.Covid-19: estudo aponta remédio que reduz mortalidade de pacientes graves
Mundo 16.06.2020 10:43
NEWSLETTER

Pesquisadores da Universidade de Oxford compartilharam nesta terça-feira dados preliminares de um estudo que identificou um medicamento anti-inflamatório, disponível no mercado, que ajuda na recuperação de pacientes com Covid-19.

Segundo o estudo, as mortes entre os pacientes em estado mais grave e que precisavam de assistência respiratória foram menores ao longo de um período de quatro semanas entre aqueles que se trataram com a dexametasona, na comparação com os que receberam o tratamento padrão.

“Os resultados preliminares do estudo Recovery são muito claros: o remédio reduz o risco de vida em pacientes com complicações respiratórias graves. A Covid-19 é uma doença global, e é fantástico que o primeiro tratamento que reduz a mortalidade esteja instantaneamente disponível em todo o mundo”, disse Martin Landray, professor de medicina e epidemiologia do Departamento de Saúde da População de Oxford.

Segundo os pesquisadores, os resultados completos serão divulgados em breve. O estudo foi feito com mais de 2 mil pacientes que receberam a dexametasona — comparados a 4,3 mil tratados sem o medicamento.

Para os pacientes que necessitam de respiradores, a mortalidade caiu de 40% para 28%. Entre os que recebem oxigênio, a redução  foi de 25% para 20%. Para pacientes com sintomas mais leves da Covid-19, não houve grande diferença.

“Este é o único medicamento até o momento que demonstrou reduzir a mortalidade de forma significativa. É um grande avanço”, disse o chefe do estudo, Peter Horby, à BBC.