WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia



dezembro 2020
D S T Q Q S S
« nov    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  





cobra produtora marcus solla acougues angelica fabricio


:: ‘Política’

Rui usa números para exaltar performances de Zé Neto e Zé Raimundo nas eleições

Rui usa números para exaltar performances de Zé Neto e Zé Raimundo nas eleições

Foto: IG @zenetofeira | Thiago Gamah/ IG @zeraimundovca | Montagem BN

Embora Zé Neto (PT) e Zé Raimundo (PT) tenham perdido o segundo turno das eleições em Feira de Santana e Vitória da Conquista, respectivamente, o governador Rui Costa (PT) destacou o crescimento dos dois, tanto em relação ao pleito de 2020 quanto à eleição anterior. Os dois petistas foram derrotados pelos atuais prefeitos Colbert Martins e Herzem Gusmão, ambos do MDB 

“Parabéns, Zé Raimundo! Você fez uma campanha belíssima, isso ficou claro no seu crescimento. Em 2016, 51.889 votos, 31,69%. Em 2020, obteve 81.721 votos, 47,69%. Portanto 29.732 votos a mais que em 2016”, publicou o governador no Twitter, na manhã desta segunda-feira (30).

 

O mesmo foi feito com o candidato de Feira. “Parabéns, Zé Neto! Você fez uma campanha com muita paixão e emoção. Isso ficou demonstrado no seu crescimento. No 1º turno de 2016, Zé Neto [teve] 49.912 votos, 15,71%. Em 2020, obteve 119.862, 41,55%, portanto 72.950 votos a mais”, destacou.

 

Na mesma rede social, ele ainda aproveitou para destacar o crescimento do Partido dos Trabalhadores em números de votos. “Em 2016, nas eleições municipais, o PT obteve 762.365 votos para prefeito no 1º turno na Bahia. Em 2020, obteve 1.087.034 votos. Um crescimento de 42,59%, com 324.669 votos a mais”, ressaltou.

 

Esse comentário remonta às análises que têm sido feitas, desde o fim do primeiro turno, sobre a queda do partido. De acordo com o G1, a nível nacional, o PT passou de 254 prefeituras em 2016 para 183 neste ano. Na Bahia, a queda foi de 39 para 32 gestões após o resultado das urnas (veja aqui). Mas, ainda assim, foi o estado em que a legenda registrou seu melhor desempenho. (Atualizada às 7h12)

Wagner minimiza derrotas petistas em Feira e Conquista: ‘Comemoram precipidamente’

Wagner minimiza derrotas petistas em Feira e Conquista: 'Comemoram precipidamente'

Foto: Elza Fiúza / Agência Brasil

O senador Jaques Wagner (PT) minimizou os possíveis impactos das derrotas petistas em Feira de Santana e Vitória da Conquista  na sucessão do governador Rui Costa (PT) em 2022.

 

Segundo ele, o saldo para o PT nas eleições de 2016 foi pior do que o de 2020 e, mesmo assim, em 2018, Rui teve uma “reeleição retumbante”. 

 

Para aqueles que avaliam as derrotas em Feira e Conquista como prenúncio do fim do domínio petista na Bahia, Wagner mandou recado: “apressado come cru”. 

 

“Na Bahia, tem gente comemorando precipitadamente. É bom lembrar que apressado come cru. Em 2016, também não ganhamos Salvador, Feira, Conquista e Camaçari. Nem sequer fomos ao 2º turno em Feira e Conquista. E em 2018, @costa_rui teve uma eleição retumbante e elegemos 2 senadores”, afirmou no Twitter.

 

Provável candidato de oposição ao governo estadual em 2022, ACM Neto (DEM) foi um dos que comemorou os resultados nas duas cidades. Os prefeitos reeleitos, Herzem Gusmão (Conquista) e Colbert Martins (Feira de Santana), receberam apoio do prefeito de Salvador. “As vitórias de Herzem, em Conquista, e de Colbert, em Feira, são simbólicas e confirmam que novos ventos começam a soprar em nosso estado. Ventos que mostram que os baianos estão preparados para construir um futuro ainda muito melhor”, provocou Neto.

 

Wagner ainda usou o mesmo discurso de Rui, de ver “o copo meio cheio” (veja aqui), para lembrar que as votações petistas nessas cidades cresceram.

 

“Agora aumentamos nossas votações em todas estas cidades. Então, para quem quer logo tirar a consequência para 2022, eu acho muito precipitado”, concluiu. 

Eleições 2020: Zé Raimundo (PT) vai pedir impugnação de Herzem na Justiça Eleitoral; Veja o vídeo

Em entrevista coletiva à imprensa logo após a totalização da apuração, o candidato derrotado nas eleições para prefeito de Vitória da Conquista, o deputado Zé Raimundo (PT), afirmou que vai recorrer à Justiça Eleitoral para impedir a posse do prefeito reeleito Herzem Gusmão (MDB), segundo o mesmo, por uso da máquina pública “de forma muito violenta e completamente fora da lei”.

“Já fizemos denúncias e vamos denunciar mais uma vez na Justiça Eleitoral, pedindo naturalmente a impugnação do candidato na sua posse. A Justiça irá avaliar, mas sem dúvida alguma, foi uma campanha em que a marca da utilização do dinheiro público ficou escancarada a todo momento”, afirmou.

O candidato derrotado também acusou o prefeito reeleito de ameaçar de forma truculenta servidores.

Zé Raimundo, que venceu no primeiro turno com uma margem inferior a 02% em relação a Herzem, atribuiu a derrota neste domingo a “rearranjos”, mas não explicou claramente o que isso quer dizer.  “No segundo turno, em função de alguns rearranjos, não fomos vencedores eleitoralmente”.

O petista também ressaltou que o “novo normal” causado pela pandemia enfraqueceu o trabalho nas ruas, marca característica do PT. “As eleições foram atípicas, não só em função da pandemia, que dificultou muito o processo de mobilização que é a nossa marca, de estar nas ruas, nas mobilizações, reuniões”, lamentou.

CONFIRA A ÍNTEGRA DA COLETIVA:

A PARTIR DE HOJE ESTAREMOS AO VIVO DE VITOTIA DA CONQUISTA COM LIVES ENTREVISTAS AO VIVOS ATÉ AS ELEIÇÕES AMANHÃ COBBERTURA COMPLETA DO JORNALISMO DO POÇÕES24HORAS DA RETA FINAL DA DO SEGUNDO TURNO EM VITORIA DA CONQUISTA

Zé Raimundo, Luciana e Wagner reúnem com empresários. Presentes também Waldenor e Fabrício

IMG_20201126_165340_compress83

Na noite de ontem, no Hotel Esplendor, o candidato do PT e a vice do PCdoB, Zé Raimundo e Luciana Oliveira, respectivamente, sentaram à mesa junto com o senador Jaques Wagner, os deputados Waldenor Pereira e Fabrício Falcão, enquanto que na plateia um grupo de empresários, comerciantes, advogados e representantes da classe médica ouviram dos anfitriões o que eles poderão fazer por Conquista, caso Zé seja eleito.

Elias Dourado conduziu o ritual do encontro tendo a sua frente Geraldo Reis, interlocutor da Coligação que conta ainda com o presidente do PT, Isaac Bomfim, que não estava presente, fazia parte da comitiva que estava na zona rural liderada pelo ex-prefeito Guilherme Menezes.

A linha de frente de apoio a Zé Raimundo vinda de Salvador estava presente, desde Geraldo Reis, Emilson Piau, Zé Carlos Oliveira e George Bittencourt. Vimos também outros membros que fazem parte do projeto de retornar o Partido dos Trabalhadores ao poder depois de ver interrompido um ciclo de 20 anos, como Márcia Pinheiro, Suzana Ribeiro, Lígia Matos, Fernando Jacaré, Valdemir Dias, Ricardo Babão, Rudival Maturano, todos muito animados para a disputa democrática do próximo domingo.

Suzana Ribeiro, Lígia Matos, Fernando Jacaré, Ricardo Babão, Rudival Maturano, Marcos Andrade e Elvio Magalhães também estavam presentes, apostam na vitória do deputado Zé Raimundo.

Wagner falou: “vamos fazer muito por Conquista, mais do que já fizemos. O aeroporto está aí, Zé duplicou grandes avenidas, vamos fazer muito mais. Vamos duplicar a Rio Bahia, também a avenida que nos leva a Barra do Choça”. Wagner garantiu também que o governo de Zé Raimundo vai dialogar com a cidade.

O deputado Zé Raimundo aproveitou e respondeu a um comerciante instalado na Avenida Lauro de Freitas que perguntou o que será daquela obra que está sendo tocada pelo atual prefeito caso seja eleito: “teremos que ver como fazer para parar a obra, para que a gente possa saber o que vocês querem. Seremos um governo de diálogo, como sempre fomos!”.

Eleições 2020: Com clima tenso entre militâncias de de Zé Raimundo e Herzem Gusmão na porta da TV Sudoeste, candidatos chegam para debate

A menos de 1h do início do debate de segundo turno entre os candidatos a prefeito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão (MDB) e José Raimundo Fontes (PT), a porta da TV Sudoeste, onde o evento será realizado, está tomada pelas militâncias dos dois candidatos.

Antes de os prefeituráveis chegarem, o clima era de tensão entre os dois grupos. Os militantes gritavam “fora PT” e “fora Herzem” com o intuito de atacar o grupo “rival”. Com a gritaria, militantes se estranharam e o bate-boca quase chegou às vias de fato. A Polícia Militar precisou intervir para separar o ‘bafafá’.

Agora há pouco, o atual prefeito e candidato à reeleição Herzem Gusmão chegou à emissora acompanhado de assessores e advogados. Ele foi o primeiro a chegar.

Na sequência, Zé Raimundo chegou também acompanhado de assessores, vereadores de sua coligação e também de advogados.

Cones foram colocados do lado de fora para que os dois grupos fiquem distantes e para assegurar que a porta da emissora fique liberada.

EM VITÓRIA DA CONQUISTA, WAGNER AFIRMA QUE “OS PREGADORES DA VIOLÊNCIA ESTÃO SENDO ABANDONADOS”

O senador Jaques Wagner (PT) afirmou, nesta quarta-feira (25), após participar de uma carreata em Vitória da Conquista, ao lado do candidato Zé Raimundo (PT) e da vice-prefeita Luciana Oliveira (PCdoB), que o confronto político na Capital do Sudoeste da Bahia “está muito claro”.

“De um lado temos alguém que acredita que a ofensa e a truculência podem prosperar na sociedade. Do outro lado, alguém que é afeito ao diálogo, a educar pessoas, até porque é um professor. A diferença é da água para o vinho”, afirmou o petista.

Wagner lembrou que o Partido dos Trabalhadores sempre pregou o respeito ao próximo dentro da democracia e o combate à intolerância. “Os pregadores da violência estão sendo abandonados. Começou agora nos Estados Unidos, com as eleições, e lá tinha um presidente pregador, do conflito o tempo todo”, lembrou.

Ainda de acordo com o senador baiano, a fotografia em Conquista é a mesma em Feira de Santana, São Paulo, Porto Alegre, Recife e diversas outras cidades onde candidatos e candidatas ligados aos partidos de esquerda no Brasil estão com chances reais de vitória no segundo turno das eleições municipais.

“Não vou falar do prefeito atual, mas a fotografia em São Paulo com Boulos e Erundina é a síntese de que tudo que penso na vida. A experiência e serenidade de um lado e a volúpia de um jovem querendo fazer. Essa é a combinação perfeita. A renovação”, defendeu.

Em Vitória da Conquista, Zé Raimundo, com 70 anos de idade, prefeito por dois mandatos [2002-2008] e deputado estadual por três legislaturas, dividirá suas experiências com sua vice-prefeita, Luciana Oliveira, de 37 anos. Filiada ao PCdoB, Luciana é jornalista e militante das causas das mulheres, juventude e cultura.

“Temos tudo para ganhar a eleição aqui. Peço, mais uma vez, o voto ao povo de Conquista para o 13 porque, sem dúvida alguma, Conquista será do jeito que o povo daqui gosta: respeitando a todos e cada um tocando a sua convicção”, aposta Wagner.

Eleições 2020: PSOL denuncia ‘gabinete do ódio’ na campanha de Herzem

O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) divulgou nesta terça-feira (24) uma nota pública repudiando “fake news” que estariam sendo “disseminadas por um grupo político vinculado à candidatura do prefeito Herzem Gusmão, inclusive sendo estas disseminadas por agentes públicos comissionados em seu governo”, segundo a nota.

O direção local do partido afirma que o professor Omar Costa Ribeiro, Mariana Aragão, o vereadore eleito Alexandre Xandó, a professora Aliny Souza, Professor Cláudio Carvalho e outros estão sendo vítimas do “gabinete do ódio” em Vitória da Conquista. “Defendemos e seguimos firmes em nossa posição a favor do Estado de Direito, crendo que a justiça existe para ser acionada e utilizada quando necessário”.

CONFIRA A ÍNTEGRA DA NOTA

O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), neste momento em que atravessamos o Segundo Turno eleitoral, vem a público manifestar total repúdio às fake news que vêm sendo disseminadas por um grupo político vinculado à candidatura de Herzem Gusmão, inclusive sendo estas disseminadas por agentes públicos comissionados em seu governo. O PSOL manifesta total e incondicional apoio, solidariedade e disposição a fazer frente a todos os ataques que vêm sofrendo diversas pessoas da militância social e política da cidade de Vitória da Conquista por partidários de uma forma de fazer política baseada na disseminação de Fake News, na difamação, no atentado à moral, na perseguição e outras formas de intimidação e ameaças. Àqueles que não suportam e não sabem disputar democraticamente o poder, resta a força da lei e os instrumentos legais cabíveis, e estes serão utilizados por nosso partido. O “gabinete do ódio” em sua versão “suíça baiana” não terá sossego, e a cada fake news disseminada muitas ações e responsabilizações serão buscadas até compreenderem que não vivemos em um Estado paralelo de barbárie, mas vivemos, prezamos e trabalhamos para a conservação e aprimoramento do Estado de Direito, democrático, livre e diverso.

Conforme o dia de votação do segundo turno das eleições municipais se aproximam, aumenta o desespero dos que estão acostumados ao poder local e aos seus desmandos, a divulgação de fake news cresce consequentemente, e esta é uma tática conhecida dos que se beneficiam e se promovem por meio da mentira, da calúnia e da difamação de seus opositores. Não nos calaremos, estaremos sempre prontos a combatê-las e não pouparemos esforços para responsabilizar seus autores e reestabelecer a verdade. Essas pessoas que não trazem consigo qualquer limite ou valor ético terão pelas vias legais a resposta e os limites que precisam.

Por fim, o PSOL reafirma sua solidariedade e apoio a Omar Costa Ribeiro, a Mariana Aragão, a Alexandre Xandó, a Professora Aliny Souza, ao Professor Cláudio Carvalho e a todos(as) demais que tenham ou estejam sendo vítimas do “gabinete do ódio” em sua versão “suíça baiana”. Defendemos e seguimos firmes em nossa posição a favor do Estado de Direito, crendo que a justiça existe para ser acionada e utilizada quando necessário.

Eleições Conquista: Rede Sustentabilidade declara apoio às candidaturas de Zé Raimundo e Luciana no 2º turno

Na última segunda-feira (23/11), através de sua direção estadual, o partido Rede Sustentabilidade anunciou apoio à Coligação Conquista do Futuro, encabeçada por José Raimundo Fontes (PT) e Luciana Oliveira (PCdoB). Em reunião com os candidatos, o presidente do Partido dos Trabalhadores Conquista (PT), Isaac Bonfim, e o dirigente estadual do PCdoB, Élvio Magalhães, o partido apresentou uma carta de intenções programáticas com foco na educação, cultura e meio ambiente, que serão incorporadas ao programa de governo de Zé Raimundo e Luciana.

Estiveram presentes no encontro José Itamário, dirigente estadual da Rede, Leone Gomes, candidato a vice-prefeito na chapa de Maris Stela Schiavo, e Marilan Coelho. Em nota divulgada pelo partido, a Rede orienta os seus filiados a não apoiarem a candidatura do atual prefeito, Herzem Gusmão (MDB), devido ao seu alinhamento com as políticas antidemocráticas do presidente Jair Bolsonaro e o descaso com a cidade nos últimos quatro anos.

A candidata a vice-prefeita, Luciana Oliveira, disse estar confiante na força da Coligação que já conta com o apoio de 14 outros partidos no 2º turno. “Nossa campanha, desde o primeiro turno, foi muito propositiva e construída na coletividade. Nessa reta final, estamos contando com o apoio de vários partidos que se uniram a nós. Estamos muito felizes com mais esse reforço da Rede. Juntos vamos construir um futuro melhor para a nossa cidade”.

Eleições 2020: “Conquista não quer seguir o caminho do ódio e da violência”, defende Rui Costa

O governador da Bahia, Rui Costa retornou a Conquista, nesta segunda-feira (23), para participar de mais um ato político ao lado de Zé Raimundo e sua vice-prefeita Luciana Oliveira (PCdoB). Na última sexta (20), Rui já tinha participado de diversas atividades de campanha na “Suíça Baiana”.

Reeleito governador da Bahia com 63,20% válidos dos eleitores de Vitória da Conquista nas eleições de 2018 e gestão aprovada por cerca de 81% dos conquistenses [A Tarde/Potencial], Rui Costa utiliza sua popularidade intensificando ainda mais sua participação na campanha de Zé Raimundo, que venceu o 1º turno das eleições.

Após carreata na Zona Oeste com Zé Raimundo, governador diz que a Suíça Baiana merece um governo de união, paz e diálogo

Em entrevista, após participar de uma carreata na Zona Oeste da cidade, o governador defendeu “a união de homens e mulheres de bem” para tirar o Brasil da atual situação que se encontra. “Ódio e violência não levam nem o país e nem Vitória da Conquista a lugar nenhum. Infelizmente, a atual gestão tenta copiar, mas o povo de Conquista não quer seguir esse caminho e está deixando claro nas ruas que quer união, paz, entendimento, diálogo com o governo do Estado, com o setor produtivo e eu estou assumindo esse compromisso. Guerra e disputa só levam a sofrimento e prejuízo de todos. Diálogo, paz e trabalho é o que gera riqueza e renda, e é isso que nós queremos para Vitória da Conquista”, afirmou Rui.

Para o segundo turno das eleições, Zé Raimundo passou a contar em sua chapa com apoio de 14 partidos, a maioria após uma forte articulação do governador: PSD, PP, PSOL, PCdoB, PDT, PSB, PL, PTC, Avante, Podemos, Pros, Cidadania, Solidariedade e Rede Sustentabilidade. Do leque de legendas aliadas, o petista já conta com 11 dos 21 vereadores eleitos para a próxima legislatura.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia