WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia



setembro 2020
D S T Q Q S S
« ago    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  





cobra produtora hadassa marcus solla acougues angelica fabricio


:: 9/set/2020 . 17:53

Produção Industrial baiana avançou 11,1% em julho

Em julho de 2020, a produção industrial (de transformação e extrativa mineral) da Bahia, ajustada sazonalmente, avançou 11,1% frente ao mês imediatamente anterior, após aumentos de 8,2% e 2,1%, respectivamente, em maio e junho de 2020. As informações fazem parte da Pesquisa Industrial Mensal (PIM) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgadas nesta quarta-feira (9), sistematizadas e analisadas pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia vinculada à Secretaria do Planejamento (Seplan).

“Esse resultado reflete, principalmente, o movimento de retomada das atividades produtivas no estado, que interromperam seus processos devido à pandemia de Covid-19”, destaca o secretário estadual do Planejamento, Walter Pinheiro.

Devido à influência da pandemia do coronavírus, na comparação com igual mês do ano anterior, a indústria baiana assinalou recuo de 5,7%. No acumulado do ano, a indústria registrou queda de 7,1%, em relação ao mesmo período do ano anterior. O indicador, no acumulado dos últimos 12 meses, apresentou redução de 5,6%, frente ao mesmo período anterior.

No confronto de julho de 2020 com igual mês do ano anterior, sete das 12 atividades pesquisadas assinalando crescimento da produção. O setor de Derivados de petróleo (18,8%) apresentou a principal influência positiva no período, explicada, especialmente, pela maior fabricação de óleos combustíveis e naftas para petroquímica. Outros resultados positivos no indicador foram observados nos segmentos de Produtos químicos (7,3%), Celulose, papel e produtos de papel (11,2%), Produtos alimentícios (8,7%), Bebidas (23,5%), Minerais não metálicos (16,2%) e Equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos (29,9%).

Governo da Bahia assina acordo com a Rússia para submeter vacina Sputnik V a testes Protocolo do governo russo será submetido ao comitê de ética do Instituto Couto Maia, depois ao Conselho Nacional de Ética em Pesquisa (Conepe), em Brasília, além da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Funcionário mostra frascos com potencial vacina russa contra Covid-19 perto de Moscou — Foto: Andrey Rudakov/Divulgação via REUTERS

Funcionário mostra frascos com potencial vacina russa contra Covid-19 perto de Moscou — Foto: Andrey Rudakov/Divulgação via REUTERS

O governo da Bahia informou nesta terça-feira (8) que concluiu o acordo de confidencialidade com o governo da Rússia para que todas as informações científicas da vacina contra a Covid-19 “Sputinik V” sejam repassadas para a Fundação Baiana de Pesquisa Científica e Desenvolvimento Tecnológico (Bahiafarma). Na prática, o acordo marca um avanço nas negociações entre o país e o estado, que a partir de agora poderá ter acesso à tecnologia usada na produção do imunizante.

De acordo com o governador Rui Costa, o próximo passo é a instituição decidir se vai dar seguimento no projeto. Primeiro, o protocolo do governo russo será submetido ao comitê de ética do Instituto Couto Maia, depois ao Conselho Nacional de Ética em Pesquisa (Conepe), em Brasília, além da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

“Nós estamos em negociação com a Rússia já há duas semanas. Semana passada nós tivemos duas reuniões, uma na quinta e uma na sexta. E nós havíamos assinado um memorando de entendimentos visando iniciar as tratativas pra testar aqui no Brasil a vacina russa Sputinik V”, disse o secretário de saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas.

Segundo ele, na terça-feira (8) foi concluído o acordo de confidencialidade que é um documento em que é firmado compromisso para que o estado receba informações consideradas sigilosa e que elas sejam tratadas de forma interna e confidencial. “A partir disso decidimos, com base no que a gente vai ver, se a gente quer dar seguimento no projeto”.

Caso haja aprovação de todos os envolvidos no processo, o governo pretende iniciar o estudo da vacina russa na Bahia dentro de um mês. A intenção é fazer o teste clínico em 500 participantes.

Na sexta-feira (4), um estudo com resultados preliminares publicado na revista científica “The Lancet”, uma das mais importantes do mundo, indicou que a vacina da Rússia para a Covid-19 não teve efeitos adversos e induziu resposta imune. Porém, com desconfiança da comunidade científica sobre os testes empregados no imunizante, cientistas russos reconheceram a necessidade de mais ensaios para comprovar a eficácia da vacina.

A imunização já está registrada desde o mês passado na Rússia, e o primeiro lote foi liberado para ser aplicado na população do país. O governo diz que entrega está prevista para um futuro próximo, mas não especificou datas.

No Brasil, o governo do Paraná firmou uma parceria para desenvolver a vacina russa. Os testes no país devem começar em outubro, mas ainda dependem da Anvisa.

Suspensão da vacina de Oxford

Os testes da vacina contra a Covid-19 desenvolvida em conjunto pela Universidade de Oxford e pela farmacêutica AstraZeneca foram suspensos temporariamente, conforme anunciou a empresa na terça-feira (8).

A farmacêutica esclareceu que o protocolo de segurança foi acionado após um dos voluntários no Reino Unido apresentar reação adversa que pode estar vinculada à vacina.

