Na tarde da última segunda-feira (21), por volta das 14h30, um bebê de cinco meses deu entrada no hospital de Érico Cardoso, levado pelos pais, onde o médico plantonista constatou o óbito e, ao notar sinais de espancamento, solicitou que preposto da unidade de saúde informasse a Polícia Militar, que compareceu ao local e conduziram os pais da criança para a Delegacia de Polícia de Paramirim.
Ao serem interrogados,  Adailton  Pina Silva, admitiu ter juntamente com sua companheira Jaqueline Oliveira Moreira, ter agredido o filho com tapas, pois o mesmo estaria chorando e que era de costume fazer isto sempre que a criança chorava, porém Jaqueline não admitiu a agressão.

O corpo do bebê, Gustavo Oliveira Silva, foi encaminhado para o IML (Instituto Médico Legal ) de Brumado, onde passará por necropsia.Destaque Bahia