WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

prefeitura de pocoes



setembro 2021
D S T Q Q S S
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  


cobra produtora marcus solla acougues angelica fabricio

:: 27/set/2021 . 19:42

POÇÕES-Briga de mulheres em bar vira caso de polícia

Na manhã desta segunda-feira (27), policiais militares da 79ª CIPM conduziram duas mulheres que se agrediram mutuamente num bar na cidade de Poções.

Os militares realizavam rondas quando foram solicitados pela CENOP (Central de Operações) para atender uma ocorrência de agressão num bar do Bairro Alto do Paraíso. Imediatamente a guarnição deslocou-se para o endereço informado, onde conteve as envolvidas.

Diante dos fatos, as partes foram conduzidas e apresentadas à autoridade policial competente para que as medidas judiciais fossem aplicadas.

Atenção: Mil dias da gestão Bolsonaro explicam a sua reprovação

Nesta segunda-feira, 27, Jair Bolsonaro completa mil dias de seu governo sem ter o que celebrar. Desgastado, tem perdido cada vez mais capital político por causa de uma mistura de problemas, como as quase 600 mil mortes na pandemia do coronavírus, a disparada da inflação, o desemprego e suas sucessivas ameaças à democracia. Pesquisa divulgada na quarta-feira pelo IPEC mostra que sua avaliação negativa já supera a metade dos brasileiros, com 53%, sendo que 42% o consideram péssimo e 11% o acham ruim.

A fragilidade política apresentada por Bolsonaro nessa data simbólica coloca em xeque seu projeto de reeleição no próximo ano. Até porque sua sustentação política no Congresso depende da boa vontade de um cada vez mais arisco Centrão. E, mesmo assim, graças à força de uma farta liberação de recursos no esquema do orçamento secreto.

Além disso, forças importantes que ajudaram sua vitória em 2018, como agronegócio e evangélicos, já não escondem sua insatisfação com o governo. Desses pilares centrais de apoio, apenas militares e policiais seguem fechados com o presidente.

Para agravar ainda mais o quadro, há pelo menos mais uma crise à vista. A CPI da Covid deve ter seu relatório final apresentado nos próximos dias. E o relator, senador Renan Calheiros (MDB-AL), já deixou clara a decisão de apontar que Bolsonaro e outros integrantes do governo cometeram crime de responsabilidade no processo de condução do combate ao coronavírus.

Na economia, quando se esperava que o País retomasse o crescimento pós-pandemia, as dificuldades enfrentadas pelo governo fizeram com que as previsões fossem revisadas para baixo: elas agora apontam uma estimativa de crescimento do PIB até abaixo de 1% para 2022. No início do mês, a expectativa do Boletim Focus era de uma alta de 1,8% para esse índice.

Os números da inflação e de desemprego também dispararam. O índice de inflação exibe uma alta de 9,68% em 12 meses até agosto. Já a Pnad Contínua, que registra o movimento da economia informal, mostra 14,8 milhões de desempregados até o meio do ano.

“A crise pandêmica trouxe dificuldades não previstas para a política econômica. Ainda assim, o governo deixa a desejar nos resultados apresentados”, diz o economista Felipe Salto, diretor da Instituição Fiscal Independente (IFI), órgão do Senado. “Em 2022, tudo indica que cresceremos abaixo do potencial. A inflação está elevada, o que requer juros mais altos, com impactos significativos sobre a dívida pública. Do ponto de vista estrutural, pouca coisa aconteceu, desde a aprovação da reforma da Previdência, para ajudar a melhorar as perspectivas para as contas públicas, ampliar a capacidade de investimentos em infraestrutura ou mesmo avançar na agenda da produtividade, inclusive no tópico abertura comercial”, avalia.

No agronegócio, que ainda reúne um grupo importante de apoiadores de Bolsonaro, o cenário já vai se desenhando com menos otimismo. O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) também reviu sua previsão de crescimento para o setor. A projeção para o PIB do setor agropecuário era de crescer 1,7% este ano. Mas a redução na produção de milho e problemas na produção de leite puxaram essa conta para baixo, e o IPEA baixou sua estimativa para um aumento de 1,2% este ano.

Erros

O mau momento enfrentado por Bolsonaro nos seus mil dias de governo também precisa ser entendido no contexto da sequência de erros estratégicos que vêm lhe custando perda de credibilidade. Ele quis dar uma demonstração de força popular com manifestações no dia 7 de setembro pelo País. Juntou bastante gente nos atos de São Paulo e de Brasília. Mas seu discurso, com ameaças à democracia e às instituições, como o Supremo Tribunal Federal, gerou um enorme efeito negativo.

Representantes dos outros Poderes reagiram fortemente e o mercado se assustou com o risco da instabilidade política. Pressionado, o presidente acabou sendo obrigado a recuar, apelando ao ex-presidente Michel Temer para redigir uma Carta à Nação, na qual foi obrigado a dar vários passos atrás.

Outro erro foi dar pouca atenção à condução de uma agenda de propostas no Congresso que facilitassem a retomada do crescimento econômico. Após a aprovação da reforma previdenciária, no primeiro ano de governo – impulsionada em grande parte pelo interesse do Parlamento -, a discussão de outras reformas, como a tributária e a administrativa, se tornou cada vez confusa e com dificuldade de produção de consensos.

“Mil dias de governo mostram que o presidente, diferentemente do que alguns torceram, acreditaram ou foram enganados, não mudou. Ele foi um parlamentar que nunca produziu nada, com uma atuação sempre de destruição, ataque, de defesa da ditadura, de agressão àqueles que defendem as minorias. E no governo não tem sido diferente”, diz o ex-presidente da Câmara Rodrigo Maia, figura central na aprovação da reforma da Previdência.

“É um governo que nada constrói. O que se conseguiu foi o Parlamento que construiu. É um governo que destrói, que ataca, que dissemina o ódio, que tenta destruir as instituições e a própria estrutura de Estado que foi construída. Dou como exemplo o controle das queimadas nas nossas florestas. Todos os institutos e as estruturas criadas para controlar o meio ambiente foram sendo destruídos. Então, ele não mudou. Continua sendo um predador. Como parlamentar, a atuação era de destruir. E como governo continua querendo destruir o próprio Estado e o governo por dentro.”

Notícia retirada do: https://www.tribunadosertao.com.br/2021/09/mil-dias-da-gestao-bolsonaro-explicam-a-sua-reprovacao/#.YVHg4RtY8tc.whatsapp

Rui entrega mais 49 viaturas para a PM e anuncia convocação de 1,7 mil policiais militares


O governador Rui Costa entregou mais 49 viaturas para a Polícia Militar da Bahia (PMBA), ampliando a frota da corporação, nesta segunda-feira (27). Ele anunciou também a blindagem dos veículos da PM baiana e a convocação de mais 1,7 mil policiais militares aprovados no último concurso. A entrega e os anúncios foram realizados em evento na Secretaria da Segurança Pública (SSP), com a presença do secretário da pasta, Ricardo Mandarino, do comandante-geral da PM, coronel Paulo Coutinho, e da delegada-geral da Polícia Civil, Heloísa Brito.

Rui destacou que as novas viaturas não estão substituindo outras mais antigas, mas ampliando a frota. “De 2015 até hoje, nós já entregamos, de viaturas novas, 3.269 para a Polícia Militar, 500 para o Corpo de Bombeiros, 852 para a Polícia Civil e 118 para a Polícia Técnica. Esse número representa o nosso esforço para garantir a polícia equipada com veículos novos para o enfrentamento e para o policiamento”, afirmou.

Entre os veículos, a viatura entregue para o Bope vem com uma blindagem frontal para melhor proteção dos policiais. “E eu vou pedir que seja feito um estudo com uma empresa especializada para que seja feita a blindagem dessas outras 48 viaturas que estão sendo entregues. Iremos fazer isso progressivamente em todas as viaturas próprias do Estado da Bahia. E todas as viaturas que nós adquirirmos daqui para frente já serão entregues com esta blindagem”, disse o governador.

O comandante-geral da PM elogiou a entrega e o anúncio da blindagem das viaturas. “É uma política de governo, de proteção aos policiais militares que estão no serviço operativo. Com isso, faremos uma segurança pública mais eficiente para a sociedade”.

Nos próximos dias, a Bahia também receberá um conjunto de 150 motocicletas. “Serão veículos com uma potência maior para colocarmos policiamento em dupla e mais intenso. Vamos para o enfrentamento ao crime, que acontece, principalmente, quando aqueles que estão cometendo ato criminoso estão com moto e, por isso, têm mais facilidade de fuga, por causa da mobilidade”, acrescentou Rui.

Concursos

No evento, o governador anunciou a convocação de mais 1,7 mil policiais militares aprovados no último concurso. “Nós tivemos 2,7 mil aprovados. Estamos terminando o treinamento de mil policiais e, assim que concluir esse treinamento, será feito um esforço para treinamento de um número maior. Até dezembro do ano que vem, já deveremos ter convocado os que faltam”.

Rui comentou ainda sobre o novo concurso para a Polícia Civil. “Só poderemos fazer o concurso a partir de janeiro, mas já autorizei todos os trâmites de contratação da empresa para 1 mil vagas da Polícia Civil”.

O secretário Ricardo Mandarino ressaltou a importância dos investimentos em segurança pública. “Segurança pública custa caro, e a segurança pública da Bahia é sofisticada. Quando vem alguém de fora do estado e conhece o nosso centro de identificação de veículos e de rostos, fica impressionado”.

Repórter: Raul Rodrigues

São 49 rangers, no valor de R$ 137 mil cada
Fonte: emenda de bancada
Total: R$ 6,7 milhões

As viaturas serão distribuídas para os municípios de Candeias, Simões Filho, Pojuca, Camaçari, Monte Santo, Crisópolis, Biritinga, Araci, Feira de Santana, Maragogipe, Santo Amaro, Catú, Itabuna, Itapé, Camamu, São Benedito, Gandu, Nova Ibiá, São José da Vitória, Porto Seguro, Paulo Afonso, Pedro Alexandre, Senhor do Bonfim, Campim Grosso, Sento Sé, Barreiras, Macaúbas, Jaguaquara, Jequié, Lençóis, Seabra, Morro do Chapéu, Lapão e Irecê.

Conquista: Mais um acidente no ‘trecho da morte’

Mais um acidente no perigoso trecho do anel rodoviário de Vitória da Conquista, na região do Distrito Industrial dos Imborés.

O local já foi registrada diversas ocorrências, inclusive com mortes.

Na manhã de hoje (segunda-feira) mais um acidente, graças a Deus, sem óbitos.

Com o impacto, um veículo de passeio chegou a subir no canteiro da rotatória.

Urgente: Idoso passa 32 dias preso e morre na saída do presídio após Justiça reconhecer que detenção era indevida

Um idoso de 63 anos morreu no última sexta-feira (24) em frente ao Presídio de Segurança Máxima I (PSM1), em Maceió. Cícero Maurício da Silva ficou 32 dias detido e tinha acabado de ser liberado da penitenciária após a Justiça de Alagoas ter reconhecido que sua detenção era indevida.

O idoso teve um ataque cardíaco quando iria entrar em um Uber. Segundo reportagem de O Globo, o motorista de aplicativo disse que o idoso morreu antes de entrar no veículo.

Por conta de um impedimento à realização de visitas por causa da greve dos policiais penais de Alagoas, Silva não teve contato com a família ou advogados. De acordo com a família, Silva passou mal devido a ansiedade para deixar a cadeia.

A reportagem relata que o idoso foi preso em 23 de agosto quando tentava tirar um novo documento de identidade. Na ocasião, a polícia anunciou a existência de uma ordem de prisão referente a um processo por estelionato que começou a tramitar em 2010. De acordo com o mandado, Silva havia vendido um mesmo terreno para mais de uma pessoa.

Em um habeas corpus, a defesa do idoso argumentou que o idoso desconhecia a denúncia, era analfabeto, não usava qualquer tecnologia, não sabia o que é uma citação por edital e tampouco saberia pesquisar nas plataformas digitais da Justiça para saber que era processado.

“Infelizmente o Brasil é um país que prende muito e prende mal. Temos um sistema carcerário falido, que deveria ser como um hospital, mas, na verdade, é como um cemitério. Trataram-no como uma coisa, um número. Ele não sabia o porquê de estar preso e nem eu, como advogado, tampouco a família, conseguimos ter acesso a ele para explicarmos que houve uma confusão. Ele tinha diversos problemas de saúde e era um sexagenário. Todos foram avisados sobre isso, mas infelizmente, não nos ouviram”, disse Júnior.

Antes de conseguir o alvará de soltura, Silva teve dois habeas corpus negados, um pelo Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ-AL) e outro pelo Superior Tribunal de Justiça. Somente em 22 de setembro o juiz Thiago Augusto Lopes de Morais reconheceu a prescrição do crime.

“Vale dizer, a continuidade de processos desta natureza, caso seja levado até a fase decisória, seria pura perda de tempo, pois, mesmo que o réu seja condenado, a pena infligida seria letra morta, uma vez que o sentenciado já estaria protegido pelo manto da prescrição da pretensão punitiva do Estado, que não atingiu seu mister em tempo hábil”, escreveu o magistrado.

Ainda de acordo com O Globo, o alvará de soltura foi publicado nesta quinta-feira. No dia seguinte Silva foi autorizado a deixar o presídio. “O alvará de soltura do senhor Cícero, que não deveria sequer estar preso, saiu tardiamente. Foi um dos dias mais frustrantes da minha vida profissional, pois, depois de ter dado a boa notícia para os seus filhos de que as coisas haviam dado certo, tive que ligar novamente para avisar sobre a morte do seu pai, que enfartou na saída do presídio”, afirmou o advogado.

Bocão

Acidente envolvendo três veículos deixa um morto e dois feridos na BR-324

Um jovem motociclista identificado como Lucas Santos morreu na noite deste domingo (26) em um acidente com moto na rodovia BR-324, próximo ao contorno para a BA-131, que liga à cidade de Caém, no município de Jacobina. Lucas teria colidido a moto que conduzia contra um carro, cujo condutor não foi identificado.

Com o impacto, o corpo do motociclista foi arremessado para o meio da pista. Uma picape Strada que vinha logo depois, com um jovem conduzindo e sua irmã como passageira, desviou para não passar sobre o corpo da vítima e acabou capotando. O jovem motorista foi arremessado para fora e sofreu vários ferimentos. A irmã dele permaneceu na picape, consciente e com algumas lesões. Ambos foram socorridos para o Hospital Municipal Antônio Teixeira Sobrinho, em uma ambulância da Life Saúde que passava pelo local.

“Quando a gente chegou no local do acidente tinha o rapaz, que foi a vítima fatal, ele estava caído na pista. Ele estava de moto. E tinha um carro capotado onde estavam as vítimas que a gente deu socorro, um rapaz e uma mulher, que são irmãos. O rapaz voou do carro e ela estava consciente. Eles vinham na rodovia e foram desviar do rapaz que estava na pista, caído, e capotaram o carro”, contou um cidadão ao Jacobina Notícias.

O corpo de Lucas foi encaminhado para o Instituto Médico Legal de Jacobina. A perícia vai apurar as circunstâncias do acidente, que é registrado pela Polícia Rodoviária Federal.

Jacobina Notícias

Você Sabe As Diferenças Entre União Estável E Casamento?

Após um período de namoro e se conhecendo melhor, nada mais natural que o casal resolva tomar a decisão de “juntar as escovas de dentes”, como é falado no ditado popular. Então, neste momento, pode surgir a grande questão: casar no civil ou optar pela união estável?

Você sabe quais as diferenças entre estas duas modalidades? Está vivendo esta situação e quer entender melhor sobre o assunto? Então você está no lugar certo. Nesta leitura vamos falar o que são, as semelhanças e as principais diferenças entre casamento e união estável. Acompanhe.

O que é o Casamento?

Costumamos ver muitas cenas de casamentos em novelas e filmes. O casamento é a formalização da união de duas pessoas que é submetidas as leis civis. O que os filmes e novelas não mostram é que antes da cerimônia em si existe um processo que é chamado de “proclamas”. Os noivos devem apresentar os documentos que demonstrem tanto a sua capacidade civil, quanto a possível existência de impedimentos matrimoniais.

Passada essa fase, aí sim vem a cerimônia que pode ser somente no civil como pode ser religiosa também. Em ambas é exigido o comparecimento dos noivos, além de ser necessária a presença do juiz de paz, que é a pessoa responsável pela lavratura da certidão de casamento e mais duas testemunhas.

O que é a União Estável?

Já a união estável é caracterizada somente através de uma escritura pública. Logo, quando existe uma relação duradoura, pública, estabelecida e com o objetivo de constituir uma família, aos olhos da lei, existe uma união estável. Ela pode ser formalizada em cartório ou não.

Bahia: Polícia prende dupla suspeita de liderar esquema de fraude de placas no Detran

Polícia prende dupla suspeita de liderar esquema de fraude de placas no Detran da Bahia

Adriano Muniz Decia e Catiucia de Souza Dias, denunciados pela terceira vez na Operação Cartel Forte, foram presos na manhã desta segunda-feira (27). A dupla já havia sido presa, mas foram soltos pela Justiça. A pedido do Ministério Público, contudo, a Justiça deu novo parecer e as prisões preventivas foram cumpridas pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

O homem é apontado como líder da organização criminosa, enquanto a mulher, segundo as investigações, era gerente operacional – quem articulava o esquema de fraudes na prestação de serviços de estampas de placas veiculares no Departamento de Trânsito da Bahia (Detran-BA).

Na ação, o Gaeco apontou que, diante das “imputações gravíssimas”, há “robusto” conjunto probatório, alcançado em três denúncias, do “risco iminente de dano irreparável à ordem econômica e à ordem pública”.

O mandado de prisão foi expedido pela desembargadora Ivete Caldas, do Tribunal de Justiça, na última sexta-feira (24). Na semana passada, o MP denunciou Adriano Muniz Decia, Catiucia de Souza Dias, Rafael Ângelo Eloi Decia e Ivan Carlos Castro do Carmo por associação criminosa e lavagem de dinheiro.

“Além da fé – a vida de Irmã Dulce” será lançado em Conquista dia 3 de outubro*

A obra mais completa sobre a vida de Irmã Dulce será lançada em Vitória da Conquista no próximo domingo, 3 de outubro. Com presença do escritor, o jornalista Valber Carvalho, o lançamento do livro “Além da fé – a vida de Irmã Dulce” acontece na Igreja Irmã Dulce dos Pobres, no bairro Boa Vista, a partir das 17 horas.
Lançado em Salvador em dezembro de 2021, o livro é fruto de uma dedicada e cuidadosa pesquisa, realizada desde 2013 pelo jornalista, que realizou mais de 500 entrevistas e encontrou verdadeiros cristais em “pequenas histórias”. A obra publicada retrata a vida da primeira santa brasileira sob o olhar de anônimos, beneficiados pelos pequenos milagres do cotidiano.
Segundo Valber, “Irmã Dulce é um espírito muito elevado, uma das mulheres mais revolucionárias do século XX por ter tido a visão de empreender pela causa da caridade, se antecipando à Igreja em muitas questões, como é típico dos grandes santos católicos”.
Sobre o autor – Valber Carvalho é jornalista formado pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), em 1984. Trabalhou em diversos jornais da capital baiana: A Tarde, Tribuna da Bahia e Bahia Hoje. Em São Paulo, integrou as equipes da Revista Imprensa, TV Manchete e TV Cultura. Ao retornar à sua terra, foi repórter da TV Bahia por dois anos. De 1999 a 2019, foi o redator final e apresentador do Programa Bahia Rural na mesma emissora. Durante esse período, produziu inúmeros documentários independentes.
Pré-venda – Para antecipar a compra de um exemplar do livro, basta realizar a transferência no valor de R$ 89, usando a chave PIX da Editora IRMABEM: 35.269.396/0001-51 (CNPJ). A retirada deve ser feita no dia e horário do lançamento.
Parte da tiragem da edição é destinada às Obras Sociais de Irmã Dulce e 10% da arrecadação no lançamento do dia 3 de outubro será doado para a instalação da Paróquia Santa Dulce dos Pobres, em Vitória da Conquista, administrada pelo Padre Zenilton Dias dos Santos.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia