Um homem foi detido em Goiás por transmitir o vírus HIV para suas parceiras, sem que as mesmas soubessem disso. Leovaldo Francisco da Silva, de 37 anos, foi preso nesta segunda-feira (21/3), na cidade de Pontalina, interior do estado, onde trabalhava como vigilante.

 

Segundo informações da Polícia Civil de Goiás, pelo menos seis mulheres teriam sido vítimas dele desde 2019. Algumas foram até a delegacia e uma delas levou um teste positivo para HIV. No local, informaram que não sabiam que Leovaldo era soropositivo e que tiveram relações sexuais com o acusado sem uso de proteção. Até o momento, três vítimas têm testes positivos para o vírus.

À imprensa, o delegado do caso, Leylton Barros, disse que o vigilante sabia que era soropositivo desde 2019. Embora tenha alegado ter descoberto a doença no último mês, as investigações mostram que ele já tinha conhecimento de seu estado há mais tempo.

A polícia divulgou fotos do suspeito com intuito de buscar por mais mulheres que possam ter sido vítimas dele.

O crime foi tipificado como lesão corporal gravíssima. Com informações do Aratuon.