WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

prefeitura de pocoes



novembro 2020
D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  


cobra produtora marcus solla acougues angelica fabricio

:: 28/nov/2020 . 22:11

Eleições 2020 em Conquista: Zé Raimundo finaliza campanha com carreata ao lado do governador Rui Costa o amor vencerá o ódio

Familiares buscam por informações de Marli e Mikaelly que estão desaparecidas desde a manhã de ontem sexta-feira(27/11)

Elas são moradoras de Bom Jesus da Serra e foram vistas pela última vez em Poções.
Qualquer informação entrem em contato com os números a cima

 

A PARTIR DE HOJE ESTAREMOS AO VIVO DE VITOTIA DA CONQUISTA COM LIVES ENTREVISTAS AO VIVOS ATÉ AS ELEIÇÕES AMANHÃ COBBERTURA COMPLETA DO JORNALISMO DO POÇÕES24HORAS DA RETA FINAL DA DO SEGUNDO TURNO EM VITORIA DA CONQUISTA

CONQUISTA- PREFEITO HERZEM GUSMÃO VOLTA ATACAR A IMPRENSA PARA NÃO EXPLICAR ATOS ADMINISTRATIVOS

Zé Raimundo, Luciana e Wagner reúnem com empresários. Presentes também Waldenor e Fabrício

IMG_20201126_165340_compress83

Na noite de ontem, no Hotel Esplendor, o candidato do PT e a vice do PCdoB, Zé Raimundo e Luciana Oliveira, respectivamente, sentaram à mesa junto com o senador Jaques Wagner, os deputados Waldenor Pereira e Fabrício Falcão, enquanto que na plateia um grupo de empresários, comerciantes, advogados e representantes da classe médica ouviram dos anfitriões o que eles poderão fazer por Conquista, caso Zé seja eleito.

Elias Dourado conduziu o ritual do encontro tendo a sua frente Geraldo Reis, interlocutor da Coligação que conta ainda com o presidente do PT, Isaac Bomfim, que não estava presente, fazia parte da comitiva que estava na zona rural liderada pelo ex-prefeito Guilherme Menezes.

A linha de frente de apoio a Zé Raimundo vinda de Salvador estava presente, desde Geraldo Reis, Emilson Piau, Zé Carlos Oliveira e George Bittencourt. Vimos também outros membros que fazem parte do projeto de retornar o Partido dos Trabalhadores ao poder depois de ver interrompido um ciclo de 20 anos, como Márcia Pinheiro, Suzana Ribeiro, Lígia Matos, Fernando Jacaré, Valdemir Dias, Ricardo Babão, Rudival Maturano, todos muito animados para a disputa democrática do próximo domingo.

Suzana Ribeiro, Lígia Matos, Fernando Jacaré, Ricardo Babão, Rudival Maturano, Marcos Andrade e Elvio Magalhães também estavam presentes, apostam na vitória do deputado Zé Raimundo.

Wagner falou: “vamos fazer muito por Conquista, mais do que já fizemos. O aeroporto está aí, Zé duplicou grandes avenidas, vamos fazer muito mais. Vamos duplicar a Rio Bahia, também a avenida que nos leva a Barra do Choça”. Wagner garantiu também que o governo de Zé Raimundo vai dialogar com a cidade.

O deputado Zé Raimundo aproveitou e respondeu a um comerciante instalado na Avenida Lauro de Freitas que perguntou o que será daquela obra que está sendo tocada pelo atual prefeito caso seja eleito: “teremos que ver como fazer para parar a obra, para que a gente possa saber o que vocês querem. Seremos um governo de diálogo, como sempre fomos!”.

Moro diz à PF que foi alvo do gabinete do ódio e liga Carlos Bolsonaro a grupo investigado

Foto; Divulgação

por Marcelo Rocha

O ex-ministro Sergio Moro (Justiça) disse à Polícia Federal que ouviu de ministros palacianos comentários sobre a ligação do vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), o filho 02 do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), com o chamado “gabinete do ódio”.

Moro afirmou ainda que foi alvo de ataques do grupo após ter deixado o cargo. O depoimento foi prestado à polícia no último dia 12 no inquérito dos atos antidemocráticos que tramita no STF (Supremo Tribunal Federal). O teor do interrogatório foi revelado pelo jornal O Globo e confirmado pela reportagem.

O inquérito foi aberto em março do ano passado pelo então presidente do STF, Dias Toffoli, para apurar o uso de notícias falsas para ameaçar e caluniar ministros do tribunal.

Carlos é investigado sob a suspeita de ser um dos líderes de grupo que monta notícias falsas e age para intimidar e ameaçar autoridades públicas na internet. A Polícia Federal também investiga a participação de seu irmão Eduardo Bolsonaro, deputado federal pelo PSL de SP.

O “gabinete do ódio” é responsável por parte da estratégia digital bolsonarista. A existência do grupo foi revelada pelo jornal Folha de S.Paulo em setembro do ano passado. O jornal mostrou que o bunker ideológico está instalado numa sala no terceiro andar do Palácio do Planalto, a poucos passos do gabinete presidência.

Moro foi convocado porque na época dos fatos em apuração ele era o titular da Justiça. A apuração busca elucidar o envolvimento de familiares e apoiadores do presidente com as manifestações que pediam fechamento do STF e do Congresso.

No Twitter, Carlos reagiu às declarações de Moro à PF. O vereador disse que “não há qualificação para mais essa tentativa boçal. Saudades de viver em um mundo em que homens eram homes”.

Embora tenha atribuído a “ministros do Palácio do Planalto” os comentários sobre a ligação de Carlos com o “gabinete do ódio”, Moro não indicou os nomes dos ex-colegas à polícia.

“Quando de sua saída no Ministério da Justiça ocorreram diversos ataques contra sua pessoa em redes sociais; que chegou a seu conhecimento que tais ataques eram oriundos do denominado ‘gabinete do ódio’”, afirmou o ex-ministro.

A Folha de S.Paulo mostrou no dia 25 de abril, logo após a demissão de Moro, que investigações identificaram indícios do envolvimento de Carlos no esquema de notícias falsas, também vinculado ao gabinete do ódio.

O ex-ministro disse também à PF que os comentários de ministros palacianos relacionavam, além de Carlos, Tércio Arnaud Tomaz ao “gabinete do ódio”. Tércio é atualmente assessor especial da Presidência e atuou na campanha de Bolsonaro em 2018.

No mesmo inquérito, Carlos disse à polícia que foi apresentado a Tércio Arnaud pelo próprio pai em 2017, em razão do conhecimento do hoje assessor especial sobre redes sociais. Tércio chegou a atuar como no gabinete de Carlos na Câmara Municipal do Rio de Janeiro.

Sob a relatoria do ministro Alexandre de Moraes, o inquérito foi aberto a partir de um pedido da PGR (Procuradoria-Geral da República).

A PF tem feito progressos na coleta de informações sobre a organização e o patrocínio desses atos, ocorridos seja em ambiente virtual, seja nas ruas do país –um deles, no mês de abril em Brasília, em frente ao QG do Exército, contou com a presença do presidente Bolsonaro.

Apura-se crimes previstos na Lei de Segurança Nacional, de 1983, entre eles “fazer, em público, propaganda de processos violentos ou ilegais para alteração da ordem política ou social” ou “incitar à subversão da ordem política ou social ou à animosidade entre as Forças Armadas ou entre estas e as classes sociais ou as instituições”. As penas podem chegar a 4 anos de prisão.

Evidenciada pelos interrogatórios realizados nos últimos dois meses, uma das linhas de apuração é tentar esclarecer o envolvimento de assessores diretos do presidente.

Eleições 2020: Com clima tenso entre militâncias de de Zé Raimundo e Herzem Gusmão na porta da TV Sudoeste, candidatos chegam para debate

A menos de 1h do início do debate de segundo turno entre os candidatos a prefeito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão (MDB) e José Raimundo Fontes (PT), a porta da TV Sudoeste, onde o evento será realizado, está tomada pelas militâncias dos dois candidatos.

Antes de os prefeituráveis chegarem, o clima era de tensão entre os dois grupos. Os militantes gritavam “fora PT” e “fora Herzem” com o intuito de atacar o grupo “rival”. Com a gritaria, militantes se estranharam e o bate-boca quase chegou às vias de fato. A Polícia Militar precisou intervir para separar o ‘bafafá’.

Agora há pouco, o atual prefeito e candidato à reeleição Herzem Gusmão chegou à emissora acompanhado de assessores e advogados. Ele foi o primeiro a chegar.

Na sequência, Zé Raimundo chegou também acompanhado de assessores, vereadores de sua coligação e também de advogados.

Cones foram colocados do lado de fora para que os dois grupos fiquem distantes e para assegurar que a porta da emissora fique liberada.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia