A prisão foi efetuada pelas equipes da Delegacia Especializada de Atendimentoà Mulher da Asa Sul (Deam 1) e da Divisão de Inteligência Policial (Dipo). O crime aconteceu por volta das 9h15, próximo a uma papelaria. Ana Cristina saiu de São Sebastião com destino ao Sudoeste, onde trabalhava como empregada doméstica em um apartamento.

Nas primeiras horas da manhã desta terça-feira (1/2), Marcos entrou em contato com a ex-namorada, com a qual manteve relação de quatro meses, afirmando que mataria a sogra. Segundo as investigações da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), a morte seria uma forma de “concretizar ameaças anteriormente realizadas”.

O namoro do casal era permeado por agressões morais e perseguição. Em junho de 2021, a jovem registrou boletim de ocorrência contra Marcos e fez o pedido das medidas protetivas, solicitação atendida pela Justiça. De acordo com a apuração policial, mesmo intimado acerca da proibição de contato e aproximação, em janeiro deste ano, o autor passou a perseguir a sogra, visto que queria obter contato com a ex-namorada. Em novas ameaças, Marcos disse que mataria a ex-sogra e a ex-namorada ou qualquer familiar que encontrasse.

Crime

A caminho do trabalho, Ana Crisitina ligou para a filha durante a manhã e informou que estava indo em direção ao trabalho e que havia encontrado com o autor no ônibus. Ela temia a reação dele. Segundo a PCDF, minutos depois, o homem ligou para a ex-namorada afirmando que havia concretizado as ameaças.O feminicídio foi registrado por imagens do circuito interno de segurança.