WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

prefeitura de pocoes



janeiro 2022
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  


cobra produtora marcus solla acougues angelica fabricio

:: 24/jan/2022 . 18:25

Jovens são socorridos para o Hospital Prado Valadares após capotamento em curva da região

Cinco jovens ficaram feridos após um grave acidente na noite de ontem (23), na BA-545, trecho entre a cidade de Jaguaquara e o distrito de Baixão de Ipiaúna.

Segundo o Blog Marcos Frahm, o veículo capotou em uma curva, no bairro São Jorge. Os moradores da cidade de Cravolândia e Itaquara ficaram feridos e foram socorridos para o Hospital Geral Prado Valadares, em Jequié, por ambulâncias de Jaguaquara, Santa Inês e Jequié.

A estrada estava movimentada por causa de um bolão de vaquejada na região.

Conquista: Homem é flagrado com várias porções de crack no Cruzeiro

Um homem foi flagrado pelo PETO da 77ª CIPM por volta das 16h20 desta segunda-feira (24) portando uma grande quantidade de crack e munições de arma calibre .38 no bairro Cruzeiro, em Vitória da Conquista.

De acordo com informações do PETO, uma guarnição estava realizando o patrulhamento tático quando avistou um indivíduo em atitude suspeita e realizou a abordagem. Com ele, foi encontrado 251 porções de crack e munições de arma de fogo.

Ele confessou que praticava tráfico de drogas naquele bairro, após o qual recebeu voz de prisão e foi conduzido, juntamente com o material apreendido, para o Disep, onde a ocorrência foi registrada.

Famílias atingidas pelas chuvas em Vitória da Conqusita recebem alimentos e roupas entregues pela Patrulha Solidária

A Polícia Militar, por meio da Patrulha Solidária, entregou 400 cestas básicas, 300 frangos e mais de 2.000 peças de roupa a famílias que foram vítimas das fortes chuvas que caíram em Vitória da Conquista.

Os policiais realizaram a entrega dos donativos nos bairros Campinhos, Sisal, Morada Nova e Lage Grande.

Os itens doados estão entre os arrecadados pela campanha Força Solidária, que vem sendo realizada pela PM em toda a Bahia.

O coronel Ivanildo Silva, do Comando de Policiamento da Região Sudoeste (Cprso), que coordena a Patrulha Solidária, ressaltou a importância da ação.

“Vitória a Conquista tem sido uma referência de solidariedade no estado. Aqui, a PM, em parceria com a sociedade, criou uma rede colaborativa que tem acolhido milhares de famílias e minimizado os impactos socioeconômicos da pandemia e das imensas chuvas que ocorreram nas regiões sudoeste e sul”, concluiu.

Chuvas devem voltar às regiões de Guanambi e Vitória da Conquista nos próximos dias

Uma nova Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS) já está em formação e deve trazer a volta das chuvas para boa parte da Bahia até o fim de semana. Antes disso, o aumento de nebulosidade sobre o Nordeste pode proporcionar pancadas de chuva isolada a partir desta terça-feira (25).

Os maiores volumes devem se concentrar nas regiões Oeste, Sul e em toda a faixa litorânea do Estado. Nesta localidades, o acumulado em dez dias deve variar entre 70 e 100 mm.

Nestas áreas, as instabilidades podem vir acompanhadas de raios e se devem ao reforço da borda do Vórtice Ciclônico nos Altos Níveis da Atmosfera (VCAN) localizado no oceano, mais os ventos úmidos que sopram constantes do oceano para o leste do estado.

Previsão de distribuição das chuvas pelas próximas duas semanas na América do Sul – NOAA

Nas regiões de Guanambi e Vitória da Conquista, no Centro-Sul Baiano, também deve voltar a chover com a formação da nova ZCAS, com acumulados que podem variar entre 40 e 70 mm até meados da próxima semana. Ao contrário das últimas convergências, está, aparentemente, tem menor potencial de causar grandes transtornos.

Em Guanambi o chuva deu uma trégua que já dura doze dias após se estender com pequenos intervalos secos de meados de dezembro até 12 de janeiro, com acumulado de mais de 550 mm neste período.

Já em Vitória da Conquista, parou de choveu antes, no final de dezembro. Em janeiro houve apenas episódios de pancadas de chuva na cidade, nos dias 9 e 20. O município foi um dos mais afetados pelas chuvas do final de 2021. De acordo com a prefeitura, pelo menos 120 casas desabaram totalmente ou parcialmente e muitas comunidades ficaram isoladas por conta da cheia de cursos d’água ou pela danificação de estradas vicinais.

Barragens

As duas maiores barragens de Guanambi estão com 100% de capacidade e continua vertendo água. Com muitos dias sem chuva, o volume vem diminuindo mas deve voltar a ganhar vazão se as previsões se concretizarem.

Com o cenário de cheia em toda a bacia do rio Carnaíba de Dentro e seus afluentes, todas as lagoas e alagadiços estão cheios e os solos continuam saturados. Isto vai favorecer o escoamento da água, fazendo com que as barragens continuem sangrando.

Na última sexta-feira (21), de acordo com dados da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf), o reservatório de Ceraíma estava vertendo água com a lâmina passando a quatro centímetros acima do sangradouro. No momento mais intenso do vertimento, este nível ultrapassou os 30 centímetros.

Já posso do Magro estava com a água passando a dois centímetros do sangradouro. Como a barragem atingiu 100% de sua capacidades dias após as chuvas, o nível de vertimento máximo passou um pouco dos dez centímetros.

Produtores lançam campanha ‘Pega Leve Rui Costa’ após redução de público em shows

Produtores lançam campanha 'Pega Leve Rui Costa' após redução de público em shows

Foto: Divulgação

Uma campanha em favor dos eventos em Salvador foi lançada neste sábado (22) por produtores culturais. A campanha “Pega Leve Rui Costa” aborda as consequências dos cancelamentos de eventos em Salvador, após os decretos estaduais de redução de público. Diversos eventos foram cancelados ou adiados nos últimos dias, após a redução de público para 1,5 mil pessoas.

A campanha é liderada pela Salvador Produções e Pida, com o objetivo de mostrar que a classe não pode ser a única responsabilizada pelo avanço da Covid-19 no estado.

“Sofremos sozinhos as penalidades como se fôssemos os vilões da pandemia e os únicos responsáveis pela propagação do vírus” , afirmaram em publicação.

Os produtores culturais também explicam que o cancelamento dos eventos causa prejuízos para diversas pessoas, como porteiros, garçons e seguranças. “Em um evento de 5 mil pessoas , são gerados mais de 500 empregos temporários. Cancelar um evento de médio porte é tirar a renda de muitas famílias”. O manifesto diz ser a favor das medidas de segurança, como a exigência de comprovação de vacinação. “Estamos chegando no limite, e sem o apoio do governo fica quase impossível aguentar”, finalizam.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia