para 2,96%.

O preço da gasolina disparou nove vezes somente em 2021, acumulando avanço de 31,09% até agosto. O litro chega a ultrapassar os R$ 7 em algumas localidades. Já o diesel subiu 28,02% no mesmo período, segundo dados do IPCA.

Vale lembrar que a inflação mede o aumento dos preços de uma cesta de bens e serviços essenciais para os brasileiros. Dentre essas categorias estão: alimentação, habitação, vestuário, transporte, saúde, despesas pessoais, educação e comunicação.

Crise hídrica e suas consequências

A falta de chuvas é outro motivo que está causando dor de cabeça no país. Com a seca e o descuido de grandes empresas e da população, os reservatórios chegam a níveis baixíssimos e surge a necessidade de racionar água.

Mais do que reduzir a quantidade de água disponível para a população, a crise hídrica impacta a produção dos alimentos, reduzindo a oferta de produtos e aumentando os preços. Outro fator é que as usinas hidrelétricas são responsáveis pela produção de 62% da energia do Brasil. Sem água, o fornecimento é comprometido e a conta de luz aumenta.

Nessa cadeia, quem sente no bolso é o consumidor. Diretamente ligadas, a crise hídrica e a inflação pesam nas contas e deixam milhões de brasileiros sem acesso aos itens básicos para eu dia a dia.

10 de Setembro Dia da Imprensa: Nada a Comemorar !

10 de Setembro Dia da Imprensa Nada a Comemorar

10 de Setembro

No Dia da Imprensa Nada a Comemorar !

Quando se confundem Militância Política com Jornalismo.

Nada a Comemorar no Dia da Imprensa Diante dos Atentados à Liberdade de Expressão por parte de Plataformas e do Judiciário…

Anonymous declara guerra a Bolsonaro e convoca atos para Sete de Setembro

Grupo de hackers invadiu site de empresa investigada em esquema de compra irregular de vacina   O grupo de hackers Anonymous, que se intitula ativista da liberdade digital, declarou guerra contra o presidente Jair Bolsonaro. Por meio de um vídeo gravado em inglês, eles convocaram a população para as ruas nesta terça-feira, feriado de Sete de Setembro, em que se comemora a Independência do Brasil, para lutar contra o governo. No mesmo dia, Bolsonaro convocou seus apoiadores para as manifestações.

O vídeo foi divulgado na sexta-feira (3), em uma invasão ao site da FIB Bank. A empresa é investigada pela CPI da Covid no Senado por oferecer uma garantia financeira de R$ 80,7 milhões no contrato entre a Precisa Medicamentos e o Ministério da Saúde, no caso da venda da vacina indiana Covaxin.

O FIB Bank não é uma instituição financeira e não possui autorização do Banco Central para atuar no ramo. Apesar disso, apenas nesta segunda-feira (6) o vídeo dos hackers viralizou nas redes sociais, com a declaração de guerra a Jair Bolsonaro.

Os hackers acusaram o presidente de ameaçar um golpe colocando em suspeita o processo eleitoral, assim como fez o ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Assista;



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia