[De 100 países, Brasil fica em 98º lugar como pior gestão da pandemia, revela estudo]

Um estudo feito por um grupo de reflexão, o Lowy Institute de Sydney, na Austrália chegou à conclusão que a gestão pública brasileira durante a pandemia do novo coronavírus é uma das piores do mundo. Em primeiro lugar ficou a Nova Zelândia, sendo considerada a melhor.

Foram analisados quase 100 países que tiveram como critérios os casos confirmados, número de mortes e a capacidade de detecção da doença. Até esta quarta (27), a Nova Zelândia registrou 2.299 casos de coronavírus e 25 mortes desde o início da pandemia, em comparação ao Brasil que está chegando a quase 9 milhões de pessoas infectadas e cerca de 220 mil mortes.

Ainda na lista, outros países que conseguiram bloquear rapidamente as fronteiras, evitando assim o vírus, foram Vietnã, Taiwan, Tailândia, Chipre, Ruanda, Islândia, Austrália, Letônia e Sri Lanka.

Apesar de a China ter colocado em visibilidade o vírus no final de 2019, o país não está incluído na lista porque não está disponibilizando os dados de diagnósticos para o público. Pequim, de acordo com os estudiosos, tentou manipular a percepção pública sobre a pandemia e provar de alguma forma que seu sistema autoritário é superior aos outros governos, que são democráticos.
Com informações da Época.