Por: Divulgação  Por: Henrique Brinco  

OPTB de Salvador ainda tenta articular com a Executiva Naconal que a capital baiana fique de fora da determinação que proíbe coligações da sigla com o DEM, PSDB, PT, PCdoB e outros partidos de esquerda. A decisão inviabiliza a aliança que já havia sido selada com o pré-candidato Bruno Reis (DEM).

“A decisão será a que a Executiva Nacional tomar. Está tentando se construir para que seja em apoio a Bruno Reis”, declarou o vereador Carlos Muniz, presidente do PTB na capital, ao BNews. “Eles ficaram  de nos dar o retorno o mais breve possível”.

A decisão nacional tomada pelo presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, que refuta alianças com partidos em desacordo com a cartilha do presidente Jair Bolsonaro, está bagunçando todo o arranjo local nos municípios.

Em entrevista ao jornal Tribuna da Bahia, o presidente estadual do PTB, Benito Gama, afirmou que a tendência é que o partido lance um candidato próprio ou saia em uma chapa isolada apenas com os candidatos a vereador.

“Cada partido busca o seu crescimento individual. Então, se você buscar aliança e sempre ficar apoiando os outros partidos, os outros partidos crescem e depois nos abandonam. Isso é uma regra, infelizmente. Então, cada qual tem que correr para buscar o seu espaço. Essa é uma regra universal da política”, justificou.