Eduardo Bolsonaro acompanhou a delegação brasileira rumo a Israel (foto: Evaristo Sá/AFP)

SÃO PAULO, SP – O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL) voltou a dar declarações depreciativas a mulheres nas redes sociais ao associar, na sexta-feira (4), o acidente na obra da Linha 6 do Metrô de São Paulo ao trabalho de funcionárias da empresa responsável pelo empreendimento, a Acciona.

O vídeo, considerado por muitos como sexista, foi publicado em seu perfil e traz imagens da cratera aberta na Marginal Tietê, intercaladas com entrevistas das profissionais ligadas à construção, em tom irônico.

“‘Procuro sempre contratar mulheres’, mas por qual motivo? Homem é pior engenheiro? Quando a meritocracia dá espaço para uma ideologia sem comprovação científica o resultado não costuma ser o melhor”, escreveu.

O vídeo compartilhado pelo deputado mescla imagens institucionais da Acciona com registros do acidente da última terça-feira (1°). As inserções foram colocadas entre as falas de mulheres de diferentes cargos e funções na empresa, que valorizam os benefícios do empreendimento.

Em reação à publicação, o deputado recebeu uma enxurrada de críticas. Foram mais de duas mil menções ao termo “Bananinha”, como os internautas se referiram a Eduardo. Já deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS), por exemplo, questionou a indicação do 03 para “ser embaixador do Brasil no EUA, sem ter a menor qualificação para desempenhar a função”.