11 dos 12 mortos na maior tragédia rodoviária de Eunápolis já foram identificados. O acidente ocorreu na noite de quarta-feira (29) na BR-101, trecho do distrito de Mundo Novo. Um dos vagões da carreta bitrem que levava toras de eucalipto se soltou e atingiu um ônibus com 33 pessoas e uma van com duas.

Entre os mortos estão duas crianças, Samiri dos Santos do Nascimento, de 1 ano e oito meses, e Safira dos Santos do Nascimento, 10 anos. Elas estavam com a mãe, Ana Aline dos Santos, 25 anos, que também morreu. Ana Aline era de Ibicaraí e estava vindo para Eunápolis, onde iria trabalhar temporariamente de repositora em um supermercado.

Também morreram o motorista do ônibus, Leandro Assunção, e o condutor da van, Douglas Santos. Além deles, um médico chamado Carlos Alberto, além de Luciene e Fátima Maria vieram a óbito.

O motorista da carreta fugiu do local do acidente, já foi identificado. Diógenes Nery de Jesus, 38 anos deve se apresentar à polícia na sexta-feira (1º). Segundo apurou a reportagem do RADAR 64, o veículo estava licenciado em nome de uma pessoa física e transportava madeira para uma carvoaria no Sudoeste da Bahia.