Norberto do Carmo Machado, de 47 anos, e Geovanni Gonçalves de Castro Machado, de 43, foram presos na manhã desta quinta-feira (10) por desviar materiais destinados à Educação de Caratinga. Ambos eram servidores públicos e moravam na Rua Francisco Januário Lopes, no Bairro Esplanada. Norberto era vigia da Escola Municipal Dona Glorinha Rocha Abelha e Geovanni trabalhava como auxiliar de serviços gerais na Superintendência de Cultura.

O casal desviava materiais escolares, de limpeza e carnes que seriam distribuídos nas escolas da cidade. Segundo informações da Polícia Civil, o casal comprou um freezer para armazenar as carnes que eram furtadas.

A Secretaria de Educação de Caratinga, em nome do seu representante, reitera que tomou conhecimento do crime apenas no dia de hoje. “A Prefeitura não compactua com o ocorrido. Nós estamos à disposição para ajudar nas investigações. Queremos que a Polícia Civil nos encaminhe o resultado para iniciarmos as investigações internas. Será feita uma auditoria para saber o tamanho do prejuízo aos cofres públicos.”. Afirmou o Secretário de Educação, Diego Oliveira.

O caso segue em apuração para prender outros envolvidos. Norberto e Geovanni responderão pelo crime de peculato, furto de energia e por organização criminosa.