As polícias Militar e Rodoviária Federal liberaram, na manhã desta quinta-feira (9), dois trechos da BR-116, que eram ocupados por caminhoneiros apoiadores do presidente Bolsonaro. Transportadores de cargas que não concordam com a manifestação e veículos de passeio passam sem maiores problemas pelos locais.

As interdições foram desmontadas, nos KMs 417 e 421 da BR-116. Não houve prisão ou qualquer tipo de condução para unidades da Polícia Civil.

Também houve desbloqueio na BR-101 em Eunápolis. Após negociação, os caminhoneiros retiraram pneus utilizados para impedir o trânsito de carga e de veículos de passeio.

A PM e a PRF negociam também os desbloqueios, de forma integrada, nas rodovias BR-101 (nas cidades de Itamaraju e Nova Viçosa), BR-242 (nas cidades de Barreiras e Luís Eduardo Magalhães), BR-349 (na cidade de Correntina) e BR-030 (na cidade de Brumado).

“Ativamos o Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), no Centro de Operações e Inteligência (COI), e estamos com as forças estaduais e federais monitorando as liberações das rodovias, garantindo a circulação de veículos”, declarou o secretário da Segurança Pública, Ricardo Mandarino.

Na noite desta quarta-feira (8), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) enviou um áudio para uma liderança de caminhoneiros pedindo para que eles liberam o fluxo de veículos nas rodovias. Os protestos acontecem em apoio ao mandato do presidente e têm pautas consideradas antidemocráticas, como o fechamento ou destituição de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Com Informações da Secretaria de Segurança Pública da Bahia