[Fundação José Silveira presta contas do IBR e Pestalozzi e comemora resultado do Dia do Bem]Mais assistência e mais acesso. Este é um dos lemas da Fundação José Silveira quando o assunto é melhoria aos seus pacientes, sejam eles os que possuem transtorno do espectro autista ou mesmo os que têm alguma deficiência física ou intelectual.

Nesta quarta-feira (11), a Fundação apresentou a prestação de contas da campanha Dia do Bem e anunciou melhorias em suas instalações. Entre as ações e campanhas realizadas pela Fundação em 2017 estão o Chá Beneficente e o Almoço Solidário. Ambos arrecadaram R$ 20.320,01 e R$ 29.152, respectivamente. Já o Dia do Bem arrecadou R$ 118.797,50.

“É sempre bom a gente contar com os parceiros e sociedade, fortalecendo o nosso trabalho de assistência à saúde e serviço complementar à saúde”, afirmou a superintendente da Fundação José Silveira, Leila Brito. Segundo ela, o objetivo das campanhas é sensibilizar a sociedade e manter o trabalho ativo e ajudando quanto mais crianças for possível. “Não iremos desistir jamais “, reforçou.

Atualmente, a Fundação José Silveira atende cerca de 1.832 pacientes com deficiência física e intelectual no Instituto Bahiano de Reabilitação (IBR) e 1.202 estão na fila de espera. Cerca de 153.826 procedimentos são feitos por ano no IBR.

Já no Instituto Pestalozzi, 65 pacientes com transtorno de espectro autista são atendidos e 142 estão na fila de espera.

De um total arrecadado em R$ 171.642,30, cerca de R$ 142 mil foram aplicados na reforma do espaço de convivência do centro de reabilitação Pestalozzi e R$ 25 mil na reforma da sala de psicologia Pestalozzi e na climatização da fonoaudiologia do IBR.

Para que toda esta causa fique ainda mais forte, a Fundação conta com o apoio de amigos e padrinhos como os artistas Gilmelandia, Reinaldo ex-Terra Samba, Levi Lima, Tatau, Jau, Ed City, Adelmo Casé, além de Tio Paulinho e do apresentador José Eduardo, que sempre esteve à frente da causa e é um dos padrinhos da AMA – Associação de Amigos de Autistas da Bahia.