Tanhaçu: Falso médico é preso por atuar em UPA; homem não fez exame nacional

Foto: Lay Amorim / Achei Sudoeste

Um homem, de 27 anos, foi preso em flagrante por trabalhar como médico em uma Unidade de Pronto Atendiemento (UPA) de Tanhaçu, no Sertão Produtivo, sudoeste baiano. Segundo a Polícia, via G1, Emidio Saullo de Almeida, usava nome e registro de outro médico, que não teve a identidade revelada, para atuar na unidade de saúde. Ainda segundo a Polícia, o acusado concluiu o curso de medicina no ano passado na Bolívia, mas não pode exercer a profissão no Brasil.

 

O homem teria de ser aprovado no exame nacional para ter o diploma validade. Não há informação sobre quanto tempo, o homem trabalhava na UPA de Tanhaçu. A prisão ocorreu na última sexta-feira (9). O suspeito vai responder por falsidade ideológica e exercício ilegal da profissão.