Imagens: Band TV/Reprodução

O sequestro de um ônibus de passageiros na ponte Rio-Niterói terminou por volta das 9h da manhã desta terça-feira, 20. O sequestrador William Augusto da Silva, 20 anos, foi atingido por um tiro de sniper e, segundo a Polícia Militar do RJ, os reféns foram liberados sem ferimentos.


Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o sequestrador identificou-se como policial militar e disse que estava com gasolina, ameaçando incendiar o coletivo. A polícia confirmou que a versão apresentada pelo sequestrador não era verdadeira. Ele usava uma arma de airsoft (não letal).

Antes de o sequestro terminar, seis reféns haviam sido libertados. Os dois primeiros foram duas mulheres que passaram mal. Elas receberam atendimento médico.

Depois disso, dois homens e duas mulheres também foram liberados — uma mulher desmaiou assim que saiu do veículo. A ação criminosa começou por volta das 6h e provocou a interdição total da ponte.

Antes de ser rendido, o sequestrador chegou a sair algumas vezes do veículo: ele usa uma camiseta branca, calça preta, um boné e um lenço preto esconde parte de seu rosto.