O vereador de São Luís (MA), Domingos Paz (Podemos), de 49 anos, é acusado de assediar sexualmente de uma adolescente, de 14 anos. Além da garota, ao menos seis pessoas alegam ter sido vítimas do político. A Polícia Civil abriu um inquérito para investigar as denúncias.
 
O político trocava mensagens com as vítimas através do WhatsApp. Por meio do aplicativo, ele tentava marcar encontro fora do expediente do trabalho e em um “lugar reservado”.
 
Durante a conversa do vereador com a adolescente de 14 anos, a mãe da menina, que acompanhou os diálogos, contou que o político ofereceu dinheiro para sair com a menor. Em uma das mensagens, ele disse que “ninguém poderia saber”.
 
Os dois casos foram denunciados à polícia, na Casa da Mulher Brasileira e na Delegacia da Criança e do Adolescente (DPCA). Além delas, outras mulheres também disseram ser vítimas do político.
 
A advogada Gilmara Costa, que acompanha um dos casos, afirmou ao G1 que se comprovado o crime, o vereador Domingos Paz pode responder por assédio
 
Uma das vítimas, identificada como Gleice Salazar havia procurado o vereador para pedir serviços de iluminação pública e tratar da falta de professores em escolas de São Luís.
Compartilhe: