Foto: imagem / Rede Globo

Uma médica de Brasília foi presa, na noite desta quarta-feira (27), suspeita de matar o próprio filho, de 3 anos, por overdose de medicação.

De acordo com a polícia, a criança estava morta sobre a cama e, ao seu lado, havia uma mamadeira com leite. Também foram encontrados envelopes de remédios de uso controlado no lixo.
A mulher tem 34 anos e sofre de depressão, segundo informações do Samu. Testemunhas contaram que a médica fez um corte no próprio pescoço e correu pelas escadas do prédio, localizado na Asa Sul da capital federal. Ela foi contida pelo porteiro.
A polícia foi chamada quando os vizinhos perceberam que o menino não acordava. A criança foi socorrida no Hospital Materno-Infantil de Brasília (Hmib), mas os médicos não conseguiram reanimá-lo.
A hipótese de overdose, levantada pelos investigadores, só pode ser confirmada com o laudo do Instituto Médico Legal (IML). A mãe está internada no Hospital de Base, sob escolta policial. Ela deve responder por homicídio qualificado, com agravante por ter matado um menor de 14 anos.