WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

prefeitura de pocoes








cobra produtora marcus solla acougues angelica fabricio


BASTA DE FEMINICÍDIO [POÇOES24HS.COM.BR]

BOLETIM COVID-19 POÇÕES/BA 27/012021

Zé Cocá disputará presidência da UPB como candidato único do PP

Os candidatos do Partido Progressista, o PP, à presidência da União dos Municípios da Bahia (UPB) decidiram retirar as suas candidaturas e apoiar, de forma unificada, o nome do prefeito de Jequié, Zé Cocá, como único representante do partido na disputa, cuja eleição está marcada para o dia 2 de março.

A decisão foi tomada após reunião na noite desta quarta-feira, 27. O governador Rui Costa (PT) já foi informado da nova configuração.

Agora, Zé Cocá, disputará com os candidatos do Partido do Trabalhadores, que tem no pleito os nomes da prefeita de Rafael Jambeiro, Cibele Carvalho, e do município de Lauro de Freitas, Moema Gramacho, além do prefeito de Miguel Calmon, José Ricardo Leal, o Caca do PT.

Brasil soma 9 milhões de casos de Covid e 220 mil mortos pela doença

O consórcio de veículos de imprensa divulgou novo levantamento da situação da pandemia de coronavírus no Brasil a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde, consolidados às 20h desta quarta-feira (27).

O país registrou 1.319 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas, chegando ao total de 220.237 óbitos desde o começo da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes no Brasil nos últimos 7 dias foi de 1.049. A variação foi de +5% em comparação à média de 14 dias atrás, indicando tendência de estabilidade nos óbitos pela doença.

Em casos confirmados, desde o começo da pandemia 9.000.485 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com 64.895 desses confirmados no último dia. A média móvel nos últimos 7 dias foi de 51.517 novos diagnósticos por dia. Isso representa uma variação de -9% em relação aos casos registrados em duas semanas, o que indica tendência de estabilidade nos diagnósticos.

Nove estados estão com alta nas mortes: MG, GO, MT, AC, AM, RO, RR, CE e PI.

Brasil, 27 de janeiro

  • Total de mortes: 220.237
  • Registro de mortes em 24 horas: 1.319
  • Média de novas mortes nos últimos 7 dias: 1.049 (variação em 14 dias: +5%)
  • Total de casos confirmados: 9.000.485
  • Registro de casos confirmados em 24 horas: 64.895
  • Média de novos casos nos últimos 7 dias: 51.517 por dia (variação em 14 dias: -9%)

(Antes do balanço das 20h, o consórcio divulgou um boletim parcial às 13h, com 219.203 mortes e 8.949.429 casos confirmados.)

Estados

  • Subindo (9 estados): MG, GO, MT, AC, AM, RO, RR, CE e PI
  • Em estabilidade (11 estados e o DF): SC, ES, RJ, SP, DF, MS, PA, AL, BA, PB, RN e SE
  • Em queda (6 estados): PR, RS, AP, TO, MA e PE

 

Essa comparação leva em conta a média de mortes nos últimos 7 dias até a publicação deste balanço em relação à média registrada duas semanas atrás (entenda os critérios usados pelo G1 para analisar as tendências da pandemia).

Vale ressaltar que há estados em que o baixo número médio de óbitos pode levar a grandes variações percentuais. Os dados de médias móveis são, em geral, em números decimais e arredondados para facilitar a apresentação dos dados.

Vacinação

Balanço da vacinação contra Covid-19 no Brasil nesta quarta (27) aponta que 21 estados e o Distrito Federal vacinaram 1.248.821 pessoas, segundo dados divulgados até as 20h. Os demais não divulgaram números consolidados de vacinação que representem todo o estado

Com apoio do ex-deputado estadual, Zé Cocá, Jaguaquara receberá 1 milhão em pavimentação asfáltica

O ex-deputado estadual e, agora, prefeito de Jequié, Zé Cocá (PP), aproveitando a agenda institucional que vem cumprindo em Salvador, participou de uma audiência pública entre a prefeita de Jaguaquara, Edione Oliveira Agostinone, e o superintendente regional, Lucas Lobão, do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs).

Durante o encontro, Zé Cocá, que é presidente do Consórcio Intermunicipal Médio Rio das Contas (CIMURC) e mantém um estreito laço afetivo com as cidades do Vale do Jiquiriçá, obteve, junto ao superintendente regional, do Dnocs, Lucas Lobão, a confirmação de que o município de Jaguaquara receberá obras de pavimentação asfáltica no valor de R$ 1 milhão de reais, que vai contemplar o Centro da cidade, melhorando a trafegabilidade das vias e, assim, levar mais qualidade de vida dos moradores.

“Agradeço ao amigo, irmão, Lucas Lobão, superintendente regional do Dnocs, na Bahia, pelo apoio em mais essa grande conquista para o povo de Jaguaquara! Estou prefeito de Jequié e à frente do CIMURC, que é irmão do CONVALE, e a nossa luta é ajudar os municípios da nossa região a, também, crescer e se desenvolver.”, destacou Zé Cocá.

Urgente: MP pede prisão de prefeito e secretária por irregularidades na vacinação

O Ministério Público solicitou a prisão do prefeito de Manaus, David Almeida, e da secretária da Saúde da capital, Shadia Fraxe, na ação que denuncia irregularidades na aplicação da vacina e no favorecimento de pessoas que teriam “furado” a fila do grupo prioritário da vacinação. O órgão ainda pede o afastamento de ambos dos cargos públicos.

A Rede Amazônica teve acesso ao documento com os pedidos de prisão, afastamento e busca e apreensão, redigido pela Procuradoria Geral do Ministério Público e enviado à Justiça do Amazonas.

O prefeito de Manaus, David Almeida, disse em nota estar “profundamente indignado com a atuação ilegal e arbitrária” de membros do Ministério Público e informou que “ingressará com as medidas cabíveis contra os responsáveis”. (Veja abaixo o posicionamento de todos os envolvidos)

No documento, o órgão pede também o afastamento do subsecretário de Gestão de Saúde, Luís Cláudio de Lima Cruz, dos assessores da Secretaria municipal de Saúde: Djalma Pinheiro Pessoa Coelho, Stenio Holanda Alves e Clendson Rufino Ferreira.

Entre os investigados que seriam alvo de busca e apreensão estão também o secretário municipal de Limpeza Urbana, Sebastião da Silva Reis, a secretária municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania, Jane Mara Silva de Moraes, além dos médicos.

Entre as irregularidades, o órgão aponta que:

  • houve a contratação de 10 médicos, para o cargo de Gerente de Projetos, intermediada pela médica Ilcilene de Paula da Silva, com a participação da Secretária Municipal de Saúde, Shadia Fraxe, e do assessor Djalma Pinheiro Pessoa Coelho.
  • As contratações ocorreram por nomeação do prefeito David Almeida, que teria inserido uma declaração falsa ao nomear médicos para exercerem atividade médica, porém no cargo de Gerente de Projetos.
  • Os médicos também ganham salário maior que o determinado.

Segundo o Ministério Público, a contratação dos dez médicos ocorreu para beneficiar o grupo, composto por “ligações políticas e econômico-financeiras de apoio político e eleitoral ao atual prefeito”, como citado no documento. Ainda, destaca que as suas nomeações ocorreram nos dias 18 e 19 de janeiro de 2021, mesma data em que as primeiras vacinações ocorreram no estado e na capital.

Em relação, especificamente, à fraude na fila de prioridades, o Ministério Público aponta que:

  • houve omissão na elaboração e na publicação do Plano Municipal de Vacinação com caráter doloso, com o objetivo de afrouxar as fiscalizações.

Conforme lista enviada ao Tribunal de Contas do Estado do Amazonas pela prefeitura de Manaus, o MP aponta que doses da vacina foram usadas irregularmente na imunização das seguintes pessoas:

  • Secretária Municipal de Saúde, Shadia Hussami Hauache Fraxe
  • Subsecretário de Saúde Municipal, Luiz Cláudio de Lima Cruz
  • Secretário Municipal de Limpeza, Sebastião da Silva Reis (vulgo Sabá Reis)
  • Assessor II da Secretaria Municipal de Saúde, Clendson Rufino Ferreira
  • Advogado e Assessor I da Secretaria Municipal de Saúde, Stenio Holanda Alves
  • Secretária Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania SEMASC, Jane Mara Silva de Moraes de Oliveira
  • uma advogada
  • um empresário e a esposa.

Conforme o documento:

  • nenhum dos indivíduos citados integram a linha de frente do combate ao Covid-19, ou são idosos prioritários, o que configura a prática da infração de peculato.
  • houve omissão no planejamento e execução da vacinação, o que indica o desvio de vacinas para atender a interesses particulares do prefeito e de toda a cúpula da Secretaria municipal da Saúde.

Em decisão assinada nesta segunda-feira (27), o desembargador José Hamilton Saraiva dos Santos sentencia que o âmbito da Justiça Estadual é inabilitado para o processamento e o julgamento do caso. O magistrado indica a competência para o julgamento para o Tribunal Regional Federal da 1.ª Região.

Em nota, o Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco) reforçou o entendimento de que a matéria é de competência estadual. “O interesse nacional é de todos os entes federativos, mas a questão da burla da fila de vacinação ocorre em meio à competência material municipal, que é de aplicação das vacinas, razão pela qual a competência é da Justiça Comum Estadual”, diz o texto.

Posicionamento

O Tribunal informou que o processo encontra-se sob sigilo judicial, portanto, não se manifestará sobre o assunto e que o desembargador José Hamilton Saraiva dos Santos também não comenta processos que estejam em andamento sob sua relatoria.

O prefeito de Manaus, David Almeida, disse em nota estar “profundamente indignado com a atuação ilegal e arbitrária” de membros do Ministério Público e informou que “ingressará com as medidas cabíveis contra os responsáveis”. O texto ainda afirma que “não há o menor indício de desvio de recursos públicos, ato lesivo ao erário ou repercussão criminal”.

Confusão das vacinas no Amazonas

O Amazonas já recebeu, até esta quarta (27), 326.920 doses da CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantã, e 132.500 doses da vacina de Oxford/AstraZeneca.

A vacinação começou no dia 18 de janeiro na capital, e no dia 19 no interior. Porém, já nos primeiros dias de vacinação, começaram a surgir denúncias de pessoas furando a fila da vacinação. G1

Urgente: Mulher grávida é morta a golpes de enxada próximo a Conquista

Na data de hoje, 27/01/2021, por volta das 8h30, a Polícia Civil da Bahia, por meio da DT de Condeúba, com a valorosa colaboração da 10ª COORPIN, prendeu em flagrante delito por ocultação de cadáver um homem de 55 anos de idade, o qual matou, esquartejou e ocultou (enterrou inicialmente na fossa da casa) o cadáver de MARIA BETÂNIA BARBOSA DA SILVA, de 39 anos de idade. A motivação do delito foi a suposta gravidez da vítima, com quem o criminoso mantinha uma relação amorosa, a qual lhe atribuía a paternidade, tendo ele agido no sentido de esquivar-se de tal obrigação, matando-a a golpes de enxada. A vítima estava desaparecida havia sete dias, a partir de quando a Polícia Judiciária passou a investigar o caso, culminando no encontro de seu cadáver e na prisão do autor dos delitos. Importa frisar que, além de autuar em flagrante delito por ocultação de cadáver o infrator acima referido, a Polícia Judiciária representou pela decretação da prisão preventiva dele, pela prática do feminicidio.

Fonte: DPC. Sérgio Fabiano de Carvalho.

NOTA DE PESAR-Faleceu nessa quarta feira(27) em Poções, Manoel Hipólito dos Santos 97 anos, conhecido por nozinho

Faleceu nessa quarta feira(27) em Poções, Manoel Hipólito dos Santos 97 anos, conhecido por nozinho, ele natural do campo da volta em Bom Jesus da serra, muito conhecido na região, seu nozinho morava há anos com sua filha vitória no loteamento Fortunato chaves em Poções, seu nozinho tinha complicações de saúde e veio a falecer, seu sepultamento será hoje as 16 hs. [FICA NOSSO PESAR PARA A FAMILIA E AMIGOS [POÇOES24HS.COM.BR]

Bahia se aproxima de 10 mil mortes por coronavírus e supera marca de 570 mil casos confirmados

Os casos confirmados ocorreram em 417 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (22%) (Foto: Roque de Sá/Agência Senado)

O boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde do Estado desta terça-feira (26) informa que na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 3.349 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,6%), 3.499 recuperados (+0,6%) e 34 mortes. Dos 570.092 casos confirmados desde o início da pandemia, 549.704 já são considerados recuperados e 10.468 encontram-se ativos. A Bahia já acumula 9.920 mortes causadas por coronavírus.

 

Para fins estatísticos, a vigilância epidemiológica estadual considera um paciente recuperado após 14 dias do início dos sintomas da Covid-19. Já os casos ativos são resultado do seguinte cálculo: número de casos totais, menos os óbitos, menos os recuperados. Os cálculos são realizados de modo automático.

Os casos confirmados ocorreram em 417 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (22%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Ibirataia (11.513,85), Itororó (9.748,80), Itabuna (8.963,39), Muniz Ferreira (8.946,38) e Conceição do Coité (8.839,25).

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 958.964 casos descartados e 135.614 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta terça-feira (26).

Na Bahia, 39.436 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Óbitos

O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 9.920, representando uma letalidade de 1,74%. Dentre os óbitos, 56,56% ocorreram no sexo masculino e 43,44% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 54,96% corresponderam a parda, seguidos por branca com 19,55%, preta com 14,77%, amarela com 0,64%, indígena com 0,13% e não há informação em 9,96% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 70,74%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (73,95%).

BOLETIM COVID-19 POÇÕES/BA 26/01/2021

Média móvel de mortes por Covid no Brasil sobe pelo 4º dia e chega a 1.058; total se aproxima de 219 mil

O consórcio de veículos de imprensa divulgou novo levantamento da situação da pandemia de coronavírus no Brasil a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde, consolidados às 20h desta terça-feira (26).

O país registrou 1.206 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas, chegando ao total de 218.918 óbitos desde o começo da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes no Brasil nos últimos 7 dias foi de 1.058Essa média está em crescimento há 4 dias seguidos e novamente é a maior desde 4 de agosto (quando foi de 1.066 mortes). A variação foi de +6% em comparação à média de 14 dias atrás, indicando tendência de estabilidade nos óbitos pela doença.

Em casos confirmados, desde o começo da pandemia 8.936.590 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com 63.626 desses confirmados no último dia. A média móvel nos últimos 7 dias foi de 51.550 novos diagnósticos por dia. Isso representa uma variação de -6% em relação aos casos registrados em duas semanas, o que indica tendência de estabilidade nos diagnósticos.

Cinco estados estão com alta nas mortes: MG, GO, MT, AM e RR.

Segue chamando atenção a situação do estado do Amazonas, que registrou sua maior marca de mortes por Covid em 24 horas até aqui. Foram 192, o que levou também a um recorde em sua média móvel de óbitos. Na última semana, morreram por coronavírus em média 139 pessoas por dia no estado. Em maio, no ápice do primeiro pico de Covid-19 no AM, essa média não passou da casa dos 70 mortos por dia.

Brasil, 26 de janeiro

 

  • Total de mortes: 218.918
  • Registro de mortes em 24 horas: 1.206
  • Média de novas mortes nos últimos 7 dias: 1.058 (variação em 14 dias: +6%)
  • Total de casos confirmados: 8.936.590
  • Registro de casos confirmados em 24 horas: 63.626
  • Média de novos casos nos últimos 7 dias: 51.550 por dia (variação em 14 dias: -6%)

 

(Antes do balanço das 20h, o consórcio divulgou um boletim parcial às 13h, com 217.806 mortes e 8.881.853 casos confirmados.)

Estados

 

  • Subindo (5 estados): MG, GO, MT, AM e RR
  • Em estabilidade (17 estados e o DF): ES, RJ, SP, DF, MS, AC, PA, RO, TO, AL, BA, CE, MA, PB, PE, PI, RN e SE
  • Em queda (4 estados): PR, RS, SC e AP

 

Essa comparação leva em conta a média de mortes nos últimos 7 dias até a publicação deste balanço em relação à média registrada duas semanas atrás (entenda os critérios usados pelo G1 para analisar as tendências da pandemia).

Vale ressaltar que há estados em que o baixo número médio de óbitos pode levar a grandes variações percentuais. Os dados de médias móveis são, em geral, em números decimais e arredondados para facilitar a apresentação dos dados.

Vacinação

 

Balanço da vacinação contra Covid-19 no Brasil nesta terça (26) aponta que 17 estados e o Distrito Federal vacinaram 844.015 pessoas, segundo dados divulgados até as 20h. Os demais não divulgaram números consolidados de vacinação que representem todo o estado.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia