Procurados pela morte de Sidnei Freire de Andrade, que também teve o seu cadáver ocultado pelos assassinos, Naldo Souza Evangelista da Silva, o Dilsinho, e Manoel Missias Andrade de Jesus, o Messias ou Rasta, foram presos, na quinta-feira (17), por investigadores da Delegacia Territorial (DT), de Canudos, em cumprimento a mandados de prisão solicitados pela DT/Jeremoabo, onde o crime ocorreu.
De acordo com o delegado Ailton José de Souza, titular da unidade de Jeremoabo e responsável pelo inquérito que apura a morte de Sidnei, Naldo e Missias contaram com a ajuda de outros dois homens para cometer o crime. Denis Pereira dos Santos e Manoel Andrade de Jesus, o Manel, estão sendo procurados pela polícia.
A companheira de Sidnei, Maria Luzinete Pereira dos Santos é apontada nas investigações como mandante. “Ela está presa desde o dia 21 de março, quando foi flagrada com drogas durante o cumprimento de um mandado de busca e apreensão”, esclareceu o delegado.
Dilsinho e Rasta foram recambiados para a cidade de Jeremoabo, onde foram interrogados pelo delegado Ailton de Souza. A dupla vai responder por homicídio qualificado e ocultação de cadáver e deverá ser encaminhada ao Presídio Regional de Paulo Afonso.

Ascom-PC/Caroline Araújo