WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

prefeitura de pocoes



junho 2021
D S T Q Q S S
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  


cobra produtora marcus solla acougues angelica fabricio

:: 16/jun/2021 . 17:32

Atenção Urgente: Morador de Itarantim morre em confronto com a Polícia Militar de Jequié

Na manhã da última terça-feira (14), um indivíduo morreu em decorrência de uma intervenção policial no Centro Industrial de Jequié.

Enquanto transitavam pelo bairro do Mandacaru, guarnições da SOint e CETO do 19°BPM visualizaram um veículo VW/Polo, de cor branca, apresentando características que, de acordo com levantamento conjunto com a PRF, o identificava como envolvido em roubos de caminhões ocorridos em nossa região.

As guarnições determinaram a parada do veículo que, não atendendo à ordem, empreendeu fuga, momento que foi iniciado o acompanhamento.

Durante o trajeto, nas imediações do Centro Industrial, o condutor do veículo suspeito perdeu o controle, vindo a colidir em um poste e, logo em seguida desceu do carro efetuando disparos de arma de fogo contra as guarnições, sendo necessário a resposta à injusta agressão.

Ao cessar os disparos, foi identificado um indivíduo caído ao solo portando uma pistola. De imediato foi prestado socorro ao HGPV, sendo posteriormente confirmado o óbito do resistente.

Após identificação prévia pelo chassi foi obtida a placa PKY1A26 que coincide com os informes referentes à placa utilizada pelos autores do roubo ao veículo PLX2E35, ocorrido no último dia 02/06/2021.

Material apreendido:

pistola Cal. 9mm, marca Smith Wesson, modelo SD 9, VE, de numeração suprimida, com dois carregadores, sendo um com 10 munições intactas e outro com 06 munições intactas;

01 balança de precisão;

23 pinos de material análogo a cocaína;

06 “trouxas” de material análogo à maconha.

Atenção: Secretário diz que suspeito de matar família preparava outro crime

Secretário diz que suspeito de matar família preparava outro crime

Foto: Reprodução/PCDF

O secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda, afirmou que Lázaro Sousa, 32, suspeito de matar quatro pessoas de uma mesma família no Distrito Federal na quarta-feira (9) passada, ia matar outra família feita refém nesta terça (15), em Goiás.

Em entrevista a jornalistas na noite desta terça-feira (15), Miranda disse que Lázaro fez um casal e a filha reféns na região de Cocalzinho de Goiás, e que a família só não foi morta porque a polícia chegou a tempo. Um policial foi baleado na operação. O secretário revelou ainda que criminoso tem um ritual para atacar as vítimas.
“Ele usou o mesmo modus operandi de sempre. Leva para a beira do rio, manda tirar as roupas e uns ele acaba matando. Hoje teria sido esse o destino dessa família, principalmente depois que ele percebeu que a menina tinha pedido ajuda”, disse o secretário.
A filha do casal conseguiu pedir ajuda a um policial que tinha visitado a chácara na véspera. Policiais civis, militares e rodoviários cercaram a região em busca do suspeito e estão visitando várias residências. A região, segundo o secretário, está toda cercada, e as buscas foram retomadas na manhã desta quarta.
“Estamos entrando no oitavo dia, mas se precisar a gente entra no 38º… Só vamos sair daqui com esse sujeito na mão”, afirmou Miranda.
Ao comentar a dificuldade em capturar o suspeito, o secretário atribuiu a demora ao conhecimento que Lázaro tem da região.
“Ele é nascido e criado aqui nessa região, é mateiro, sabe se movimentar como ninguém. É um psicopata, não tem o menor valor à vida dele nem à de ninguém. Isso dificulta nosso trabalho. Essa região tem muitas chácaras, casas abandonadas, casas de passeio e uma grande mata auxiliar fechada. Isso desfavorece quem está perseguindo e favorece quem é da região. Isso é a grande dificuldade nossa e hoje chegamos muito perto”, completou.
Desde sábado, mais de 200 agentes do Distrito Federal e de Goiás participam da força-tarefa para capturar o suspeito.

Prefeita Nilda Magalhães acompanha reforma na Praça Raimundo Magalhães

A prefeita Nilda Magalhães visitou, na manhã desta quarta-feira (16/06), a obra de revitalização da área que fica em frente ao SineBahia, na Praça Raimundo Pereira Magalhães, no Centro.
No local, a intervenção da Prefeitura de Poções, através da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos, consiste na colocação de um novo piso com malha de aço concretada para suportar o grande volume de águas pluviais.
“Antes era possível observar as constantes reformas neste local devido ao problema recorrente do piso danificado pelas fortes enxurradas nos períodos de chuva. Agora, na nossa gestão, estamos fazendo um trabalho fortificado para evitar os antigos transtornos. Após a intervenção, a população terá um local de muita qualidade e total segurança”, afirmou Dona Nilda.
Durante a visita, a gestora esteve ao lado de sua assessora de gabinete, Thelma Chaves, do secretário de infraestrutura, Genivaldo Calado (Genny), do assessor consultivo da prefeitura, Jailton Lopes, e do coordenador do SineBahia, Djalma Messias.

Prefeitura de Poções intensifica assepsia contra a Covid-19 nos locais de grande circulação de pessoas

A Prefeitura de Poções, através da Secretaria Municipal de Saúde, segue, de forma intensificada, com o serviço de assepsia de logradouros públicos como uma das estratégias de enfrentamento à Covid-19.
As equipes da higienização estiveram, na última terça-feira (15/06), no Mercado Municipal e no Hospital São Lucas, locais de grande circulação de pessoas.
De acordo com o secretário de saúde, Celso Schettini, a ação atende um cronograma constante, contribuindo ao máximo para a diminuição da circulação do coronavírus em nosso município, sendo esta uma preocupação da prefeita Nilda Magalhães.

Atenção: Fake! PEC do Governo da Bahia não vai reduzir remuneração de policiais civis

É completamente falsa a informação divulgada pelo Sindicato dos Policiais Civis da Bahia (Sindpoc) que um projeto do Governo do Estado vai reduzir gratificações e horas extras da categoria. A fake news foi divulgada nos canais institucionais do sindicato e está sendo compartilhada em outras redes sociais e grupos de WhatsApp.

De acordo com a Secretaria da Administração do Estado (Saeb), a Proposta de Emenda da Constituição (PEC 163/21) e o Projeto de Lei (PL 24.196/21) preveem apenas ajustes técnicos e de ordem legal no texto da Emenda Constitucional n° 26, da Reforma da Previdência Estadual. Não é uma nova reforma da previdência, como também tem sido divulgado de forma enganosa por entidades de classe, portanto não haverá impactos para os servidores. Os novos dispositivos não preveem mudanças nas regras previdenciárias em vigor relativas, por exemplo, a idade, tempo de contribuição, cálculo de proventos, regras de transição ou alíquotas, explica a Saeb.

Com o texto da emenda atualmente em vigor, este cálculo é feito com base na média de todo o tempo em que o servidor recebeu a gratificação. Com a alteração, passará a ser observada apenas a média dos últimos 10 anos, o que facilitará bastante o cálculo e a concessão do benefício.

Urgente: Investigação nos Estados Unidos pode apontar como Washington usou Moro para interferir no Brasil

Sérgio Moro e Congresso Americano
Sérgio Moro e Congresso Americano (Foto: Reuters)

Gustavo Veiga, Página 12 – A lupa chegou tarde demais às implicações danosas para o Brasil no Lava Jato e ao papel desempenhado pelo Departamento de Estado dos EUA. Proscrito e preso Lula, e Dilma Rousseff afastada, o ovo da serpente chocou o que já se sabe. A ascensão ao Planalto de um ex-militar que reivindica a ditadura, tortura e cujo governo negacionista multiplicou as consequências da trágica pandemia.

Agora, um grupo de 23 parlamentares democratas aguarda a resposta do procurador-geral dos Estados Unidos, Merrick Garland, para saber como a principal potência mundial se intrometeu na questão interna brasileira. O que parecia impossível com Donald Trump, aconteceu com Joe Biden. Mas isso não significa que os interesses e a estratégia da Casa Branca para o país presidido por Jair Bolsonaro tenham mudado.

Talvez mais detalhes secretos da interferência de Washington na mega causa da corrupção que explodiu em 2014 possam ser aprendidos.Alguns dados foram divulgados há muito tempo. Eles fazem parte da lei (lei e guerra, coisas pelo nome) que acabou com a hegemonia do PT em outubro de 2018 e permitiu que a ultradireita subisse ao poder.

O pedido de explicações ao procurador-geral Garland de representantes do Partido Democrata é um derivado da carta que 77 legisladores brasileiros enviaram aos seus homólogos norte-americanos em 2020. O The Nation, veículo progressista dos EUA, divulgou o pedido de colaboração entre parlamentares. Citando o grupo de 23 democratas, que inclui Alexandria Ocasio-Cortez de Nova York, Susan Wild da Pensilvânia, Ilhan Omar de Minnesota, Rashida Tlaib de Michigan, Raul Grijalva do Arizona e Jesús ‘Chuy’ García de Illinois, entre outros – observou que eles estão preocupados que “os recursos que deveriam ter sido destinados à grande legislação dos EUA dedicada ao combate à corrupção tenham sido mal utilizados”.

A carta para Garland foi assinada – além de representantes no Congresso – organizações trabalhistas dos Estados Unidos, como United Auto Workers, United Food and Commercial Workers e Retail, Wholesale and Department Store Union. Um sindicato automotivo, um sindicato alimentar e um sindicato de trabalhadores de grandes empresas como a Amazon. Todos exigiram na semana passada que as informações relativas à Secretaria de Estado e sua intervenção na Lava Jato sejam divulgadas.

As irregularidades do processo conduzido pelo ex-juiz e ex-ministro do atual governo, Sergio Moro, continuam sendo veiculadas. Embora ainda sem consequências importantes como as esperadas pela sociedade brasileira devido aos efeitos devastadores que a lei teve sobre sua democracia. A BBC News Brasil entrevistou o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello, que apontou: se mais crimes cometidos pelo Judiciário na Lava Jato forem comprovados, mais sentenças cairiam, como a que prendeu e baniu o ex-presidente Lula.

Alguns fatos já são conhecidos e tiveram os Estados Unidos como protagonistas. Trabalho publicado na página do CELAG (Centro Geopolítico Estratégico da América Latina) pela cientista política argentina Silvina Romano em 28 de maio de 2017 aponta que “a judicialização da política tem objetivos materiais claros. Sem precisar examinar muito, percebe-se que a ‘árvore’ da corrupção parece estar cobrindo uma floresta: o desmantelamento da estrutura econômica brasileira”.

O objetivo assim traçado era muito mais do que investigar práticas de corrupção na multinacional brasileira Odebrecht. O texto do também pesquisador do CONICET é prolífico em antecedentes da guerra judiciária sofrida pelas principais lideranças do PT. Ele explica ainda que “parece claro que uma das motivações para a espionagem foi a Petrobras e o papel do Brasil no mercado mundial de hidrocarbonetos”.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia