Ana Cristina do Sacramento, uma adolescente de 16 anos que estava grávida, foi assassinada na madrugada desta quinta (28). Os familiares dela acusam Orlando Farias, de 22, de ter cometido o crime, que aconteceu na Zona Norte do Rio.

Após a morte de Ana Cristina, Orlando chegou a ir até o hospital e disse que os dois haviam sido assaltados, que ela reagiu a acabou sendo baleada. Horas depois, ele foi encontrado morto com dois tiros dentro de uma igreja. Segundo informações preliminares, ele foi assassinado por traficantes de uma favela.

Parente consola Kelly, a mãe da jovem grávida morta pelo namorado com um tiro na cabeça Foto: Pedro Teixeira / Agência O Globo

A família da garota diz que ela e o namorado tiveram uma discussão dentro de casa e Orlando atirou na cabeça dela. As mortes serão investigadas pela Delegacia de Homicídios da Capital.

Segundo os parentes, havia marcas de sangue na cozinha da casa. Os vizinhos teriam limpado o local do crime para evitar que a mãe de Ana Cristina visse a cena.

Se confirmada que a adolescente foi morta pelo namorado, Ana Cristina entrará nas estatísticas de feminicídio do Rio. Segundo levantamento do Instituto de Segurança Pública (ISP), uma mulher é vítima desse tipo de violência a cada sete dias.