WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia




dezembro 2020
D S T Q Q S S
« nov    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  





cobra produtora marcus solla acougues angelica fabricio


Caso Emanuel e Emanuelle: Médica Kátia Vargas é absolvida por juri popular

Em segundo dia de julgamento, a médica Kátia Vargas acusada de provocar o acidente que matou os irmãos Emanuel e Emanuelle Gomes Dias, foi absolvida nesta quarta-feira (6) em júri popular, por 4 votos a 3. A sentença será proferida nos próximos minutos.
O caso
O caso aconteceu no dia 11 de outubro de 2013, em frente ao Bahia Othon Palace, na Avenida Oceânica, em Salvador, após uma discussão de trânsito entre Kátia e um dos irmãos que estavam em uma moto.

Após a desavença, a médica perseguiu os jovens e atingiu o veículo com o carro que ela dirigia. Depois do acidente, Kátia Vargas ficou presa por 2 meses no Presídio Feminino de Salvador, no Complexo Penitenciário da Mata Escura, por homicídio triplamente qualificado. Atualmente ela responde o processo em liberdade.

Dois homens são presos acusados de homicídio

João Alves Bel de Jesus Filho, de 20 anos, e Daivid de Oliveira, 18. Policiais da Delegacia Territorial (DT) de Belmonte prenderam, na segunda-feira (4), João Alves Bel de Jesus Filho, de 20 anos, e Daivid de Oliveira, 18, suspeitos de participação na morte de Djailson Passos da Silva, o “Ulisses”, 26, que estava desaparecido há uma semana e cujo corpo foi localizado enterrado numa grota de difícil acesso.
Os investigadores estavam no encalço do principal suspeito do assassinato Rozenildo Barbosa Souza, o “Nego Velho”, quando se depararam com João e Daivid, ambos a bordo de um Ford EcoSport, branco, placa PKD – 0404, roubado em Itabuna. Rozenildo continua sendo procurado e já é considerado foragido.
De acordo com as investigações, o crime foi motivado pela disputa por pontos de venda de drogas, no Distrito de Boca do Córrego, em Belmonte. João e Daivid foram conduzidos à DT/Belmonte, autuados em flagrante por receptação qualificada e encaminhados ao sistema prisional.

ARMAS ARTESANAIS

Nas buscas a “Nego Velho”, os policias encontraram num imóvel que o criminoso utiliza para se esconder uma fabriqueta de armas artesanais e objetos que indicam venda de drogas no local. Diversos instrumentos para confecção de armas, além de uma balança de precisão e material para embalar drogas foram apreendidos.João Alves Bel de Jesus Filho, de 20 anos, e Daivid de Oliveira, 18.

Operação prende 18 envolvidos com furto de gado

Além de cumprirem os mandados de prisão, equipes das Coorpins de Guanambi e Bom Jesus da Lapa, Rondesp e Cipe/Sudoeste apreenderam armas e maconhaUma operação conjunta das polícias Civil e Militar, deflagrada em Carinhanha e Malhada, nas primeiras horas desta terça-feira (5), cumpriu mandados de prisão preventiva e temporária expedidos contra 18 integrantes de uma quadrilha de furto de gado em propriedades rurais, naquelas cidades.
Batizada de “Boi Branco”, a operação reuniu equipes da 22ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), com sede em Guanambi, além da 24ª Coorpin de Bom Jesus da Lapa, do 17º Batalhão de Policia Militar (BPM), Cipe/Sudoeste e Rondesp de Vitória da Conquista.
Tinham mandados de prisão temporária, Rafael Raimundo Ferreira de Macedo, o “Dão de Cola”, Sérgio Evangelista Sales, Lucas dos Santos Martins, José Cardoso da Silva, o “Zezinho”, Marcos Batista, Amós da Rocha Ribeiro, o “Amós de Marcelo”, Cleicimário Coelho Nascimento, o “Caca”, Josafá Saraiva Primo, o “Lú do Mercadinho Avistão”, Neuraci Pereira do Nascimento, o “Neuraci”, Francisco Pereira Barros, o “Chico do Açougue”, Paulo César Gonçalves de Souza, o “Cezinha”, Agnaldo Silva Moreira, “Dal”, Etelvir de Jesus Brito, Vitorino Amaral de Brito, o “Zinho”, e José Carlos Alves Ferreira.
Já Euder Ribeiro da Silva, o “Dinho”, Jocivaldo Ferreira dos Santos, o “Joca”, e Maurício Moraes Ribeiro tiveram cumpridos os mandados de prisão preventiva em aberto. O coordenador da 22ª Coorpin/Guanambi, delegado Clécio de Magalhães Chaves, informou que Euder e Maurício já têm passagens pela polícia por roubo a banco. Todos os presos ficarão custodiados na carceragem daquela unidade policial, à disposição da Justiça.
As equipes que participaram da operação “Boi Branco” apreenderam ainda sete espingardas, um revólver e pequena quantidade de maconha. Quatro motocicletas, sendo uma delas roubada, e todas com sinais de adulterações, também foram encontradas e apreendidas. O material foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT), onde será periciado.Além de cumprirem os mandados de prisão, equipes das Coorpins de Guanambi e Bom Jesus da Lapa, Rondesp e Cipe/Sudoeste apreenderam armas e maconha

Draco prende mulher com 300 quilos de maconha em Feira de Santana

Ingrid Viturino de Freitas também possuía mais dez quilos de cocaína escondidos em malas de viagemDez quilos de cocaína e mais 300 kg de maconha foram apreendidos por investigadores da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes de Feira de Santana (DTE/FSA), na terça-feira (5), na residência de Ingrid Viturino de Freitas, localizada na Rua Mesquita, no bairro Parque Brasil, naquela cidade. Os entorpecentes estavam escondidos em malas de viagem.
Segundo a delegada Klaudine Passos, titular da DTE/Feira, unidade subordinada ao Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (DRACO), os investigadores chegaram a Ingrid por meio de uma denúncia anônima. “Depois de horas de monitoramento, as características físicas apontadas levaram os policiais à traficante”, explicou Klaudine.
Em depoimento na unidade policial, Ingrid disse que estava apenas guardando a droga para uma pessoa que ela não conhece, mas que em troca receberia a quantia de R$ 1 mil. De acordo com a delegada, a investigações continuam com o objetivo de saber quem passou os entorpecentes para a traficante e para quem ela os entregaria.
Ainda durante a operação, na residência de Ingrid, se encontravam duas pessoas. Elas foram encaminhadas a unidade da DTE/FSA, prestaram depoimento e foram liberadas, já que não havia indícios da relação deles com os entorpecentes.
Toda a droga apreendida foi encaminhada à perícia do Departamento de Polícia Técnica, enquanto que a traficante passará por audiência de custódia, onde a Justiça decidirá se converte a prisão de Ingrid em preventiva ou a libera para responder o inquérito em liberdade.Ingrid Viturino de Freitas também possuía mais dez quilos de cocaína escondidos em malas de viagem

Bahia: Pai e filho sofrem queda de moto e o jovem morre na hora, na tarde desta terça-feira

Informações indicam que o pai do jovem acabou perdendo o controle da moto e se desequilibrou. O jovem faleceu no local do acidente.

Um jovem de prenome Maicon sofreu um acidente quando seguia com o pai, conhecido como ‘Irmão’, na tarde desta terça-feira (5), na BA-419, altura do povoado de Campo Grande, no município de Mirangaba. No acidente, Maicon, que vinha na garupa da moto, não resistiu e morreu. Informações indicam que o pai do jovem acabou perdendo o controle da moto e se desequilibrou. Maicon acabou caindo com o pai do veículo e não resistiu aos ferimentos. O pai é morador de Carnaíba, no município de Pindobaçu. Ele foi socorrido para o Hospital Municipal de Jacobina. As circunstâncias do acidente ainda serão analisadas pela perícia. As informações são do Augusto Urgente.

[fotos e fonte blog do marcelo]

PSOL VAI PEDIR CASSAÇÃO DE LUCIO VIEIRA LIMA

Bandidos explodem agência do Banco do Brasil em Malhada

[Bandidos explodem agência do Banco do Brasil em Malhada ]
06 de Dezembro de 2017 às 10:43 Por: Reprodução/Vitória da Conquista Notícias 

Uma quadrilha explodiu a agência do Banco do Brasil do município de Malhada, no Sudoeste da Bahia, na madrugada desta quarta-feira (6). Segundo a polícia, os bandidos conseguiram arrombar o cofre da instituição financeira.

Testemunhas relataram à polícia que cerca de dez homens participaram da investida criminosa, ocorrida por volta das 2h.

A quantia levada pelos bandidos não foi divulgada. Guarnições da Polícia Militar realizaram buscas na região, mas nenhum suspeito foi preso.

POÇÕES: PARECER DO MPE É PARA PREFEITO CONTINUAR NO CARGO

Resultado de imagem para "mpe bahiaO prefeito de Poções, Leandro Mascarenhas (PTB) recorreu ao Tribunal Regional Eleitoral da decisão do juiz da 59ª ZONA ELEITORAL, Álerson do Carmo Mendonça, que no mês de abril cassou ele e o vice Jorge Santos (PTB).

O prefeito eleito é acusado de captação ilícita de recursos durante a campanha eleitoral, em que lograram obter os votos necessários para ocupar os cargos de Prefeito e Vice-Prefeito.

Leandro recorreu e na semana passada o Ministério Público Eleitoral (MPE) apresentou seu parecer pelo provimento do recurso da defesa do prefeito, ou seja, favorável para a decisão da 59ª ZONA ELEITORAL seja reformada e o prefeito continue no cargo.

d9

Vereadores aprovam hoje por unaminidade renda suplementar 20 por cento para pagar décimo terceiro salario dos servidores publico de Poções

[FOTOPOÇÕES24HS]

Entre quatro paredes”: conheça o perfil psicológico de homens que cometem violência contra mulher

[“Entre quatro paredes”: conheça o perfil psicológico de homens que cometem violência contra mulher ]
 Por: Ilustrativa Por: Brenda Ferreira, Diego Vieira e Shizue Miyazono

Após relembrar casos e mostrar o alto índice de violência contra a mulher, a próxima matéria da série do BNews “Entre Quatro Paredes”, vai falar sobre o perfil dos agressores. A psiquiatra Sandra Peu, detalhou em entrevista, o que pode desencadear agressões que começam pequenas e pode até levar a companheira à morte. Além disso, a especialista também falou sobre as consequências psicológicas para as vítimas.

As causas para agressão à mulher são múltiplas, mas segundo a psiquiatra, entre os perfis, os que mais se destacam são as de homens que têm baixa tolerância à frustração por questões pessoais, de construções sociais e de pensamentos machistas, por isso, o agressor não consegue lidar com circunstâncias sociais e pessoais. Apesar disso, ao cometer o ato, “ele tem completa ciência do que está fazendo, tem uma reflexão a respeito do que está acontecendo e, por causa do poder físico, ele pode ser agressivo com relação à mulher e ferí-la psicologicamente, fisicamente e às vezes até matá-la”, explicou Sandra Peu.

A especialista ainda relatou que as lesões também podem acontecer em famílias que fazem uso de substâncias alcoólicas e entorpecentes. “Não simplesmente apenas pelo homem, mas a maior parte das drogas que são inibidoras e estimulantes ou psicogênicas podem diminuir a possibilidade da pessoa ter uma reflexão e a impulsividade pode levar muito facilmente a agressão e então essa pessoa pode acabar ferindo sua companheira ou companheiro”.

Mas, a morte pode ser evitada. Em geral, os agressores não matam suas companheiras imediatamente. “Eles começam com pequenas agressões e ofensas e partem para agressões físicas indiretas como empurrões, depois passam para as agressões físicas violentas, então é crescente. Dessa forma, uma mulher que a partir do momento que começa a ser violentada psicologicamente, com palavras e posturas ofensivas, consegue se livrar de um relacionamento. Ela deve entender que deve se proteger desse indivíduo que a está violentando de alguma maneira. Se ela sair dessa condição e fizer denúncias, a chance dela se manter em circunstância de agressão é mínima”, alertou Peu.

 “MATEI POR AMOR”

O amor já se tornou a justificativa e argumentação da maioria dos agressores. Tal discurso é recorrente nos noticiários quando são questionados sobre a motivação do crime. A psiquiatra explica que existem pessoas que formam delírios de amor, mas em geral, não se concretiza em “morte por amor” e indica que quem tem essas características deve ser tratado com medicamentos.

“Por mais apaixonado que alguém esteja não é possível. A menos que exista uma doença mental grave envolvida. Um indivíduo que coloca o outro no lugar de objeto, em circunstâncias de posse e de controle, na hora em que isso sai do seu equilíbrio, o homem se frustra e mata sua companheira. Não é justificativa, pois geralmente esses homens têm capacidade de fazer o ajuizamento crítico sobre o que fizeram e sabem o que estão fazendo”, avaliou Peu.

Matéria Relacionada:
“Entre quatro paredes”: mais de 37 mil casos de violência contra mulheres foram registrados em 2017 na BA

CONSEQUÊNCIAS PSICOLÓGICAS PARA AS VÍTIMAS – Em toda ação, existe a reação. Já é fato que as agressões não são pouco usuais, mas são várias as consequências que isso pode causar para quem sofre esses ataques. Ainda de acordo com a psiquiatra Sandra Peu, situações de stress contínuo para quem já tem uma predisposição genética, podendo levar à depressão, e circunstâncias de abuso sexual ou doméstico que acarreta em transtornos graves, que levam a stress pós-traumático, são as consequências mais comuns.

“Dificuldades de se reorganizar socialmente, de retomar sua capacidade, a diminuição da autoestima dessa mulher pode ser tamanha pela estimulação desse parceiro abusivo. É muito difícil. Às vezes até precisa de tratamento psiquiátrico para lidar com isso, para retomar a sua vida familiar, reconstituir um relacionamento ou retomar a vida sexual. Então, precisa de suporte psiquiátrico e ate mesmo psicoterapêutico”, alertou a especialista.

ÍNDICES ALTOS

De janeiro a setembro de 2017, a Bahia registrou mais de 37 mil casos de violência contra a mulher. Já em todo o ano de 2016 foram contabilizados 58.744 ocorrências do tipo. Os dados são da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA).

Do número total de ocorrências realizadas até setembro deste ano, foram computados 38 casos de feminicídios, e 206 casos de homicídios dolosos, quando há intenção de matar. No mesmo período, também foram contabilizados 304 tentativas de homicídios, 407 estupros, 11.346 lesões corporais e 24.359 ameaças. Desses números, 8.205 casos foram registrados na capital baiana.

Unidades de Atendimento à Mulher na Bahia:

Central de Atendimento à Mulher : disque 180

Central de Atendimento à Crianças e Adolescentes: disque 100

Saúde da Mulher: disque 0800 61 1997

Secretaria de Segurança Pública: Disque 3237-0000

DEAM – Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher:
End.: Rua Padre Luiz Filgueiras, S/N – Engenho Velho de Brotas
Tel.: (71) 3116-7000

End.: Dr. José de Almeida, S/N – Praça do Sol – Periperi
Tel.: (71) 3117-8217 (Plantão)

Delegacia Especial de Atendimento a Mulher- DEAM- Feira de Santana- Bahia
End.: Av. Maria Quitéria, 841 – Bairro Brasília
Tel.: (75) 3602.9284

Delegacia Especial de Atendimento a Mulher – DEAM – Itabuna- Bahia
End.: Praça da Bandeira, 01 – Centro – Itabuna – BA
Tel.: (73) 3214.7820/3214.7822

Delegacia Especial de Atendimento a Mulher – DEAM – Ilhéus – Bahia
End.: Rua Oswaldo Cruz nº 43 – Cidade Nova
Tel.: (73) 3234.5274/3234.5275

Delegacia Especial de Atendimento a Mulher – DEAM – Vitória da Conquista – Bahia
End.: Rua Humberto de Campos, 205 Bairro Jurema – Vitória da Conquista
Tel.: (77) 3425.8369/3425.4414

Delegacia Especial de Atendimento a Mulher – DEAM – Teixeira de Freitas- Bahia
End.: Rua Nossa Senhora D’ajuda, s/n -Teixeira de Freitas
Tel.: (73) 3291.1552/3291.1553

Delegacia Especial de Atendimento a Mulher – DEAM – Juazeiro- Bahia
End.: Rua Canadá, 38 – Bairro Maria Gorette
Tel.: (74)3611.9831/3611.9832

Delegacia Especial de Atendimento a Mulher – DEAM – Porto Seguro- Bahia
End.: Rua Itagiba, 139- Centro
Tel.: (73) 3288.1037/3288.1037

Delegacia Especial de Atendimento a Mulher – DEAM – Paulo Afonso – Bahia
End.: Rua Nelson Rodrigues do Nascimento nº 92, Panorama – Paulo Afonso
Tel.:(75) 3692.1437/3282.8039/3692.1437

Delegacia Especial de Atendimento a Mulher – DEAM – Alagoinhas- Bahia
End.: Rua Severino Vieira nº 702 – Centro- Alagoinhas
Tel.: (75) 3423.4759/8253/3423.3862

1ª Vara de Violência Doméstica e Familiar
End.: Rua Conselheiro Spínola, nº77 – Barris
Tel.: (71) 3328-1195/3329-5038

2ª Vara de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher, de Salvador – Fórum Regional do Imbuí.
End.: Rua Padre Casimiro Quiroga, 2403 – Imbuí, Salvador
Tel.: (71) 3372-7481/ 3372-7461/ 3372-7460

Vara de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de Feira de Santana
End.: Avenida dos Pássaros, nº 94, Mochila
Tel.: (75) 3624.9615/3614-5835

Vara de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher – Juazeiro
End.: Rua Carmela Dultra n. 24 – Bairro Centro
Tel.: (74) 3614-2856 / 3612-8928

Vara da Violência Doméstica e Familiar de Vitória da Conquista
End.: Praça Estevão Santos, 41 – Centro
Tel.: (77) 3425-8900

 






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia