WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

FJS

prefeitura de pocoes


abril 2024
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  


cobra produtora marcus solla acougues angelica

:: ‘Polícia’

‘Se reclamasse, era espancado’, diz baiano vítima de trabalho análogo à escravidão em vinícola no RS

Imagens de espaços onde eram mantidos os trabalhadores em Bento Gonçalves — Foto: Polícia Rodoviária Federal/Divulgação

Imagens de espaços onde eram mantidos os trabalhadores em Bento Gonçalves — Foto: Polícia Rodoviária Federal/Divulgação

Dois baianos que foram vítimas do trabalho análogo à escravidão em uma vinícola em Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul, detalharam ao g1 Bahia como foram contratados para o emprego e o que vivenciaram no local. Ambos fugiram após presenciarem agressões físicas, verbais e ameaças. O caso foi descoberta na quarta-feira (22), após a Polícia Rodoviária Federal resgatar outros 150 trabalhadores do local.

 

“O alojamento tinha câmeras, era tudo monitorado. Se reclamasse de alguma coisa, espancavam a pessoa”, contou uma das vítimas, que não quis ser identificada.

 

Os dois homens são amigos e saíram da Bahia juntos em janeiro de 2023 rumo a uma oportunidade de emprego de dois meses colhendo uvas em uma vinícola do Rio Grande do Sul. A dupla soube da vaga a partir do familiar de um deles, que mora no estado há anos.

Após fazer contato com o empresário responsável pela contratação por telefone, os dois homens contaram que os detalhes da viagem e do emprego foram combinados. A proposta inicial incluía alojamento, as três refeições e um salário de cerca de R$ 4 mil pelos dois meses. Além disso, as passagens de ida e volta seriam pagas pela empresa.

“Chegamos lá com um grupo grande de pessoas. Quando vimos a situação todos quiseram ir embora, mas a gente não tinha dinheiro para voltar”, contou.

“Quando souberam que dei baixa na minha carteira [de trabalho], ele [suspeito] passou com a pistola com o cabo para fora para me intimidar. Apontavam a arma para irmos trabalhar, davam choque no pé. Era trabalho forçado”, disse.

Ambos relataram que não tinham acesso à toalha, lençol, nem talheres. A comida, que chegava em quentinhas e geralmente estava estragada, era consumida com a mão.

“Até na cadeia a pessoa é tratada melhor do que lá. O que passamos não foi coisa de Deus”, desabafou uma das vítimas.

 

Por causa da falta de estrutura, os baianos acumularam dívidas com a compra de comidas, talheres e outros itens básicos. Além disso, eles contaram que as jornadas de trabalho passavam de 15h por dia e muitos deles começaram a colheita nas primeiras horas da manhã e voltavam para o alojamento após 23h. No dia seguinte, o ciclo se repetia.

“Acordavam a gente 4h da manhã, chamando a gente de demônio e presidiário. Nem força para trabalhar a gente tinha”, disse um dos homens em entrevista ao g1.

 

Um dos baianos ficou no local por 10 dias e fugiu com a ajuda da família após adoecer e não ter direito a receber cuidados médicos. Já o segundo ficou no local por 22 dias e precisou dormir na rua antes de conseguir ajuda financeira da família para voltar para a Bahia.

Além das dívidas referentes a alimentação, eles precisaram arcar com a volta para casa sozinhos. Dos R$ 4 mil que seriam pagos pelo trabalho, as vítimas não receberam nem metade: um deles recebeu cerca de R$ 400 pelo trabalho de 10 dias, enquanto o outro não ganhou nada.

O responsável por recrutar e manter os trabalhadores é uma empresário baiano que não teve o nome divulgado. Ele foi preso após a PRF resgatar 150 pessoas no alojamento, mas foi liberado depois de pagar uma fiança de R$ 40 mil.

Após a repercussão do caso, os dois baianos têm apenas um desejo: que a justiça seja feita. Eles querem ser ressarcidos pelas dívidas que adquiriram por causa das péssimas condições de trabalho e desejam que os responsáveis por enganar os trabalhadores sejam presos.

“A empresa lucrava muito em cima do nosso trabalho. Queremos alguma indenização para pelo menos pagarmos as dívidas que fizemos”, afirmou um dos trabalhadores.

Apesar de já estarem na Bahia com as suas famílias, as vítimas convivem com o trauma do que viverem na vinícola e com o medo de serem procurados pelos suspeitos. “Tenho pesadelos todas as noites”, desabafou um deles.

Idosa é feita refém por oito homens em casa no bairro da Engomadeira; um dos suspeitos morreu após confronto

Uma idosa foi feita refém por oito homens armados em uma casa, na tarde desta sexta-feira (24), na localidade da Candelária, no bairro da Engomadeira, em Salvador. De acordo com a Polícia Militar (PM) um dos suspeitos morreu em confronto durante a negociação.

Segundo a polícia, a Companhia de Policiamento Tático Móvel (Patamo) fazia rondas pelo bairro quando os suspeitos dispararam contra os policiais.

Em fuga, os homens entraram na casa e fizeram a idosa de refém. Após negociações, que duraram mais de duas horas, entre o Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar (Bope) e os suspeitos, a vítima foi liberada em segurança.

Ainda segundo informações da PM, um dos homens resistiu à prisão, atirando contra os policiais. Ele foi baleado, socorrido para Hospital Roberto Santos, mas não resistiu aos ferimentos.

Sete homens foram presos na ação. Com eles, foram apreendidas sete pistolas, um fuzil, cerca de 15 carregadores com munições, diversas porções de maconha, cocaína e dinheiro.

Por meio de nota, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que o coronel Antônio Carlos da Silva Magalhães, comandante do CPR Central, disse que informações preliminares revelaram que o fuzil apreendido com o grupo é o mesmo que matou a advogada Saadya Gomes Duarte Rosemberg, na segunda-feira (20), quando voltava do circuito de carnaval. Entretanto, a relação só será comprovada após perícia.

Os suspeitos e o material foram apresentados no Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP). Devido à situação, a Polícia Militar (PM) bloqueou o acesso das linhas de ônibus ao bairro. De acordo com o sindicato dos rodoviários, o serviço segue suspenso.

Com o grupo foram apreendidos fuzil, sete pistolas, cerca de 15 carregadores com munições, diversas porções de maconha, cocaína e dinheiro — Foto: Divulgação / Ascom-PC

Com o grupo foram apreendidos fuzil, sete pistolas, cerca de 15 carregadores com munições, diversas porções de maconha, cocaína e dinheiro — Foto: Divulgação / Ascom-PC

Jovem foi assassinado na tarde de hoje em via pública

A violência volta a assustar e o fato aconteceu na tarde de hoje, sexta-feira.

Um jovem foi assassinado em via pública.

A vítima foi identificada como Mateus Santos.

O fato aconteceu em um bairro da cidade de Feira de Santana, município que a violência tem sido destaque e assustado a população.

Moradores ouviram os tiros, se assustaram e acionaram a polícia.

A guarnição confirmou o óbito, acionando o Departamento de Polícia Técnica.

O crime tem características de execução, já que nada foi levado.

fonte: blog do sena

Brumado: Após escalada da violência, Rondesp e CIPE Sudoeste aumentam efetivo na cidade

Após o aumento da criminalidade na cidade de Brumado, a 34ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) recebeu reforços da Rondesp e da Cipe Sudoeste. Ao site Achei Sudoeste, a Major Leila Silva, comandante da 34ª CIPM, explicou que objetivo é fazer um enfrentamento mais efetivo à guerra entre facções do tráfico de drogas no município.

No total, três guarnições das especializadas irão incrementar o policiamento em Brumado. “A Polícia Militar está acompanhando os desdobramentos do que está acontecendo e o enfrentamento se faz necessário. As especializadas têm um papel fundamental nessa prevenção a partir do momento que chegam com capital ofensivo”, declarou. Nas últimas 24h, apesar da onda de violência, não foram registradas ocorrências criminais.

PF prende acusado de fraude milionária contra a Caixa

A Polícia Federal (PF) prendeu na noite de ontem (23) um homem acusado de causar cometer fraudes contra o banco estatal Caixa. O estrangeiro, de 44 anos, tentava fugir do país através do posto de fronteira de Assis Brasil, no Acre.

O posto dá acesso ao território do Peru através de uma ponte binacional e fica bem próximo à tríplice fronteira entre Brasil, Peru e Bolívia.

Segundo a PF, a prisão de ontem é um desdobramento de operações deflagradas entre abril de 2020 e novembro de 2022, que miravam uma organização criminosa que cometia fraudes contra a Caixa para realizar saques e transferências irregulares, além de se beneficiar ilegalmente do Auxílio Emergencial do governo federal. O esquema teria prejudicado centenas de vítimas e provocado prejuízo de R$ 1,5 milhão.

O estrangeiro preso ontem estava com um documento de identidade falso e mais de US$ 2 mil dólares em dinheiro. Ele foi conduzido à Delegacia Federal de Epitaciolândia (AC) e será encaminhado ao sistema prisional fluminense

Brumado: Elemento é preso em flagrante, suspeito de incendiar dois carros e uma viatura da 20ª Coorpin

Dois carros que estavam estacionados na rua Donizete A. de Lima Azevedo, no bairro Hospital, próximo à delegacia do município de Brumado, Sudoeste baiano, foram destruídos em um incêndio criminoso na noite desta terça-feira (21). Os carros tinham sido apreendidos pela polícia e estavam retidos no local há alguns meses. Uma viatura da Polícia Civil também foi atingida, mas o fogo foi controlado por policiais.

Um jovem de 24 anos foi preso em flagrante após incendiar dois carros e tentar colocar fogo em viatura. Segundo testemunhas, dois homens a bordo de uma motocicleta foram vistos no local. Ainda segundo as informações, o garupo carregava um galão em uma das mãos. O suspeito do crime disse, em depoimento, disse que estava alcoolizado e que não lembra do que fez. A polícia informou que ele que já tem passagens por posse ilegal de arma de fogo e violência doméstica.

Tentativa de incendiar viatura da Coorpin

Um homem tentou incendiar uma viatura da Polícia Civil nesta terça-feira (21), no estacionamento da delegacia territorial de Brumado, sede da 20ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin). O fogo foi apagado por uma guarnição da Polícia Militar que fazia rondas nas proximidades do local. No mesmo dia, dois veículos foram incendiados por um indivíduo, que já foi preso pela PM. A viatura ficou com parte da lataria danificada, bem como a roda traseira. A Polícia Civil já iniciou as investigações para desvendar o que teria motivado o homem a incendiar os automóveis. Com informações do Achei Sudoeste.

Caminhoneiro é morto a facadas em Vila de Abrantes

 

Um caminhoneiro foi morto a facadas na noite de terça-feira, 21, em Vila de Abrantes, Região Metropolitana de Salvador.

Segundo as informações da Polícia Civil, Djavan Maia do Nascimento, de 40 anos, foi encontrado com perfurações provocadas por faca. Testemunhas relataram que ele foi agredido na durante uma festa em via pública, na Travessa Peguary. Policiais militares da 59ª CIPM foram acionados por volta das 23h.

Ainda conforme a corporação, já há indicativo de autoria e a motivação está sendo apurada pela 26ª Delegacia Territorial (DT) de Vila de Abrantes. As guias para remoção e perícia foram expedidas e diligências estão sendo realizadas para elucidar o crime

A Tarde

 

fonte: Celio Noticias

‘Nunca mais piso em um bar’, diz homem que escapou de chacina em Sinop (MT)

 

O motorista por aplicativo Alcimar José da Silva Camargo afirma que nunca mais frequentá um bar, após escapar da chacina registrada em Sinop, a cerca de 500 km de Cuiabá, nesta terça-feira (21), depois que os atiradores perderam partidas de sinuca no estabelecimento.

A polícia identificou os atiradores como Edgar Ricardo de Oliveira, de 30 anos, e Ezequias Souza Ribeiro, de 27 anos. Eles estão foragidos. A Polícia Civil solicitou a prisão temporária da dupla e as forças de segurança estaduais, com apoio do Batalhão de Operações Especiais (Bope), trabalham nas buscas pelos suspeitos.

Alcimar contou à TV Centro América que estava no local momentos antes da tragédia que matou sete pessoas – entre elas, uma adolescente de 12 anos, identificada como Larissa Frasao de Almeida.

“Nunca mais eu piso em um bar. Se me disserem que tem um bar com mesa de sinuca, baralho, eu estou fora”, disse. “Nasci de novo”.

De acordo com ele, todas as vítimas eram conhecidas e frequentavam o estabelecimento. Ele era amigo de infância de Maciel Bruno de Andrade Costa, de 35 anos, dono do bar e um dos primeiros a serem mortos pelos atiradores.

“Estou até agora sem acreditar. Para mim é uma mentira. Não dormi à noite e estou sem chão”, lamentou.

Autor de chacina morre em confronto com a polícia em MT

Ezequias Souza Ribeiro, de 27 anos, morreu em confronto com a Polícia Militar, nesta quarta-feira (22). Ele é um dos autores da chacina em um bar, em Sinop, a 504 km de Cuiabá.

De acordo com a Polícia Militar, ele foi encontrado em uma área de mata, distante cerca de 15km da cidadade, próxima ao aeroporto. No local, houve contronto entre ele e os policiais.

O suspeito foi atingido e chegou a ser encaminhado ao Hospital Regional de Sinop, mas, ainda conforme a PM, não resistiu aos ferimentos.

Já o comparsa dele, Edgar Ricardo de Oliveira, de 30 anos, continua foragido e as diligências continuam. Os dois mataram sete pessoas — entre elas, uma adolescente de 12 anos, depois de perderem uma partida de sinuca.

O advogado Marcos Vinicius Borges, que representa Edgar, informou que ele irá se apresentar à polícia, nesta quinta-feira (23).

Ezequias Souza Ribeiro, de 27 anos, morreu em confronto com a Polícia Militar, nesta quarta-feira (22). Ele é um dos autores da chacina em um bar, em Sinop, a 504 km de Cuiabá.

De acordo com a Polícia Militar, ele foi encontrado em uma área de mata, distante cerca de 15km da cidadade, próxima ao aeroporto. No local, houve contronto entre ele e os policiais.

O suspeito foi atingido e chegou a ser encaminhado ao Hospital Regional de Sinop, mas, ainda conforme a PM, não resistiu aos ferimentos.

Já o comparsa dele, Edgar Ricardo de Oliveira, de 30 anos, continua foragido e as diligências continuam. Os dois mataram sete pessoas — entre elas, uma adolescente de 12 anos, depois de perderem uma partida de sinuca.

O advogado Marcos Vinicius Borges, que representa Edgar, informou que ele irá se apresentar à polícia, nesta quinta-feira (23).

Edgar e Ezequias mataram sete pessoas após perderem uma aposta de sinuca. Um vídeo registrado pelas câmeras de segurança do local mostram o momento em que um dos homens, com uma pistola, pede para que as algumas das vítimas fiquem de costas, viradas para a parede.

Enquanto isso, um outro homem pega uma espingarda calibre 12 mm na caminhonete e chega atirando. As vítimas tentam correr e são atingidas já fora do bar. Após a execução, os homens pegam o dinheiro que está em uma das mesas de sinuca e outros objetos pelo bar e fogem em uma caminhonete que estava estacionada em frente do bar.

Além dos suspeitos, nove pessoas estavam no local. Seis morreram no bar e um homem foi socorrido em estado grave pelo Corpo de Bombeiros. Ele morreu à noite no hospital.

HISTÓRICO

A Polícia Civil informou que os autores da chacina têm diversas passagens pela polícia. Conforme o delegado Bráulio Junqueira, responsável pelas investigações, Ezequias por porte de arma ilegal, roubo, formação de quadrilha, lesão corporal e ameaça, além de possuir um mandado de prisão em aberto. Já Edgar tem registro por violência doméstica.

Conforme o delegado Bráulio Junqueira, responsável pelas investigações, testemunhas relataram em depoimento que o clima no bar estava tranquilo antes do crime.

“EM MOMENTO ALGUM, HOUVE DISCUSSÃO OU DESENTENDIMENTO. APARENTEMENTE, ESTAVA TUDO NORMAL”, DISSE O DELEGADO.

A caminhonete e a espingarda usada pelos autores foram apreendidas na manhã desta quarta-feira (22), em um terreno no bairro Vila Verde. Conforme as investigações, o imóvel tem ligação com um dos suspeitos.

Edgar tem cadastro em um clube de tiros de Sorriso, também na região norte do Estado, segundo a Polícia Civil, e postava vídeos na rede social praticando disparos. Em um vídeo postado nas redes sociais, Edgar mostra que estava em um clube de tiro e tinha acertado um alvo.

Ele mostra as balas usadas nos disparos. A reportagem apura se os suspeitos tinham registros de Colecionador, Atirador Desportivo e Caçador (CAC).

Momentos antes dos tiros

Vídeos registrados pelas câmeras de segurança e por uma das vítimas mostram a movimentação no bar de Sinop, momentos antes do crime. Um dos equipamentos registrou dois homens jogando sinuca e outros três sentados, olhando o jogo.

Nas imagens, sentadas longe da mesa de sinuca, aparecem a adolescente e uma mulher, que sobreviveu.

Em um outro vídeo, registrado por uma das vítimas, homens aparecem jogando baralho no estabelecimento.

Por TV Centro América e g1 MT

Homem é preso com 20 celulares furtados após correr entre foliões em circuito do carnaval de Salvador

Um homem foi preso com 20 celulares furtado, joias e drogas na noite de terça-feira (21), no Circuito Batatinha (Centro Histórico), durante o carnaval de Salvador.
Segundo a Polícia Civil, a prisão do suspeito aconteceu após policiais militares do Comando de Operações de Inteligência o encontrarem enquanto corria entre foliões com os aparelhos na mão.
O suspeito foi preso em um imóvel abandonado, em que também foram apreendidos um quilo e 79 pinos de cocaína, rádio comunicadores, balanças e outros materiais usados para o tráfico de drogas.
A ação ocorreu após foliões relatarem furtos na Ladeira da Praça. Uma equipe de policiais sem identificação foi posicionada para apurar a ação de criminosos e chegou ao homem que tinha mandado de prisão em aberto.
O suspeito e todo o material foram apresentados na Delegacia de Proteção ao Turista.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia