O ginecologista e prefeito do município de Uruburetama (CE), José Hilson de Paiva (PCdoB), 70 anos, foi denunciado por, pelo menos, 63 violações sexuais mediante fraude, o mesmo crime pelo qual responde o médium João de Deus. A denúncia foi divulgada pelo Fantástico, da TV Globo, na noite de domingo (14/07).Em todas as filmagens mostradas, o médico chama as vítimas de “bebê” enquanto eram abusadas.

Conforme o Programa Fantástico, os abusos ocorriam em dois consultórios do médico, sendo um deles na própria casa, onde José Hilson atendia. O outro fica no hospital público da cidade, que tem cerca de 20 mil habitantes.

A revista digital ouviu seis vítimas do médico. Uma delas contou que foi abusada pela primeira vez aos 14 anos e disse só ter voltado a se consultar porque o prefeito também é o único ginecologista da cidade. Outras repetiram uma versão parecida: a de que José Hilson teria abocanhado os seios delas sob o pretexto de identificar se havia secreção nas mamas – que também se repete em praticamente todos os vídeos no qual ele aparece cometendo os abusos.

Veja na íntegra a reportagem do Fantástico: