WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

prefeitura de pocoes




bsk cobra produtora marcus solla acougues angelica fabricio

:: mar/2021

NOTA DE ESCLARECIMENTO Sobre a queimada no lixão de Poções

Sobre a queimada no lixão de Poções, a Prefeitura, por meio das secretarias municipais de Infraestrutura e de Agricultura e Meio Ambiente, esclarece que tomou conhecimento do fato no dia de ontem, 30/03/2021, e que de imediato adotou fortes medidas para apagar o fogo.
Neste momento nossas equipes estão empenhadas no local com o uso de máquinas e caminhões-pipa, mas apesar de todos os esforços as chamas ainda não foram debeladas.
Diante do exposto, primando por insentar a saúde da população de quaisquer danos, através da Defesa Civil Municipal estamos acionando o Corpo de Bombeiros de Vitória da Conquista.
Sem mais, pedimos a compreensão de todos, na certeza de que a situação será resolvida o mais rápido possível.
DECOM-PMP

Vacinômetro atualizado – 31/03/21.

BOLETIM- COVID-19 31/03/2021 POÇÕES/BA

Brasil registra quase 4 mil mortes por Covid no dia e fecha pior mês da pandemia com 66,8 mil óbitos


O Brasil voltou a ter seu pior dia da pandemia, com o recorde de 3.950 mortes por Covid registradas nas últimas 24 horas, totalizando nesta quarta-feira (31) 321.886 óbitos. Com isso, o mês de março se encerra com o montante de 66.868 óbitos. Isso é mais do que o dobro das mortes anotadas em julho de 2020, o segundo pior mês da pandemia –quando registramos 32.912 vítimas da doença. Veja abaixo:

Pior mês da pandemia no Brasil, março teve mais do que o dobro de mortes de julho de 2020, o segundo pior mês — Foto: Editoria de Arte/G1

Pior mês da pandemia no Brasil, março teve mais do que o dobro de mortes de julho de 2020, o segundo pior mês — Foto: Editoria de Arte/G1

A média móvel de mortes no país nos últimos 7 dias chegou a 2.971pior marca no índice pelo 6º dia consecutivo. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de +42%, indicando tendência de alta nos óbitos pela doençaA média indica que o Brasil anotou pela 1ª vez mais de 20 mil óbitos em uma semana.

É o que mostra novo levantamento do consórcio de veículos de imprensa sobre a situação da pandemia de coronavírus no Brasil a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde, consolidados às 20h de quarta.

Já são 70 dias seguidos com a média móvel de mortes acima da marca de mil; o país completa agora 15 dias com essa média acima dos 2 mil mortos por dia; e já é o quinto dia com a média acima da marca de 2,5 mil, aproximando-se agora da média de 3 mil vidas perdidas por dia.

Veja a sequência da última semana na média móvel:

Evolução da média móvel de mortes na última semana. Com 6º recorde seguido, número se aproxima de 3 mil mortes por dia — Foto: Editoria de Arte/G1

Evolução da média móvel de mortes na última semana. Com 6º recorde seguido, número se aproxima de 3 mil mortes por dia — Foto: Editoria de Arte/G1

  • Quinta (25): 2.276
  • Sexta (26): 2.400 (recorde)
  • Sábado (27): 2.548 (recorde)
  • Domingo (28): 2.598 (recorde)
  • Segunda (29): 2.655 (recorde)
  • Terça (30): 2.728 (recorde)
  • Quarta (31): 2.971 (recorde)

 

Em casos confirmados, desde o começo da pandemia 12.753.258 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com 89.200 desses confirmados no último dia. A média móvel nos últimos 7 dias foi de 75.154. Isso representa uma variação de +5% em relação aos casos registrados em duas semanas, o que indica tendência de estabilidade nos diagnósticos.

Dezesseis estados e o Distrito Federal estão com alta nas mortesES, MG, RJ, SP, DF, GO, MS, MT, AP, TO, AL, CE, MA, PB, PE, PI e RN.

O consórcio também levantou que onze estados estão em seu pior momento da pandemia até aqui, colocando como parâmetro a evolução da média móvel de mortes de cada um deles: DF, ES, GO, MA, MT, MS, MG, PB, PI, SC e SP.

Brasil, 31 de março

  • Total de mortes: 321.886
  • Registro de mortes em 24 horas: 3.950
  • Média de novas mortes nos últimos 7 dias: 2.971 (variação em 14 dias: +42%)
  • Total de casos confirmados: 12.753.258
  • Registro de casos confirmados em 24 horas: 89.200
  • Média de novos casos nos últimos 7 dias: 75.154 por dia (variação em 14 dias: +5%)

Estados

  • Subindo (16 estados e o Distrito Federal): ES, MG, RJ, SP, DF, GO, MS, MT, AP, TO, AL, CE, MA, PB, PE, PI e RN
  • Em estabilidade (8 estados): PR, RS, SC, PA, RO, RR, BA e SE
  • Em queda (2 estados): AC e AM

 

Essa comparação leva em conta a média de mortes nos últimos 7 dias até a publicação deste balanço em relação à média registrada duas semanas atrás (entenda os critérios usados pelo G1 para analisar as tendências da pandemia).

Vale ressaltar que há estados em que o baixo número médio de óbitos pode levar a grandes variações percentuais. Os dados de médias móveis são, em geral, em números decimais e arredondados para facilitar a apresentação dos dados.

Vacinação

Balanço da vacinação contra Covid-19 desta quarta-feira (31) aponta que 17.620.872 pessoas já receberam a primeira dose de vacina contra a Covid-19, segundo dados divulgados até as 20h. O número representa 8,32% da população brasileira.

A segunda dose já foi aplicada em 5.091.611 pessoas (2,40% da população do país) em todos os estados e no Distrito Federal.

No total, 22.712.483 doses foram aplicadas em todo o país.

Covid-19: Secretário de saúde de Poções se reúne com o governador Rui Costa

Na tarde desta quarta-feira (31/03), o secretário municipal de saúde de Poções, Jorge Luis, participou de uma reunião, por videoconferência, com o governador da Bahia, Rui Costa. Jorge esteve com o Coordenador Médico Geral e membro do Comitê Técnico de Enfrentamento ao Covid-19 no município, Dr. Anselmo Junior.
A reunião tratou do atual cenário da pandemia da Covid-19 em toda Bahia, com o aumento nos números de casos confirmados e mortes e a alta taxa de ocupação de leitos de UTIs, além de novas medidas a serem adotadas.
DECOM-PMP

A Bahia bate novo recorde com 160 óbitos por Covid-19 em 24 horas

Nesta quarta-feira (31) foram registrados 160 óbitos por Covid-19, um novo recorde de mortes pela doença registrados em 24 horas. Anteriormente, o maior número desde o início da pandemia em um boletim epidemiológico havia sido no dia 26 de março, quando houve registro de um total de 155. Apesar de os óbitos terem ocorrido em diversas datas, a confirmação e registro foram contabilizados hoje.

A existência de registros tardios e/ou acúmulo de casos deve-se a sobrecarga das equipes de investigação, pois há doenças de notificação compulsória para além da Covid-19. Outro motivo é o aprofundamento das investigações epidemiológicas por parte das vigilâncias municipais e estadual a fim de evitar distorções ou equívocos, como desconsiderar a causa do óbito um traumatismo craniano ou um câncer em estágio terminal, ainda que a pessoa esteja infectada pelo coronavírus.

Vitoria da Conquista: Cachorro da raça Rottweiler ataca jovem na Olívia Flores e dono não presta socorro; caso foi parar no Disep

O ataque aconteceu na Avenida Olívia Flores, na tarde da terça-feira (30), em Vitória da Conquista. A jovem estava caminhando quando foi atacada pelo cachorro da raça Rottweiler.

Após o ataque, o dono do cachorro não prestou assistência a jovem que teve ferimentos no braço. Assusta e feriada, a vítima disse que ia chamar as autoridades, mas o homem debochou e saiu do local.

“Ela estava fazendo caminhada na Olívia e foi atacada por um cachorro Rottweiler. Diante do ataque, a moça ficou machucada e disse ao dono que iria chamar as autoridades e ele desafiou e debochou dela. Agora pergunto, onde vamos parar?”, indagou uma testemunha.

A irresponsabilidade e a omissão de socorro por parte do dono do cachorro chocaram as pessoas que presenciaram o acontecimento. As testemunhas ainda disseram, que o dono do cachorro, é alto e forte, e mesmo assim não conseguiu segurar o animal.

“Além de colocar a vida das pessoas em risco, nem socorro deu, tudo isso acontece por causa da atual situação que vivemos, em total situação de impunidade. Tem registros de que esse tipo de cachorro, ataca até os donos e é muito difícil uma pessoa segurar uma fera dessa. Observem que o porte físico do dono é bem grande e ele não conseguiu segurar. Será que vamos ter que presenciar primeiro uma tragédia maior com uma vítima fatal para que seja posta a lei em vigor?”, questionou uma  testemunha.

O caso repercutiu nas redes sociais dos moradores de Vitória da Conquista e foi registrado no Disep- Distrito Integrado de Segurança Pública- nesta quarta-feira (31). O Delegado da Polícia Civil,  Marcos Vinicius, assumiu o caso e irá proceder com as investigações.

Em Vitória da Conquista, circular em áreas públicas com cachorros considerados ferozes, como o da raça Rottwieler, sem corrente e focinheira é proibido, de acordo com a Lei Orgânica Municipal nº 970/99, em vigor desde maio de 1999:

Art. 1º- Fica proibida a circulação de cães ferozes nas vias públicas e praças do Município, exceto se conduzidos por seus donos, presos por correntes e com focinheira colocada na boca.

Mulher desaparecida desde domingo é achada morta dentro de residência, no Sul da Bahia

Maria Senhora da Cunha Souza Pereira, foi encontrada morta na manhã de quarta-feira, 31 de março, no bairro João Mendonça, em Teixeira de Freitas. O corpo foi localizado por familiares depois que vizinhos de uma casa na rua Vitória Chicon, sentiram um forte odor vindo do imóvel que pertence a irmã da vítima, mas que no momento não era ocupado por moradores.

A mulher de 32 anos, desapareceu por volta das 21h30 do último domingo, 28, depois de sair de casa, na rua João Ribeiro dos Santos, mesmo bairro, alegando que iria a um velório. Familiares chegaram a registrar um boletim de ocorrência pelo desaparecimento de Maria na terça-feira, 30, na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM), quando as investigações sobre o caso foram iniciadas pela Polícia Civil.

Mulher que estava desaparecida é encontrada morta em Teixeira de Freitas -  Bahia ExtremoSul

O corpo de Maria foi encontrado em avançado estado de decomposição e por conta disso não foi possível identificar lesões externas na vítima, que estava caída na sala da casa. Exames do Departamento de Polícia Técnica vão identificar a causa da morte. Agentes da DEAM estiveram na cena do crime e acompanharam os exames periciais para tentar encontrar evidências que podem ajudar a solucionar o caso. A Polícia trabalha com várias linhas de investigação e uma delas é de um possível feminicídio. Maria deixa dois filhos.

Ex-prefeito é preso em flagrante com R$ 130 mil enterrados em seu sítio

Foto: Divulgação/Polícia Civil

O ex-prefeito de Carmo (RJ) Paulo César Gonçalves Ladeira foi preso ontem em flagrante após a Polícia Civil encontrar R$ 130 mil enterrados em seu sítio dentro de canos de PVCs. A polícia informou que o próprio político foi quem indicou onde a quantia estava enterrada. O flagrante foi um desdobramento da Operação Chorume, uma parceria da Polícia Civil com o MPE-RJ (Ministério Público Estadual do Rio de Janeiro) que investiga a cobrança de propina da empresa que fazia a coleta de lixo da cidade.

São investigados na operação o ex-prefeito, a vereadora Rita Estefânia Gozzi Farsura, a Faninha (PSC), o ex-secretário de Meio Ambiente do município Ronaldo Rocha Ribeiro, e o empresário Murilo Neves de Moura, apontado como um dos sócios da empresa Forte Ambiental. Eles são suspeitos de corrupção ativa, corrupção passiva, associação criminosa e prevaricação. O UOL não localizou os advogados de defesa dos suspeitos até a publicação da reportagem.

Assim como o ex-prefeito, os outros três envolvidos na investigação também foram presos, mas com mandados de prisão preventiva expedidos na última quinta-feira (25).

Prefeito de Carmo entre 2013 e 2020, Ladeira foi intimado a depor e, segundo a Polícia Civil, admitiu ter recebido propina da empresa responsável pela coleta de lixo na cidade. Ele alegou que, por não ter como justificar os valores recebidos, decidiu enterrar o dinheiro em seu sítio, na zona rural de Carmo.

Segundo a investigação, o próprio ex-prefeito levou os policiais até o local onde o dinheiro estava enterrado. Os policiais contaram R$ 130 mil em espécie, divididos em pacotes, acondicionados nos tubos de PVCs e enterrados. Ladeira foi autuado em flagrante por lavagem de dinheiro, na modalidade ocultação de valores procedentes de crime.

Áudio vazado De acordo com o MPE-RJ, as investigações começaram a partir de um áudio em que três pessoas negociavam o pagamento de propina a vereadores de Carmo. Em troca, os parlamentares aprovariam projetos ou medidas que beneficiariam a empresa. A identidade dos interlocutores foi obtida após perícia feita pela CSI/MPRJ (Coordenadoria de Segurança e Inteligência do MP-RJ).

Além das prisões, 17 mandados de busca e apreensão foram cumpridos nas cidades de Carmo, Campos, São Fidélis e Macaé, todas no norte do estado do Rio de Janeiro. Foram apreendidos telefones celulares e documentos, que farão parte da continuidade da investigação com o objetivo de identificar outros envolvidos.

Fonte: noticias.uol

´ Lamentável o uso político e ideológico de uma morte como a do PM na Bahia´

Segundo a Polícia Militar, o soldado estava em ‘descontrole emocional’. A PM isolou a área e chamou a equipe do BOPE para tentar negociar com o policial. Após três horas e meia de negociação, já no início da noite, Soares disparou contra os policiais e foi abatido. Morreu horas depois no Hospital Geral do Estado.

O caso mobilizou policiais. Na madrugada, houve um protesto em frente ao hospital onde o soldado era socorrido. Uma outra manifestação ocorre na manhã desta segunda-feira 29 no Farol da Barra. O principal articulador dos protestos é o deputado estadual Soldado Prisco (PSC), um ex-PM e articulador contumaz de greves no estado. Prisco é ex-presidente da Associação dos Praças Policiais e Bombeiros Militares da Bahia, a Aspra.

Para o professor Rafael Alcadipani, do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, o caso é um triste exemplo da erosão da saúde mental entre a categoria. “O policial do Brasil se mata mais que a média da população e mais que a média dos policiais no mundo”, diz. “É lamentável que um governo que não faz nada pela saúde mental dos policiais tente fazer uso político e ideológico dessa morte”

E que, embora a PM baiana tenha histórico de insubordinação, não vê ainda elementos suficientes para a realização de uma greve.

“Uma coisa é ter um problema salarial grave… Nessa situação, me seria parece haver tentativa de se contrapor a ordem do governador. Se eles fizerem uma greve, vão desejar o quê? O fim do lockdown?”

Em conversa com CartaCapital, ele avalia o caso. Confira a seguir.

CartaCapital: Os policiais agiram corretamente ao atirar no soldado?

Rafael Alcadipani: O soldado estava armado com um fuzil. O escudo [que os policiais que faziam a negociação estavam usando] não aguenta tiro de fuzil. Os policiais negociaram por muito mais tempo do que fariam contra uma pessoa comum. Um sujeito com um fuzil que não fosse policial, teria sido neutralizado muito antes. No primeiro disparo.

A neutralização de uma pessoa desequilibrada portando arma de fogo é um clássico de manual de tática policial. E qualquer policial sabe que, se você se amotinar com arma de fogo, com ou sem surto, vão te neutralizar.

CC: Bolsonaristas e policiais com cargo político tem protestado. Como avalia a repercussão?

RA: É lamentável que um governo que não faz nada pela saúde mental dos policiais tente fazer uso político e ideológico dessa morte. Esse é um problema clássico, o policial do Brasil se mata mais que a média da população e mais que a média dos policiais no mundo. Não há nenhuma lei, nada que seja feito pra melhorar essa situação.

CC: Esse levante pode se converter de fato em motim?

RA: É difícil saber… A PM da Bahia tem um longo histórico de indisciplina, de greves. Agora, até que ponto isso vai encorajar a tropa. Uma coisa é ter um problema salarial grave, as coisas estarem claramente ruins… Essa situação seria tentar se contrapor a ordem do governador — que não é só do governador, as pessoas querem o isolamento, querem que a polícia atue, porque as pessoas estão morrendo. Se eles fizerem uma greve, vão desejar o quê? O fim do lockdown?

Digamos que eles desejem. Qual a moral que a PM da Bahia terá sobre a população? Uma tropa que se subleva contra o governador, contra a sociedade, porque não quer lockdown. Como vai ficar marcada a história da polícia da Bahia? É muita irresponsabilidade.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia