Iryna Tsvila é a primeira mulher a ser declarada oficialmente morta pelo Exército da Ucrânia na guerra contra a Rússia. Escritora, mãe de cinco filhos, casada com outro militar, ela morreu na primeira semana de conflitos, defendendo Kiev, mas sua morte só foi divulgada neste sábado (5).

Iryna foi morta pelos blindados russos que avançam sobre a Ucrânia e deixa a batalha com uma heroína, em uma guerra sem sentido. O Exército ucraniano é composto 17% por mulheres, e mesmo as civis que queiram ficar serão recrutadas na resistência contra os invasores.

Além de combater, ela escreveu recentemente um livro chamado “Vozes da Guerra, Histórias de Veteranos”. Iryna fazia parte da Brigada da Guarda Nacional de Resposta. Além dos livros, gostava de cultivar flores e artesanato.