BRASIL –  Um vídeo flagrou o momento que um homem corre algemado a uma moto de um policial militar. As imagens ganharam repercussão na internet e o caso foi considerado crime de tortura, racismo e abuso de autoridade, por se tratar de um jovem negro.

O caso ocorreu por volta das 15h, da última terça-feira (30) na Avenida Professor Luiz Ignácio de Anhaia Mello, na região da Vila Prudente, Zona Leste de São Paulo.

O vídeo foi gravado por pessoas que estavam dentro de um veículo e que depois compartilharam as imagens na internet. A gravação viralizou e repercutiu na web provocando críticas e reações de quem a assistiu.

Nas imagens é possível ver o homem de calça preta e camiseta de manga comprida, correndo atrás de uma moto conduzida por um policial militar em São Paulo. Ele está algemado e as algemas estão presas ao baú da motocicleta.

O homem corre para conseguir acompanhar a moto do PM, que avança por meio da faixa de ciclistas de uma avenida.

Em um determinado momento do vídeo, é possível escutar um outro homem não identificado dizendo: “Olha aí, ele algemou e está andando igual um escravo”.

Por meio de nota, a Polícia Militar (PM) informou que abriu um Inquérito Policial Militar (IPM) para apurar o caso e que “repudia tal ato”.

“A Polícia Militar, imediatamente após tomar ciência das imagens, determinou a instauração de um inquérito policial militar para apuração da conduta do referido policial e o seu afastamento do serviço operacional. A Polícia Militar repudia tal ato e reafirma o seu compromisso de proteger as pessoas, combater o crime e respeitar as leis, sendo implacável contra pontuais desvios de conduta”, informou o comunicado da corporação.