A Polícia Civil decidiu abrir um processo administrativo-disciplinar contra o policial de iniciais R.A.D.S.F., acusado de ter abusado sexualmente de uma adolescente indígena e outra jovem também menor de idade enquanto as duas estavam apreendidas e custodiadas em uma das celas da delegacia de polícia do município de Epitaciolândia.

O crime considerado hediondo e que se provado configura as transgressões disciplinares, é punível com a pena de demissão, a bem do serviço público.

O processo administrativo terá um prazo regular para instrução será de 60 dias prorrogáveis por igual prazo.

Please follow and like us:
fb-share-icon
Tweet 20
fb-share-icon20