Avião caiu em região de cachoeiras na zona rural de Piedade de Caratinga, no interior de MG

Avião caiu em região de cachoeiras na zona rural de Piedade de Caratinga, no interior de MG

REPRODUÇÃO/GOOGLE EARTH

O avião que transportava a cantora Marília Mendonça e mais quatro pessoas caiu em um local de difícil acesso, na zona rural de Piedade de Caratinga, a cerca de 300 km de Belo Horizonte, e a apenas 2 km do aeroporto de Ubaporanga, onde deveria pousar.

Segundo relatório obtido pelo R7, o sistema de informações aeronáuticas do aeroporto destino apontava que havia torres de alta tensão em montagem oferecendo risco a aproximação. O relatório chamado Infotemp indicou que as torres que estavam sendo instaladas violavam o plano básico de zona de proteção do aeroporto de Ubaporanga. O relatório apontando essa irregularidade foi divulgado pelo sistema nos dias 3 de julho e 13 de setembro.

Todas as cinco pessoas morreram no acidente e os corpos estão sendo levados para o Posto Médico Legal da cidade de Caratinga.

De acordo com o capitão Jefferson, da Polícia Militar, que acompanha a operação no local, a região é de difícil acesso, o que complica as condições da própria operação de resgate.

— É uma região de cachoeiras, na zona rural, entre as cidades de Caratinga e Piedade de Caratinga e a cerca de 2 km do aeroporto. A informação que se tem é que o avião iria pousar, mas teve alguma dificuldade e tentou fazer um pouso forçado. Infelizmente, caiu em uma região de difícil acesso, dificultando até mesmo o resgate.

O Corpo de Bombeiros foi acionado por volta das 15h30 para atender a uma ocorrência de queda de aeronave. No local, os militares verificaram que o avião de pequeno porte de prefixo PT-ONJ caiu em um curso d’água, em uma região de pedras e de difícil acesso.

Os bombeiros identificaram cinco corpos presos às ferragens, entre eles o da cantora Marília Mendonça. Ela faria um show na noite desta sexta-feira (6) no Parque de Exposições de Caratinga. Além dela, o produtor Henrique Ribeiro e o tio e assessor de Marília, Abicieli Silveira Dias Filho, também morreram e tiveram os corpos retirados da aeronave.

O piloto e o co-piloto, que não tiveram suas identidades reveladas, são as outras vítimas fatais do acidente.

Please follow and like us:
fb-share-icon
Tweet 20
fb-share-icon20