650 mil maços de cigarros foram apreendidos na madrugada de hoje (04), no compartimento de carga de dois caminhões.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os flagrantes ocorreram durante fiscalização em trechos da BR-116, em Jequié e Milagres. Duas pessoas foram presas.

Por volta das 3h30, em frente a unidade operacional de Jequié (Km 677 – BR 116), os policiais abordaram um caminhão Scania, emplacado no Rio de Janeiro.

Foram solicitados os documentos de porte obrigatório e a nota fiscal da carga. O motorista disse que estava carregado com cigarros, porém não portava a documentação da mercadoria.

Ao vistoriar o compartimento de carga, os PRFs encontraram cerca de 375 mil maços de cigarros paraguaios, avaliados em 1.875.000 milhões.

O motorista de 30 anos informou que recebeu a carga em São Paulo e ganharia 3.500 reais para levar a mercadoria contrabandeada até a cidade de Fortaleza (CE). Ele foi preso em flagrante. A pena base para o crime de contrabando e descaminho varia de 2 a 5 anos de reclusão.

Já por volta das 5h30, em Milagres, os policiais rodoviários federais realizavam ações de combate ao crime, quando deram ordem de parada a uma carreta VW/24.280, conduzida por um homem de 34 anos.

O motorista apresentou informações desencontradas, o que levou a equipe a aprofundar a vistoria no conjunto.

Em revista ao compartimento de carga, os policiais encontraram as caixas de cigarro, de origem estrangeira, totalizando 300.000 maços de cigarros. Essa apreensão deu um prejuízo de R$ 1,5 mi no crime organizado.

O caminhoneiro relatou que a carga foi embarcada em Divinópolis (MG) e teria como destino a cidade pernambucana de Garanhuns. Disse ainda que recebeu 5.000 reais pelo serviço.

O homem foi preso pelo crime de contrabando e apresentado a autoridade policial com todo material do crime na Delegacia de Polícia Judiciária.