A Polícia Federal, do juiz Sérgio Moro, abriu fogo contra manifestantes em Curitiba. O presidente do PT do Paraná, Dr. Rosinha, denunciou que agentes federais começaram atirando bombas. A tropa de choque também se prepara para reprimir. Há feridos.

A Prefeitura de Curitiba conseguiu um “interdito proibitório” na Justiça contra manifestações individuais e coletivas. A decisão é do juiz substituto Ernani Mendes Filho.