A empresa não divulgou detalhes do caso, mas o jornal “The New York Times” informou que o paciente teve mielite transversa, uma síndrome inflamatória que afeta a medula espinhal (leia mais abaixo).

A Bahia é o único estado do Nordeste a testar essa vacina contra a Covid-19. A imunização estava sendo em ao menos 200 voluntários que receberam a dose no estado. O teste era feito em parceria com o Hospital São Rafael.

Bahia: Delegada é acusada de liderar organização criminosa

delegada Maria Selma Pereira Lima é alvo de uma representação sigilosa enviada ao Grupo Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) do Ministério Público da Bahia (MP-BA). De acordo com o jornal Correio, o documento acusa a ex-diretora do Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP) da Polícia Civil da Bahia de liderar uma organização criminosa envolvendo traficantes e assaltantes.

De acordo com o MP-BA, a investigação está na fase de análise da documentação apresentada pela representante e das diligências iniciais para verificar a procedência das informações. Após essa investigação preliminar, todos os envolvidos serão chamados para depor.

Os advogados da delegada, Sérgio Habib e Thales Habib, em nota enviada ao Metro1, afirmam que Maria Selma refuta “com veemência as acusações que circulam contra ela pelas redes sociais, comprometendo-se a comprovar a sua inocência no curso do Inquérito Policial perante a Corregedoria de Polícia Civil e eventual Ação Penal no âmbito da Justiça Estadual, caso venha a ser instaurado, uma vez que tais acusações são inteiramente inverídicas e não se sustentam em provas, mas em meras suposições dentro desse discurso teórico que as acusações foram formuladas”.

A nota diz que a delegada “confia na justiça” e que ao final do processo “reconhecerá a sua inocência”.

Já a Polícia Civil informou ao site que a Corregedoria da Instituição (Correpol) tomou conhecimento sobre um relatório com denúncias, ontem (4) e iniciou as apurações. E informou que “um procedimento relacionado a diretora do Departamento se encontra em andamento na Correpol” e acrescentou que “a exoneração da diretora e de outros servidores são atos administrativos dentro de um processo natural de aperfeiçoamento do trabalho, que ocorrem periodicamente”. Com informações do Metro 1.

Eleições 2020: Luciana Oliveira é oficializada como vice de Zé Raimundo; Confira o comunicado oficial

O Par&do dos Trabalhadores (PT) de Vitória da Conquista anuncia o nome da jornalista Luciana Oliveira (PCdoB) como vice do pré-candidato a prefeito Zé Raimundo. A escolha de Luciana para a chapa majoritária se deu após debate interno do Partido dos
Trabalhadores e conversas com forças políticas da cidade.

Mulher, jovem, servidora pública e jornalista, Luciana Oliveira fortalece a pré-candidatura do deputado estadual e ex-prefeito Zé Raimundo com sua história de vida e seu ativismo na cena cultural. Filiada ao PCdoB, o nome de Luciana foi o escolhido
entre o de outras mulheres, dando o protagonismo a quem não está à frente da política, mas que sempre participou da vida pública e exerceu ativamente sua cidadania.

Por mais mulheres na política, o PT buscou garantir a representatividade feminina para a candidatura. Apesar das constantes ameaças em nosso país, a luta pelo direito da mulheres vem progredindo não só no Brasil, mas em todo o mundo. Alguns avanços já foram conquistados, porém, a representatividade das mulheres na política ainda se encontra muito distante do desejado.

O PT segue em diálogo com outros partidos para composição da chapa majoritária

Pré-candidato a vereador é preso acusado de participar de assalto à lotérica na Bahia

Um pré-candidato a vereador em Maraú, no Litoral Sul da Bahia, foi preso na manhã desta quarta-feira (9). O mandado de prisão preventiva foi cumprido em uma operação conjunta das polícias Civil e Militar.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP-BA), o suspeito, que não teve a identidade revelada, tem envolvimento com o roubo contra uma casa lotérica, no dia 26 de junho deste ano, na cidade de Camamu, no Baixo Sul do estado

Na investigação, a Delegacia Territorial (DT) de Camamu descobriu que o pré-candidato – junto com outros oito homens já presos – renderam o gerente da lotérica e a esposa. Parte do grupo ficou em uma residência ameaçando matar a mulher, enquanto o restante foi até o estabelecimento roubar os valores dos caixas.

A SSP-BA também informou que um detento, custodiado no Complexo Penitenciário de Mata Escura em Salvador, também é apontado com integrante da organização criminos

‘Operação Aratu’: Polícia Federal Cumpre Mandados Contra Tráfico De Drogas Na Bahia

‘Operação Aratu’: Polícia Federal cumpre mandados contra tráfico de drogas na Bahia

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quarta-feira (09), a Operação Aratu, que visa reprimir e desarticular a ação de quadrilhas voltadas para o tráfico de drogas na Bahia, Pernambuco, Paraíba, Distrito Federal, Mato Grosso do Sul e Paraná. Mais de 200 policias federal cumprem 34 mandados de busca e apreensão, além de 18 mandados de prisão.

Os grupos criminosos vêm sendo investigados ao longo dos últimos dois anos, tendo a Polícia Federal apreendido nesse período diversos carregamentos de drogas e armas de fogo de grosso calibre. Também foram descobertas informações que ajudaram na elucidação de crimes como homicídio e sequestro.

Os investigados foram indiciados pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico de drogas e posse ou porte de arma de fogo de uso restrito.  (BNews)






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia