Em Riacho de Santana, o professor e presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, Reginaldo da Silva, denunciou que a esposa de um vereador da cidade, está contratada como auxiliar de serviços gerais na prefeitura, porém não atua no cargo. Ao site Achei Sudoeste, o professor disse que, além de servidores fantasmas, há diversas outras irregularidades no município. “É uma situação que causa revolta porque a gente vê como o município está no descaso total e entendemos o porquê. As instituições servem de cabide de emprego e incha a folha. São pessoas que nunca trabalharam no Município e estão recebendo”, apontou. O sindicalista denunciou ainda a prática da famosa rachadinha na prefeitura local, administrada pelo prefeito Tito Eugênio Cardoso de Castro (PP). Trata-se de uma transferência de parte ou de todo salário do servidor a partir de um acordo anteriormente estabelecido. Segundo Silva, a lista de servidores envolvidos em rachadinha na cidade é grande, de acordo com levantamento feito pelo sindicato. “Todos os outros direitos dos servidores, ele [o prefeito] acaba não concedendo em virtude disso. Essa prática não está correta, queremos punição”, afirmou. Os casos já foram encaminhados ao conhecimento da Câmara de Vereadores e à Justiça. A reportagem do Sudoeste Digital tenta contato com a Prefeitura e Câmara Municipal do município

Compartilhe: