WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

FJS

prefeitura de pocoes


abril 2024
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  


cobra produtora marcus solla acougues angelica

:: ‘Brasil’

GDF identifica donos de 234 caminhões em protesto no QG do Exército. Veja quem são

Caminhões de apoiadores do presidente derrotado Jair Bolsonaro chegam adornados com bandeiras do Brasil no QG do Exército, em Brasília - MetrópolesMarcus Rodrigues/Metrópoles
O Governo do Distrito Federal, por meio da Secretaria de Segurança Pública (SSP), identificou os proprietários de 234 caminhões que participam do protesto em frente ao QG do Exército, em Brasília.

O levantamento foi feito em cumprimento a uma decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes. Ele determinou que a Polícia Militar dos estados e do DF envie informações sobre os caminhões e demais veículos que participaram ativamente de bloqueios de vias e das manifestações em frente aos quartéis das Forças Armadas.

Em lista obtida pela coluna Grande Angular, a SSP-DF reuniu as placas dos caminhões, o modelo, a marca, a unidade da Federação de onde são, além do nome e do CPF, ou CNPJ, do proprietário.

Muitos desses veículos estão em nome de empresas, ligadas ao agronegócio, que enviaram mais de um caminhão. Todos os dados foram entregues ao STF.

O Comércio e Transporte Comelli Ltda., de Goiás, tem sete caminhões posicionados nas proximidades do QG do Exército, por exemplo. Além de transporte de carga, a empresa registrou como atividade econômica na Receita Federal a extração de madeira.

A Vape Transportes Ltda., de Mato Grosso, também deslocou sete veículos para o local. A Sipal Indústria e Comércio Ltda., do Paraná, enviou o mesmo número de caminhões.

Veja a lista completa:

Acidentes em rodovias federais durante o feriado causaram 72 mortes

Brasilia – Movimento de saída para o feriado de carnaval tranquilo no Aeroporto JK e rodovias do Distrito Federal(José Cruz/Agência Brasil)

Setenta e duas pessoas perderam a vida em acidentes automobilísticos ocorridos em rodovias federais de todo o país, entre a 0h da última sexta-feira (11) e às 23h59 de ontem (15). Além dos óbitos, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou a 288 acidentes graves durante os cinco dias de duração da chamada Operação Proclamação da República 2022.

Em 2021, quando o feriado caiu na segunda-feira (15) e, portanto, a operação rodoviária durou um dia a menos, foram contabilizadas 78 mortes e 210 acidentes graves. Por outro lado, o número de pessoas feridas aumentou, passando de 888, no ano passado, para os atuais 1.185.

Este ano, os policiais rodoviários federais autuaram 4.919 motoristas por ultrapassagem indevida e 3.870 veículos cujos condutores ou passageiros não usavam o cinto de segurança. Além disso, 1.567 pessoas foram flagradas dirigindo sob o efeito de alguma substância psicoativa.

A quantidade de motoristas que se submeteram ao teste do bafômetro (etilômetro) para que fosse averiguada a concentração de álcool em seus organismos foi quase três vezes superior a registrada no ano passado, saltando de 15.245, em 2021, para 55.628, este ano.

Durante a operação deste ano, os agentes federais recuperaram a 89 veículos roubados ou furtados – no ano passado, foram 99. Além disso, foram apreendidas mais de 5,8 toneladas de cocaína e maconha. Ao todo, 648 pessoas foram detidas este ano nas rodovias federais (contra 482 em 2021).

Como se proteger de nova onda da covid com avanço da variante BQ.1

A covid retomou crescimento em quatro Estados. Segundo a Fiocruz, houve aumento de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) com resultado positivo para covid-19 na população adulta do Amazonas, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo.

Ao menos quatro Estados registram aumento no número de casos de covid-19: Amazonas, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo

Ao menos quatro Estados registram aumento no número de casos de covid-19: Amazonas, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo© Fornecido por BBC News

Nas últimos dias, o aumento nos testes positivos para covid em laboratórios particulares e farmácias levou epidemiologistas a alertarem para uma nova onda da doença no país.

Ao mesmo tempo, houve a identificação de uma nova variante do coronavírus, chamada de BQ.1, no Rio de Janeiro.

A variante já havia sido encontrada no Amazonas em 20 de outubro, de acordo com a unidade da Fiocruz no Estado, o que fortalece a hipótese de que ela circula em diferentes locais do país.

Segundo especialista, a cepa tem escape maior da proteção das vacinas. Mesmo assim, a vacinação tem mostrado proteção contra casos graves.

Bolsonaristas radicais fazem manifestação com intenções golpistas no feriado de 15 de novembro

Os manifestantes declaravam não aceitar o resultado das urnas — que registraram o desejo da maioria dos brasileiros com a eleição do petista Luiz Inácio Lula da Silva. Presidente do TSE disse que resultado do pleito é incontestável.

Bolsonaristas radicais realizaram atos antidemocráticos pelo país nesta terça-feira (15), feriado nacional pelo dia da Proclamação da República. O maior ato aconteceu em Brasília.

Os manifestantes declaravam não aceitar o resultado das urnas — que registraram o desejo da maioria dos brasileiros. E defenderam um golpe por meio de intervenção militar no governo — uma afronta à constituição do Brasil e à democracia.

O petista Luiz Inácio Lula da Silva foi eleito presidente pela terceira vez em 30 de outubro. Ele venceu Jair Bolsonaro (PL), atual presidente e que disputava a reeleição. O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes, afirmou que o resultado das urnas é incontestável. O Ministério da Defesa entregou ao TSE o relatório que a pasta fez sobre o sistema eleitoral sem apontar fraude.

Brasília
Um protesto em Brasília reuniu grupos radicais de bolsonaristas que declaram não aceitar o resultado do segundo turno das eleições. A manifestação golpista defendia intervenção militar, anulação do pleito e a dissolução da atual composição do Supremo Tribunal Federal (STF).

Vestidos de verde e amarelo e com faixas e cartazes – muitos escritos em inglês – o grupo montou um acampamento no Setor Militar Urbano (SMU). O local concentra a maior parte dos quartéis do Exército na capital federal, além do Comando Geral.

São Paulo
Na capital paulista, o ato antidemocrático de bolsonaristas foi realizado na região do Parque Ibirapuera, Zona Sul. Os bolsonaristas exibiam bandeiras e camisetas amarelas e gritavam palavras de ordem. Por volta das 14h, o grupo se concentrava em frente ao Comando Militar do Sudeste, onde parte deles já se reúne desde 2 de novembro.

Por causa do ato, algumas ruas do entorno sofreram interdições, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), como na altura das Rua Abílio Soares com a Rua Sargento Mário Kozel Filho.

Rio de Janeiro
Na capital fluminense, bolsonaristas interditaram totalmente a Avenida Presidente Vargas, no Centro do Rio de Janeiro. Com um carro de som, faixas e placas, manifestantes pediam intervenção federal contra o resultado democrático das eleições para presidente.

O Centro de Operações da Prefeitura precisou fazer desvios para motoristas que passavam pela região.

Recife
No Recife, o ato aconteceu em frente ao Comando Militar do Nordeste (CMNE), no bairro do Curado, na Zona Oeste, e deixou o trânsito parcialmente lento. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os manifestantes se concentraram no quilômetro 7 da rodovia BR-232.

Embora sem interdições, o trânsito ficou mais lento na BR-232 por causa do protesto. Os manifestantes ficaram no acostamento da rodovia e no canteiro central.

Belém
Uma equipe de reportagem do Jornal O Liberal foi hostilizada, ameaçada e agredida enquanto cobria um ato antidemocrático na avenida Almirante Barroso, em Belém. Segundo o boletim de ocorrência registrado na Delegacia do Marco, duas mulheres tentaram impedir as filmagens da equipe e, em seguida, um grupo cercou dois profissionais.

Aracaju
Na capital de Sergipe, um grupo de bolsonaristas contra o resultado das urnas na eleição presidencial se reúne em frente ao quartel do 28º Batalhão de Caçadores, sede do Exército Brasileiro no estado.

Porto Alegre
Apoiadores de Bolsonaro (PL) que não aceitam o resultado das eleições percorreram ruas da Zona Norte e do Centro Histórico da capital gaúcha em motos, além de se concentrarem no entorno do Comando Militar do Sul, onde grupo que defende pautas antidemocráticas se reúne há duas semanas. Também foram registrados atos no interior do estado.

Belo Horizonte
Na capital mineira, apoiadores do presidente interditaram totalmente a Avenida Raja Gabaglia, no bairro Gutierrez, na Região Oeste de Belo Horizonte. Os manifestantes, que ocupam a via em frente à sede do Comando da 4ª Região Militar do Exército desde o dia 31 de outubro, declaram não aceitar o resultado das urnas.

Juiz de Fora
Na Zona da Mata de Minas Gerais, bolsonaristas se agruparam nos arredores da Companhia de Comando da 4ª Brigada Infantaria Leve de Juiz de Fora, interditando a via. O grupo defendia intervenção militar, entre outras pautas antidemocráticas.

Fonte: G1 | Foto: TV Globo/Reprodução

Brasil registra 2.073 novos casos de covid-19 em 24 horas

O boletim deste domingo (15) do Ministério da Saúde informa que o Brasil registrou oito mortes por covid-19, em 24 horas, e 2.073 novos casos.

Desde o início da pandemia, o Brasil confirmou 34.923.127 casos de covid-19 no país, com 688.702 mortes. O país registrou 34.130.942 ocorrências de recuperação. Há atualmente 103.483 pacientes contaminados em acompanhamento.

Os números são parciais, pois as secretarias de Saúde de 11 unidades da federação não encaminharam a atualização de dados sobre a doença: Bahia, Distrito Federal, Minas Gerais, Mato Grosso, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Roraima, São Paulo e Tocantins.

Considerando os dados disponíveis até o momento, São Paulo registra o maior número de mortes por covid-19 (175.851), seguido por Rio de Janeiro (75.911) e Minas Gerais (63.897). O menor número de mortes (2.029) é do Acre.

Pastora pede a ‘esquerdistas’ que não lhe peçam oração a crianças na UTI… –

Uma pastora da Assembleia de Deus em Sorocaba, a 101 km de São Paulo, usou suas redes sociais para pedir a “crentes esquerdistas” que não a procurassem para pedir orações a crianças com doenças graves ou mesmo internadas em UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

No vídeo compartilhado em suas contas no Instagram e TikTok, a pastora Michelly Bezerra se dirigiu especialmente aos “crentes esquerdistas” que na eleição presidencial deste ano votaram em Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que venceu a disputa contra Jair Bolsonaro (PL), que tentava a reeleição.

Enem será aplicado neste domingo em mais de 1,7 mil municípios

Imagem sobre Enem será aplicado neste domingo em mais de 1,7 mil municípios
Foto: Marcello Casal Jr. / Agência Brasil

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2022 começa a ser aplicado neste domingo (13) em todo o país nas modalidades impressa e digital. Tanto as provas quanto o tema da redação serão iguais nas duas modalidades. Ao todo, cerca de 3,4 milhões de candidatos farão o exame.

 

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela realização das provas, divulgou nesta semana os números oficiais do exame, que é a principal forma de ingresso no ensino superior público, pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), de obtenção de bolsas por meio do Programa Universidade para Todos (Prouni) e de participação no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

 

Ao todo, 3.331.566 candidatos farão o Enem impresso e 65.066, o digital. A maioria está nos estados de São Paulo (527.097),Minas Gerais (301.350) e Bahia (260.331). As mulheres representam 61% dos candidatos e as pessoas negras, soma de pretos e pardos, 54,8% dos inscritos.

 

O Enem será realizado em 11.175 locais de prova em 1.747 municípios. Serão mais de 320,5 mil pessoas envolvidas na aplicação do exame, entre coordenadores estaduais, municipais, aplicadores e supervisores.

 

No dia da prova, é obrigatório levar documento de identificação original, com foto. Entre as identificações aceitas estão as carteiras de identidade e de habilitação (CNH), o passaporte e a carteira de trabalho emitida após 27 de janeiro de 1997.

 

A novidade desta edição é que serão aceitos os documentos digitais com foto do e-Título, CNH digital e RG digital, que deverão ser apresentados nos respectivos aplicativos oficiais Não serão aceitas fotos da tela do celular.

 

Outro item obrigatório é a caneta esferográfica de tinta preta fabricada em material transparente. Ela é necessária para preencher o cartão de respostas no Enem impresso e para escrever a redação tanto no Enem impresso quanto no digital. A máscara de proteção facial é obrigatória, exceto nos estados ou municípios onde o uso do item em local fechado esteja liberado por decreto ou ato administrativo de igual poder regulamentar.

 

É recomendado ainda que os participantes levem lanche e água, já que a prova tem duração longa, e também que se leve o cartão de confirmação da inscrição, no qual está, entre outras informações, o local de prova. O cartão pode ser acessado na página do participante.

 

Caso necessitem comprovar que participaram do exame, os estudantes podem, também, na página do participante, imprimir a declaração de comparecimento para cada dia de prova, informando o CPF e a senha. A declaração, que deve ser apresentada ao aplicador na porta da sala em cada um dos dias., serve, por exemplo, para justificar falta ao trabalho.

 

Primeiro dia de prova

No primeiro dia do Enem, os candidatos farão, além das provas objetivas de linguagens e ciências humanas, a única prova subjetiva da avaliação, a redação. Os portões abrem às 12h e fecham às 13h. Não é permitido entrar após o fechamento dos portões. As provas começam a ser aplicadas às 13h30 e terminam às 19h. O horário é o de Brasília. No próximo domingo (21), os participantes fazem as provas de matemática e ciências da natureza.

 

O exame seleciona estudantes para vagas do ensino superior públicas, pelo Sisu, para bolsas em instituições privadas, pelo Prouni, e serve de parâmetro para o Fies. Os resultados também podem ser usados para ingressar em instituições de ensino portuguesas que têm convênio com o Inep.

 

Com informações da Agência Brasil.

Três pessoas morrem em acidente na BR-101 no trecho do município de Itagimirim Acidente envolveu caminhão e dois automóveis; mortos estavam num único carro

Três pessoas morreram em um acidente que envolveu um caminhão e dois carros na BR-101, no trecho do município de Itagimirim, na manhã desta sexta-feira (11).

A reportagem do RADAR.64  apurou que os mortos estavam em um veículo modelo Fiat Uno, cor prata, com placa do município de Elói Mendes, em Minas Gerais. Os corpos ficaram presos nas ferragens e foram removidos pelos bombeiros.

Um quarto passageiro do Uno teve ferimentos e foi levado para o hospital. As vítimas ainda não foram identificadas.

Segundo a polícia, houve uma colisão entre os três veículos. As causas do acidente vão ser apuradas.

Foram identificadas duas das três pessoas que morreram em um acidente na BR-101, no trecho do município de Itagimirim, na manhã desta sexta-feira (11). Uma mulher foi resgatada em estado grave e está internada.

As vítimas eram dois casais de uma mesma família, que estavam no carro modelo Uno que se envolveu em uma colisão com uma carreta e outro automóvel.

Nelson Batista dos Santos, de 65 anos, viajava no banco dianteiro do carona e morreu no local. O motorista, ainda não identificado, e que era cunhado dele, também não resistiu.

Maria Helena de Sousa Gonçalves, idade não divulgada, mulher de Nelson Batista, foi a óbito ainda no local. Já a irmã dela, que também era esposa do condutor, sobreviveu ao acidente. Ela ainda não teve o nome confirmado.

Morre a cantora tropicalista Gal Costa, uma das maiores vozes da história da MPB

Morre a cantora tropicalista Gal Costa, uma das maiores vozes da história da MPBFoto: Divulgação

Morreu, nesta quarta-feira (9), vítima de um infarto fulminante aos 77 anos de idade, a cantora baiana Gal Costa. Uma das maiores intérpretes da história da música brasileira, ela foi uma das expoentes do movimento tropicalista, que sacudiu a MPB no final dos anos 1960, com sua voz aguda, com seus cabelos revoltos e com seu cantar revolucionário.

 

Nascida Maria da Graça Penna Burgos no dia 26 de setembro de 1945, no bairro da Barra, em Salvador, a filha de Mariah Penna e Arnaldo Burgos manifestou sua intenção de se tornar cantora pela primeira vez aos dois anos de idade. Logo foi apelidada como Gracinha por sua família.

 

Ainda na juventude, tornou-se amiga das irmãs Dedé e Sandra Gadelha – que mais tarde se tornariam esposas de Caetano Veloso e Gilberto Gil – e passou a ser chamada de “Gau” pelos mais próximos.

 

Foi através de Dedé que ela conheceu Caetano, em 1963. Na época, o então universitário santamarense lhe perguntou: “para você, quem é o maior cantor do Brasil?”. No que Gau respondeu “João Gilberto”, o jovem concordou e lhe apresentou uma composição sua. A amizade e a admiração recíprocas nunca se encerraram.

 

Gau virou Gal apenas em 1967, na oportunidade da gravação de seu primeiro álbum “long play” (LP), “Domingo”, em parceria com seu amigo Caetano. A ideia da mudança foi do produtor e empresário Guilherme Araújo, que ainda lhe adicionou o sobrenome “Costa”. Com esse nome, ela entraria para sempre na história da música popular brasileira.

 

O sucesso definitivo de Gal veio através do sucesso “Divino Maravilhoso”, composta por Caetano para o Festival da Record em 1968. Antes conhecida como “João Gilberto de saias”, assumiu com a Tropicália uma estética própria da contracultura e uma postura roqueira.

 

A partir daí, a garota da classe média-alta de Salvador virou musa dos hippies no Brasil. Se apresentava frequentemente com pouca roupa, sentada de pernas abertas e com um violão, postura revolucionária para uma mulher naquela época. Nos anos 1970, ficou identificada com uma área da praia de Ipanema, no Rio de Janeiro, apelidada como “As Dunas de Gal Costa”.

 

Gal se consolidou de vez como uma grande diva da música brasileira nos anos 1980, com sucessos como “Meu Bem, Meu Mal”, “Festa do Interior”, “Bloco do Prazer”, “Vaca Profana” e “Chuva de Prata”.

 

Em 1994, protagonizou uma cena emblemática. Durante uma apresentação do show “O Sorriso do Gato de Alice”, enquanto cantava “Brasil, Mostra a Tua Cara” com uma postura firme e agressiva, ela deixou seus seios à mostra, o que gerou polêmica no cenário pop da época.

 

Durante sua carreira, Gal fez sucesso com gravações dos amigos Caetano e Gil – que a chama de Gaúcha –, mas também outros ícones lendários da música nacional, como Roberto Carlos, Dorival Caymmi, Tom Jobim, Chico Buarque, Djavan e Milton Nascimento. Ela passeou com facilidade entre bossa nova, samba, rock e frevo.

 

No início dos anos 2010, Gal enfrentou dificuldades com a mudança de sua voz, antes de um agudo suave e que, com a idade, havia se tornado mais grave. Mesmo assim, não parou de gravar: lançou um álbum apostando na disco music e interpretou canções de artistas de gerações mais novas, como Marília Mendonça e Marcelo Camelo.

 

Antes, em 2007, Gal adotou o garoto Gabriel, que ela conheceu em um abrigo do Rio de Janeiro. Na época, o menino tinha dois anos de idade e foi trazido para morar com ela em Salvador. Em 2012, mãe e filho se mudaram para São Paulo, onde fixaram residência.

Grupos bolsonaristas divulgam fake news de que Lula teria morrido na Bahia

Grupos bolsonaristas divulgam fake news de que Lula teria morrido na Bahia

Foto: Reprodução / EBC

Grupos bolsonaristas disseminaram fake news afirmando que o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) teria falecido durante seu período de descanso na Bahia. O caso ganhou repercussão no último final de semana, após suposição de que o petista estaria internado com um problema de saúde. A informação do óbito teria sido divulgada no sábado (5), por um jornal argentino.

 

Membros de grupos bolsonaristas alegam que as recentes fotos com aparição de Lula, principalmente uma divulgada pelo portal G1, estão estão adulteradas, sob uso de efeitos para deixar um “sósia” mais parecido com o petista.

 

Confira imagens de grupos bolsonaristas em um aplicativo de mensagens:

Na verdade, após período de descanso, Lula desembarcou em Brasília nesta terça-feira (8) para negociar o Orçamento do próximo ano e conversar com os presidentes do Senado e da Câmara dos Deputados, Rodrigo Pacheco (PSD-MG) e Arthur Lira (PP-AL), respectivamente



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia