WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

prefeitura de pocoes



junho 2021
D S T Q Q S S
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  


cobra produtora marcus solla acougues angelica fabricio

:: 10/jun/2021 . 22:16

Poções: Boletim epidemiológico – 10/06/21.

Poções registrou, até esta quinta-feira (10/06), o total de 2922 casos confirmados da Covid-19. Destes, 2780 estão recuperados e 81 continuam em recuperação.
No momento, são investigados outros 195 casos notificados como suspeitos.
Desde o início da pandemia, foram registradas 61 mortes por complicações causadas pela doença no município.
A Prefeitura de Poções reitera à população que continue com os cuidados de prevenção, fazendo o uso da máscara, a higiene das mãos e evitando aglomeração.

Vice-prefeito e secretária de educação acompanham e obras em andamento nas escolas do município.

O vice-prefeito de Poções, João Bonfim, e a secretária de educação, Dirani Fagundes, visitaram, na manhã da última terça-feira (08/06), a obra da quadra poliesportiva na Escola Municipal Benvindo José da Silva, o início da reforma da Escola Municipal Dom Climério e a Escola Municipal Wolnea Macedo.
A primeira obra vistoriada foi a quadra da Escola Benvindo, onde o vice-prefeito e a secretária aproveitaram a ocasião para conhecer de perto as demandas da infraestrutura da escola.
Na sequência, acompanharam o início da reforma na Escola Dom Climério, realizada com intuito de oferecer um ambiente de qualidade para toda a comunidade escolar.
A última parada foi na Escola Wolnea; a visita contou com a presença do coordenador técnico pedagógico de Educação em Direitos Humanos, Danillo Bittencourt.

Nota da Prefeitura de Poções – Pagamento dos aluguéis dos galpões das empresas

A Prefeitura de Poções vem por meio desta nota DESMENTIR e repudiar veemente a informação de que o pagamento de aluguéis de galpões onde estão instaladas fábricas foi suspenso a pedido da prefeita. A notícia veiculada é FALSA.
A VERDADE é que a Administração Municipal aguarda o preenchimento, por parte das empresas, dos requisitos exigidos pela Lei aprovada pela Câmara de Vereadores (Lei nº1286/2021).
Assim, na presente data (10/06), em reunião na Prefeitura, os representantes das empresas (fábricas) ocupantes dos referidos galpões foram esclarecidos sobre os requisitos legais que devem preencher para que ocorra o pagamento e concessão dos demais benefícios.
Desse modo, a Prefeitura de Poções RESPEITA a Lei aprovada pela Câmara Municipal e RESPEITA a população do nosso município, trabalhando sempre para a manutenção dos empregos e geração de renda para a nossa cidade.

CMDCA abre inscrições para registro de entidades que atuam com programas de atendimento a crianças e adolescentes

O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Poções (CMDCA) divulgou, na segunda-feira (07), uma chamada pública de abertura de inscrição e/ou renovação de entidades governamentais e não governamentais que atuam com programas voltados para o atendimento, promoção, defesa e garantia dos direitos das crianças e dos adolescentes do município.
As entidades interessadas em participar da adesão têm até o dia 28 de junho para encaminhar à secretaria executiva do CMDCA, situada na Secretaria Municipal de Assistência Social, localizada na Rua da Itália, 58, Centro, a documentação necessária para o registro junto ao Conselho. O atendimento será realizado de segunda a sexta-feira, das 9h às 12h e das 14h às 17h.
Para mais informações sobre o registro, acesse a Resolução nº 004/2021, disponível através do link:

Jair Bolsonaro quer desobrigar máscara para vacinados e quem já teve Covid-19

CNN – O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta quinta-feira (10) que discutiu com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, o fim da obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção individual para quem já foi vacinado contra a Covid-19 e também para quem já a contraiu.

“Queiroga vai ultimar parecer visando desobrigar uso de máscara de quem estiver vacinado ou já tenha sido contaminado”, disse o presidente, durante evento do setor do turismo. Na avaliação de Bolsonaro, o uso de máscara deve ser obrigatório apenas para quem esteja infectado com a Covid-19. Há dois dias, Queiroga foi à CPI da Pandemia e defendeu uso de máscara contra Covid-19.

Apesar de pessoas que tiveram a Covid-19 desenvolverem anticorpos para a doença, esta proteção não é considerada definitiva, diante do risco de reinfecção e das variantes do novo coronavírus. A orientação dos órgãos de saúde é que mesmo pessoas que já tenham tido a Covid-19 precisam se vacinar contra a doença.

Após os primeiros países optarem por autorizar a dispensa do uso de máscaras por pessoas vacinadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) pediu cautela aos governos. Segundo a OMS, a dispensa desses cuidados pode acontecer quando não há mais transmissão comunitária da doença e não depende apenas da vacinação contra a Covid-19.

“A pandemia não terminou, há muita incerteza com as novas variantes e precisamos manter os cuidados básicos para salvar vidas”, afirmou Maria van Kerkhove, líder técnica para a Covid-19 da OMS.

A Bahia receberá 180.600 doses de vacinas da Janssen

A Bahia receberá uma remessa com 180.600 doses de vacinas contra a Covid-19 fabricadas pelo laboratório Janssen. A previsão é que os imunizantes cheguem ao estado na próxima semana. O quantitativo será destinado 50% para a capital e a outra metade será distribuída proporcionalmente para os demais municípios da Região Metropolitana de Salvador (RMS), além de Santo Amaro, Conde e Saubara. As vacinas serão utilizadas para dar prosseguimento ao plano de vacinação que está sendo executado pelos municípios.

Essa distribuição ficou acordada em reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), instância deliberativa da saúde que reúne representantes dos 417 municípios e o Estado, realizada nesta quinta-feira (10). A coordenadora de imunização do Estado, Vânia Rebouças, esclarece que nas próximas remessas haverá um ajuste para que as vacinas continuem sendo distribuídas de forma proporcional. “Os 417 municípios baianos continuarão a receber equitativamente as vacinas, tendo como referência a quantidade de pessoas de cada público-alvo nas localidades”, afirma.

Vânia Rebouças explica também que a decisão tomada na reunião da CIB levou em conta o curto prazo de validade da remessa que será enviada para os estados. “Os munícipios assumiram o compromisso de fazer uso de 100% das doses recebidas em um curto prazo, que é inferior a 15 dias”, aponta.

O secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, destaca que “a grande diferença da vacina do laboratório Janssen das demais que estão sendo utilizadas até o momento no Brasil é que é dose única. O armazenamento do imunobiológico pode ser feito em geladeiras comuns, de 2°C a 8°C”.

Ascom Sesab

Atenção: Número do Disque Denúncia da SSP agora é 181 em toda a Bahia

 

Mudou. O Disque Denúncia da Secretaria da Segurança Pública agora é 181. Segundo a pasta, a mudança deixou ainda mais fácil prestar informações sobre criminosos ou relatar ações ilícitas. O tradicional 3235-0000 mudou para 181 e passou a receber chamadas de celular, de forma gratuita. A ação também padroniza o número, conhecido em todo o Brasil como o principal canal de comunicação anônima entre a polícia e a população.

“É uma padronização necessária, porque vai permitir que pessoas que não tinham condições de custear uma ligação normal possam contribuir com a segurança da sua rua, do seu bairro, ajudando a polícia a fazer o seu trabalho”, afirmou o secretário da SSP, Ricardo Mandarino.

O Disque Denúncia funciona na Bahia há 16 anos, auxiliando, principalmente, nas investigações e localização de criminosos. O setor recebe as informações fornecidas pela população de forma anônima e repassa às unidades policiais para auxiliar na elucidação de casos, bem como para orientar a distribuição das equipes ostensivas nos locais conflagrados apontados pelos denunciantes.

Fotografia/fonte: SSP-BA

Urgente: Mãe deixa bebê recém-nascido como ‘garantia’ em boca de fumo

 [Mãe deixa bebê recém-nascido como ‘garantia’ em boca de fumo ] 09 de Junho de 2021 às 20:16 Por: Divulgação Por: Redação BNews

 

Uma mãe abandonou seu bebê, de dois meses de idade, na terça-feira (8), em uma boca de fumo em Pontes e Lacerda, município de Cuiabá, no Mato Grosso. A Polícia Militar e Civil informou que a mulher, de 28 anos, deixou a criança no local como “garantia” de que ela retornaria para pagar uma dívida aos traficantes.

A polícia resgatou o bebê nesta quarta-feira (9) na boca de fumo, que funciona em uma casa no bairro Residencial Vera. Duas mulheres estavam com a criança e afirmaram que a mãe só pediu que elas cuidassem do bebê, não assumindo que ela havia o deixado como uma garantia.

A mãe da criança, que ainda não foi localizada, e as duas mulheres têm antecedentes criminais por tráfico no Mato Grosso. O bebê foi levado ao Lar de Apoio à Criança (LAC) de Pontes e Lacerda.

Justiça já havia retirado a guarda da criança da mãe 

Na última segunda-feira (7), o juiz Cláudio Deodato Rodrigues Pereira, da 2ª Vara de Pontes e Lacerda, retirou de forma temporária a guarda do bebê da mãe em resposta ao pedido do Ministério Público de Mato Grosso (MPE) que já sabia a suspeita estava levando seu filho recém-nascido para bocas de fumo.

A Justiça informou que o bebê estava sob os cuidados da mãe da mulher, mas ela tem problemas cardíacos e não pode cuidar do neto.

Além disso, a acusada tem mais quatro filhos, além do bebê, e todos não convivem com ela. A suspeita também é usuária de drogas há 10 anos.

O primeiro filho faleceu aos 2 anos, o segundo e o terceiro moram com outras pessoas que não fazem parte da família dela. A quarta criança está em um abrigo.

COVID-19: Como saber se você produziu anticorpos após a vacina da COVID

 

Até o dia 09 de junho, foram aplicadas quase 75 milhões de doses vacinais contra a COVID-19 (SARS-CoV-2) no Brasil. As vacinas disponíveis no país mostraram taxas de eficácia geral entre 50 e 70% nos estudos clínicos de avaliação. Isso indica que, ao entrar em contato com o vírus, a probabilidade de se infectar e apresentar quadro clínico sintomático cai para menos de 50% após a segunda dose da vacina. É um valor muito significativo ainda mais se considerarmos que, em relação ao desenvolvimento de quadros graves, a proteção das vacinas pode chegar próximo a 100%.

Um dos principais efeitos da vacina para promover proteção ao vírus é a produção de anticorpos pelo sistema imune com capacidade de neutralizar o vírus, impedindo que ele inicie a infecção ou que ela evolua para quadros graves, conforme explica Carlos Aita, médico patologista clínico responsável pela assessoria médica do laboratório DB Diagnósticos. Um estudo da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) evidenciou que cerca de 85% dos pacientes que receberam a vacina CoronaVac produziram anticorpos neutralizantes.

Aita explica que, quando o paciente é vacinado, isso induz uma resposta imune direcionada aos antígenos vacinais. Dentre os vários complexos mecanismos componentes dessa resposta, a produção de anticorpos é um deles e, em geral, o mais estudado e comumente avaliado devido à facilidade na sua dosagem. Diversos tipos de anticorpos são formados nessa resposta, incluindo aqueles conhecidos como neutralizantes. O nome vem da capacidade de se ligar em estruturas, antígenos do vírus, desse modo impedindo a sua entrada nas células e infecção. Ou seja, “neutralizando” o vírus. A grande maioria das vacinas desenvolvidas para COVID-19 usa como antígeno indutor da resposta imune a proteína Spike (por exemplo a AstraZeneca e a Pfizer) ou o vírus inteiro inativado (CoronaVac). “Hoje já existe um teste de alta sensibilidade e especificidade para identificar se o paciente produziu anticorpos neutralizantes após a vacina. Chamado de teste de anticorpos neutralizantes totais, ele apresenta uma informação interessante para quem já teve a doença ou para quem tomou a vacina e quer saber se passou a produzir estes anticorpos com capacidade de neutralizar o vírus. Para realizar o teste é necessário colher uma simples amostra de sangue. Inclusive, eu mesmo já realizei o teste e confirmei que iniciei a produção de anticorpos após a vacina.”

Entretanto, nem sempre isso ocorre em todos os pacientes e ainda não se sabem exatamente os motivos. Além dos anticorpos neutralizantes existem outros mecanismos de proteção para os quais ainda não existem testes de avaliação no momento. Por essa razão, mesmo que o indivíduo não tenha formado anticorpos, não significa necessariamente que ele esteja desprotegido. “Agora, se os anticorpos foram formados, já é um bom indício de que houve uma resposta significativa do sistema imune e há grande probabilidade de não desenvolver quadros graves”, reforça o especialista.

Ainda segundo Aita, apesar de já existirem exames sorológicos para a COVID-19 há algum tempo, como os testes para IgG, IgM e IgA, eles são capazes de detectar o desenvolvimento de anticorpos contra o vírus, mas não são específicos para os neutralizantes de SARS-CoV-2.

Entenda o teste neutralizante

O teste é feito pelo método de enzimaimunoensaio (ELISA) e tem como objetivo a detecção de anticorpos neutralizantes do SARS-CoV-2. Ele se baseia na capacidade dos anticorpos presentes na amostra de soro do paciente bloquearem a ligação do domínio RBD (Receptor Binding Domain) da proteína Spike do vírus, no receptor celular ECA2 (Enzima Conversora de Angiotensina 2), simulando in vitro a neutralização do vírus. Os estudos de desempenho do teste mostram em torno de 96,7% de especificidade e 98,7% de sensibilidade a partir de 15 dias do início da infecção. Para avaliação da resposta de produção de anticorpos neutralizantes após a vacina, o recomendado é realizar o teste a partir de 15 dias depois da segunda dose.

Resultados inferiores a 20% indicam ausência ou quantidade muito baixa, enquanto os resultados iguais ou superiores a 20% mostram a presença de anticorpos neutralizantes para o SARS-CoV-2.

Porém, é importante ressaltar que o resultado do teste não comprova o desenvolvimento de resposta imune protetora ao vírus. Como os níveis de anticorpos protetores na doença ainda não são conhecidos, com o resultado do teste pode-se afirmar apenas se o indivíduo desenvolveu anticorpos neutralizantes e a sua taxa.

Sobre o Diagnósticos do Brasil

Fundado em 2011, o Diagnósticos do Brasil (DB) é o único laboratório exclusivamente de apoio no mercado brasileiro. Com foco no atendimento ao cliente, a empresa oferece diagnósticos em todas as áreas de análises clínicas, tais como biologia molecular, citometria de fluxo, imunologia, bioquímica, urinálise, hormônios, marcadores tumorais e cardíacos, parasitologia, entre outros.

O DB conta com três unidades de análises clínicas descentralizadas, localizadas em São José dos Pinhais (PR), Recife (PE) e Sorocaba (SP), além de três unidades especializadas, o DB Toxicológico, o DB Molecular e o DB Patologia, totalizando uma estrutura de 26 mil m2. O laboratório dispõe, ainda, de unidades regionais de apoio (URAs) distribuídas por todo o Brasil.

Atenção: Rui alerta para risco de nova onda da Covid-19 após festejos juninos

Durante coletiva de imprensa na manhã desta quinta(10), o governador Rui Costa alertou para os riscos de um expressivo crescimento de casos da Covid-19 com mais registros de morte com o agravamento da doença e a alta ocupação de leitos de UTI no estado. A declaração foi feita após a inauguração da 17ª Policlínica Regional de Saúde, com sede em Eunápolis e que atende 7 cidades. Rui chamou a atenção que para conter uma nova do onda de coronavírus, já agora no mês de Julho, é preciso que a população colabore não promovendo aglomerações e evitando grandes festas como os tradicionais eventos juninos neste período.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia