ESPERAMOS QUE JUSTIÇA TOME PROVIDENCIA PARA NÃO ACONTECER MAIS ESSE TIPO DE COISA