Na noite desta última quarta-feira, dia 11 de dezembro, uma guarnição da 44ª Companhia Independente de Medeiros Neto (CIPM), deslocou-se à rua Jandaia, no bairro Uldurico Pinto, onde um suspeito estava espancando a esposa grávida.

Assim que chegaram ao local os militares encontraram Nairlane Martins Rocha, gestante de 36 semanas, com várias escoriações pelo corpo e suspeita de fraturas na clavícula e em dos pulsos. Enquanto parte da guarnição prestava apoio psicológico à vítima e acionava o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), a outra deu uma volta ao quarteirão, rumo ao local por onde o acusado havia fugido.

Assim que um dos policiais chegou a último quintal da rua, Carlos Laranjeira da Silva, que estava escondido após pular alguns muros, apossou-se de um pedaço de madeira e aplicou um golpe em direção à cabeça do militar, que conseguiu esquivar-se e o prendeu em flagrante.

As últimas informações dão conta que o agressor acabou sendo recambiado para a sede da 8ª Coorpin de Teixeira de Freitas, onde acabou sendo indiciado por agressão com base na Lei Maria da Penha. Foi arbitrada fiança no valor de R$ 2 mil, valor que se for pago dará direito ao acusado de responder em liberdade. Caso contrário vai permanecer preso à disposição da Justiça.

O bebê

A mulher agredida foi atendida no Hospital Municipal de Medeiros Neto (HMMN), onde os médicos constataram que o bebê, em fase final de formação, apresentava taquicardia, quadro que foi estabilizado com medição. Foi indicado que a gestante passasse por um obstetra. (Da redação TH / Imagem: Medeiros Dia a Dia)