WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

prefeitura de pocoes



janeiro 2022
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  


cobra produtora marcus solla acougues angelica fabricio

:: 25/jan/2022 . 22:45

Vacinômetro atualizado – 20/01/22

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Poções vacinou até o último dia 20 de janeiro, 39.536 pessoas com a primeira dose da vacina anticovid, 35.184 com a segunda dose e dose única e 10.426 com a terceira dose de reforço, resultando em 83.677 pessoas imunizadas.
Até o momento, Poções recebeu do Ministério da Saúde, repassadas pelo Governo da Bahia, 85.201 doses de vacinas.

Prefeitura de Poções inaugura mais uma escola da rede municipal.

A prefeitura Municipal de Poções, por meio da Secretaria de Educação inaugurou mais uma unidade escolar, desta vez foi a Escola Municipal Benvindo José da Silva, no bairro Indaiá, que recebeu uma grande reforma, ganhou pisos e revestimentos novos, pintura em geral na área interna e externa, troca de todo o madeiramento e telhado, ampliação do pátio, reformas e adaptações dos banheiros da diretoria e da secretaria. Também finalizou a obra da Quadra Poliesportiva que estava parada desde 2012.
A inauguração foi feita pela prefeita Nilda Magalhães, juntamente com o vice perfeito João Bonfim Cardoso Cerqueira e a Secretaria de Educação Dirani Cunha Porto Fagundes, na manhã da última quinta-feira (20/01).
Estiveram presentes durante o ato de inauguração o ex- prefeito Otto Wagner de Magalhães; o secretário de administração, Joavan Emidio; o secretário de saúde, Celso Schettini; o secretário de infraestrutura, Genny Calado; a secretária de assistência social, Orleide Pacheco; secretário de agricultura, Jaimilson Moreira; o secretário de finanças, Bruno Sangiovanni; o presidente do PT, Hélio Claúdio Elias Sampaio; o presidente do PCdoB, Marcus Sola; o presidente da câmara, o vereadores, José Mauro Dias Macêdo; entre outros vereadores; a equipe pedagógica e administrativa da SMEP e outros servidores municipais.
Desde o início da gestão vem sendo realizadas várias ampliações e reformas, visando garantir aos alunos, funcionários e professores uma infraestrutura de qualidade para promoção do processo de ensino aprendizagem. Novas inaugurações já estão previstas para o final do mês de janeiro e mais outras grandes reformas estão em andamento.

Boletim epidemiológico – 25/01/22.

Poções registrou, até esta terça-feira (25/01), o total de 4760 casos confirmados da Covid-19. Destes, 4298 estão recuperados e 382 continuam em recuperação.
No momento, são investigados outros 41 casos notificados como suspeitos.
Desde o início da pandemia, foram registradas 80 mortes por complicações causadas pela doença no município.
A Prefeitura de Poções reitera à população que continue com os cuidados de prevenção, fazendo o uso da máscara, a higiene das mãos e evitando aglomeração.

Prefeitura recupera ruas do município.

A Prefeitura de Poções, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura, está realizando um trabalho intenso com o objetivo de melhorar a segurança e as condições de tráfego das ruas do município. Hoje os bairros São Paulo e Alto da Vitória receberam maquinários e servidores que atuaram executando patrolamento e aplicando cascalho em locais mais danificados
Os serviços de recuperação pertencem a um cronograma de trabalho realizado pela equipe da secretaria, a qual avalia a necessidade da manutenção e reformas. A Administração Municipal está atenta aos pontos mais críticos e realizando os serviços necessários para garantir à população o bom estado das ruas e avenidas.
Os setores não têm medido esforços para recuperação das vias urbanas afetadas pelas fortes chuvas, trabalho esse que vem sendo executado sem cessar desde o período de estiagem.

Pessoas infectadas e vacinadas adquirem “super imunidade”, diz estudo

Pessoas com infecção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2 e que estão vacinadas adquirem “super imunidade”, muito superior à proteção imunológica de quem apenas recebeu a vacina, mostra estudo divulgado hoje (25).

“Resposta imunológica medida no soro sanguíneo revelou anticorpos mais abundantes e eficazes do que imunidade gerada apenas pela vacinação”, indicam conclusões de pesquisa da Oregon Health & Science University (OHSU), dos Estados Unidos, publicadas na revista Science Immunology.

Segundo a Rádio e Televisão de Portugal (RTP), o estudo foi feito antes do surgimento da variante Ômicron do SARS-CoV-2, mas pesquisadores esperam que respostas imunes híbridas sejam semelhantes à nova variante considerada altamente transmissível.

“Não faz diferença se uma pessoa é infectada e depois vacinada ou se é vacinada e depois infectada. Nos dois casos, obterá resposta imunológica muito robusta, incrivelmente alta”, assegurou Fikadu Tafesse, coautor do estudo e professor de microbiologia molecular e imunologia da OHSU, citado em comunicado da instituição.

A pesquisa envolveu 104 pessoas vacinadas contra a covid-19 e divididas em três grupos: 42 vacinados sem infecção, 31 vacinados após infecção e 31 infectados depois da vacinação.

Com os participantes do estudo controlados por idade, sexo e tempo de vacinação e infecção, os pesquisadores recolheram amostras de sangue de cada um, que foram expostas a três variantes do vírus SARS-CoV-2 vivo em ambiente de laboratório.

Os especialistas da OHSU concluíram que os dois grupos com “imunidade híbrida” – infectados e vacinados – geraram maiores níveis de imunidade em comparação com o grupo vacinado sem infecção.

“A expectativa, neste momento, é que muitas pessoas vacinadas acabem infectadas e, portanto, com uma forma de imunidade híbrida”, afirmou Bill Messer professor de imunologia e doenças infecciosas da OHSU, também citado no comunicado.

Para Marcel Curlin, professor de infecciologia na instituição norte-americana, a imunidade conferida pela infecção natural é variável” de pessoa para pessoa, mas, quando combinada com a vacinação, “quase sempre fornece respostas muito fortes”.

“Os resultados indicam o momento em que o SARS-CoV-2 poderá se tornar infecção endêmica leve, como doença sazonal do trato respiratório, em vez de pandemia”, disse Curlin.

A covid-19 provocou 5,59 milhões de mortes em todo o mundo desde o início da pandemia. A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detectado no fim de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China.

A nova variante Ômicron, classificada como preocupante e muito contagiosa pela Organização Mundial da Saúde (OMS), foi registrada na África Austral e, desde que as autoridades sanitárias sul-africanas deram o alerta em novembro, tornou-se dominante em vários países.

Urgente Poções: Após chuva, cobertura do posto de gasolina reforço desaba

mas fotos e vídeos no grupo do facebook  https://m.facebook.com/groups/136140670069253/permalink/1631003340582971/

 



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia