WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

prefeitura de pocoes



abril 2021
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  


bsk cobra produtora marcus solla acougues angelica fabricio

:: 2/abr/2021 . 7:46

Vitoria da Conquista: Identificado fotógrafo assassinado no centro de Conquista

Atenção: Bandido é baleado por ‘justiceiro’ no momento em que assaltava adolescente; veja imagem

Foto: Reprodução
Manaus (AM) – No final da manhã desta segunda-feira (29), por volta das 11h, um assaltante foi detido e o outro foi baleado enquanto faziam arrastão na Avenida Perimentral, bairro Parque 10 de Novembro, zona centro-sul de Manaus.
De acordo com informações da 23ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), um ‘justiceiro’ passou no local e presenciou o momento em que a dupla assaltava um adolescente, que estava voltando da escola.
Enquanto os bandidos fugiam com o celular do jovem, o ‘justiceiro’ efetuou disparos e conseguiu atingir um deles na perna. O outro acabou sendo contido e espancado pela população.
O ‘justiceiro’ fugiu do local sem ser identificado. O assaltante ferido foi encaminhado a unidade de saúde pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), e o comparsa dele foi preso. A Polícia Civil deve investigar o caso.
Com informações do site: Portal CM7

O Governo federal deixa 58 mil pessoas sem medicamento para doenças autoimunes

Governo federal deixa 58 mil pessoas sem medicamento para doenças autoimunes

Foto: Pedro Ladeira / Folhapress
No Brasil, 57.957 pessoas que fazem tratamento para controle de doenças reumatológicas, dermatológicas e inflamatórias intestinais com adalimumabe, na apresentação de 40 mg/0,4ml, enfrentam desabastecimento no SUS desde o segundo semestre de 2020.

No estado de São Paulo o problema atinge 19.306 pacientes, de acordo com o Movimento Medicamento no Tempo Certo, da BioRed Brasil, ONG que reúne associações de pacientes de todo o país.

Também há problemas com a versão pediátrica, de 20 mg, utilizada por cerca de 600 crianças no país.

Neste caso, a farmacêutica global AbbVie, que é a responsável pela fabricação e distribuição do adalimumabe de referência (Humira), fez a doação de 2.000 frascos ao Ministério da Saúde.

O remédio é adquirido pelo governo federal e distribuído aos estados, que fazem a dispensação através das farmácias de alto custo.

É importante ressaltar que as duas apresentações do medicamento estão com o registro ativo na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), mas outros fabricantes podem vender biossimilares no Brasil.

Priscila Torres, 40, tem artrite reumatoide. Ela coordena a BioRed Brasil. “A situação é desesperadora. É um medicamento que as pessoas não conseguem comprar. Para o Ministério da Saúde, ele custa R$ 11 mil por paciente por ano. Para o consumidor final, que precisa tomar mensalmente as duas injeções da caixa, o custo na farmácia é de R$ 9.200 por mês”, diz ela.

As sociedades brasileiras de Dermatologia e Reumatologia, e o Grupo de Estudos da Doença Inflamatória Intestinal do Brasil enviaram uma carta ao ministério, onde manifestam preocupação com a falta do medicamento.

“Sua descontinuidade pode gerar consequências irreparáveis para a saúde do paciente, como perda de visão, de um segmento intestinal e deformidades permanentes. Em muitos dos pacientes é a única droga capaz de controlar a doença, deixando a grande maioria dos usuários com a doença inativa. No caso da hidradenite, de alta carga inflamatória e morbidade, não há sequer substituto terapêutico com potencial capacidade de controle da doença”, afirma trecho do documento.

Indicado para artrite reumatoide e psoriásica, espondilite anquilosante, doença de Chron e retocolite ulcerativa, entre outras, o medicamento é injetável e pode ser aplicado pelo próprio paciente.

As irregularidades na entrega começaram em julho; no mês de outubro, a dispensação foi normal. Entre os meses de janeiro e março de 2021, o Movimento Medicamento no Tempo Certo recebeu 700 denúncias sobre falta do medicamento em todos os estados brasileiros.

O Ministério da Saúde afirmou que enviou medicamento suficiente para atender os pacientes cadastrados nos últimos três meses de 2020 e nos primeiros 39 dias de 2021.

Para suprir a demanda do primeiro trimestre seriam necessárias 173.871 caixas, mas foram enviadas 87.795.

O ministério diz que aguarda a finalização do processo de compra via pregão eletrônico para dar continuidade ao abastecimento da rede –o edital para início do processo de pregão não havia sido publicado até esta segunda-feira (29).

Em nota, a farmacêutica AbbVie afirmou ter estoque para suprir as necessidades do medicamento, via Ministério da Sáude, para os pacientes que dele necessitam e têm prescrição para recebê-lo. O laboratório aguarda a publicação do edital para avaliar sua participação no processo.

Ainda segundo a AbbVie, desde 2007 a empresa cumpre rigorosamente os termos dos contratos e cronograma de entrega do medicamento ao Ministério da Saúde, bem como a todas demais instituições de saúde que assim o necessitem.

Ainda não há previsão para a normalização do fornecimento de adalimumabe, que é de uso contínuo. A sua interrupção reativa a doença e pode ocasionar a formação de anticorpo antidroga, ou seja, quando aplicado novamente, não fará mais efeito. A explicação é da Mariana Deboni, gastroenterologista pediátrica e coordenadora do Ambulatório de Doenças Inflamatórias Intestinais Pediátricas do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas de São Paulo.

A médica também integra o Gediib (Grupo de Estudos da Doença Inflamatória Intestinal do Brasil), que atende 150 pacientes com até 18 anos de idade e doença de Crohn ou retocolite ulcerativa, que são subtipos da doença inflamatória intestinal.

O problema na gastroenterologia pediátrica é que só há dois biológicos para utilizar em crianças: infliximabe e o adalimumabe.

“Para o paciente que faz uso do adalimumabe é a última opção terapêutica. Quando temos a notícia da interrupção do fornecimento do medicamento, é uma tragédia. Se o paciente perder essa medicação, teremos que nos voltar a outros tratamentos, inclusive o uso de corticoide ou corticosteroide, com efeitos colaterais. Numa época de Covid-19, é uma medicação que está associada ao aumento do desfecho desfavorável da doença em pacientes com doença inflamatória intestinal”, explica Deboni.

“Fiquei impactada com a notícia por dois motivos: a gente soube que a interrupção no fornecimento foi por falta de compra do remédio e porque o governo está fazendo um pregão de licitação e oferecendo o biossimilar do adalimumabe, produzido por outros laboratórios. A grande problemática é que a gente teve uma interrupção abrupta do tratamento sem ter outra opção e o Ministério da Saúde já está impondo numa decisão verticalizada, que não é compartilhada com o médico ou paciente”, afirma. A participação de marcas diferentes no processo de licitação não é vista com bons olhos pelos médicos. “A substituição automática do medicamento não pode ser feita sem que haja conhecimento e autorização do médico responsável pelo paciente”, diz Deboni.

A Polícia Civil de Araci cumpre mandado de prisão contra homem por crime de homicídio qualificado

Na tarde desta quinta-feira, 01/04/2021, por volta das 16h00, a equipe do Setor de Investigação – SI da DT de Araci/BA, coordenada pelo Delegado Thiago Pessoa, cumpriu um mandado de prisão preventiva expedido em desfavor de J. V. M. do S. R, 24 anos, por ter sido indiciado pelo crime de homicídio qualificado, que teve como vítima o adolescente Ângelo Gabriel Conceição de Oliveira, no dia 02 de abril de 2018, no Bairro Coqueiro, em Araci-BA.
A vítima foi atingida por disparos de arma de fogo após ter sido atraída para uma emboscada numa localidade denominada “Campo do Gera”, onde a motivação do crime teria sido em razão de ciúmes referentes a uma ex-namorada de um dos investigados, que foi preso por esta equipe no dia 01/09/2020. Após meses de investigação, a equipe do SI desta Delegacia logrou êxito em localizar o segundo investigado, efetivando sua prisão nesta data.
𝘿𝙚𝙣ú𝙣𝙘𝙞𝙖𝙨 – O titular ressaltou que denúncias podem ser realizadas para a DT de Araci pelo número (75) 98214-8000. “Garantimos sigilo da identidade das fontes”, destacou o Dr. Thiago Pessoa
𝙎𝙉 𝙉𝙤𝙩í𝙘𝙞𝙖𝙨/Fonte: DPC Thiago Pessoa

Urgente: Poções Homem é preso com cerca de 13kg de drogas no bairro Alto da Vitória

Fonte: 79ª CIPM

Na tarde desta quinta-feira (01), Policiais Militares da 79ªCIPM prenderam um homem pelo crime de tráfico de entorpecentes em Poções, cidade distante a 19km de Planalto . Em sua posse foi encontrada farta quantidade de substância entorpecente.

De acordo com a PM, os militares realizavam rondas nas imediações do bairro Alto da Vitória, quando perceberam que um homem havia dispersado um objeto e tentou evadir-se do local, repentinamente. Diante da fundada suspeita, os militares realizaram a abordagem policial. Durante a revista, foram encontrados os seguintes materiais em sua posse:

13,360 (treze) quilos de substância análoga à maconha, 390Gr (trezentos e noventa) gramas de porção de substância análoga à cocaína, 01 (um) smartphone Motorola, R$ 620,00 (seiscentos e vinte reais) em espécie e 01 (uma) balança de precisão

Diante do fato ilícito, todo material e o autor foram apresentados à autoridade policial competente para que as medidas judiciais fossem aplicadas.

Uma Jovem de 17 anos morre esfaqueada pelo cunhado

Foto: Reprodução
Uma adolescente de 17 anos foi vítima de feminicídio pelo cunhado depois de uma briga em família, na cidade de Americana, interior de São Paulo.
O homem desferiu facadas em Kauane Cordeiro de Campos depois que o acusado convidou o irmão, marido da vítima, para ir a uma balada.
O feminicida afirmou que era uma “brincadeira”, e a jovem não gostou da situação, agredindo-o. Ainda de acordo com o assassino, a garota tentou esfaqueá-lo.
A discussão prosseguiu com o homem também armado com uma faca. Os dois foram para fora de casa, onde a tragédia se consumou. Kauane foi atingida no ombro e no tórax, levada a um hospital, mas não resistiu aos ferimentos.
De acordo com o pai de Kauane, a jovem foi morta na frente da filha de apenas 2 anos de idade. O marido da vítima, que viu toda a cena sem nada fazer para evitar a situação, foi levado à polícia junto com o irmão. O pai afirmou que o genro já teria tentado matar a filha em outras duas oportunidades.
Com informações do site: SBT



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia