Atualmente cerca de 500 vans atuam clandestinamente em Conquista

Sem ser solucionada, a crise do transporte público em Vitória da Conquista continua sendo a principal pauta dos meios de comunicação da cidade. Diante a situação que se agrava a cada dia mais, e das declarações do prefeito Herzem Gusmão (MDB) que continua transferindo a culpa do problema do transporte para a gestão passada, o respeitado radialista Deusdete Dias foi direto no seu recado e disparou: “Eu vou dizer: o prefeito tem culpa sim, e ele está consciente disso”.

Durante o editorial desta segunda-feira (6) do Programa Redação Brasil, na Brasil FM, Deusdete detalhou como funciona a planilha de custos das empresas de ônibus e destacou que na licitação há a garantia do número de passageiro/mês. No entanto, em Conquista, devido a atuação sem regulamentação de vans e de carros por aplicativos e particulares, o contrato não está sendo cumprido, gerando prejuízos às empresas. No ano passado, a Viação Vitória declarou falência abandonando o lote 1. A empresa Cidade Verde assumiu de forma emergencial o lote, mas ontem (5) anunciou que também o deixará, fato que irá gerar cerca de 300 demissões.

Segundo o radialista, enquanto a situação se agrava, Herzem continua dizendo que “a culpa é de Guilherme”, “a culpa é do PT”, “ a culpa é da Cidade Verde”. “E a prefeitura não tem culpa?”, indagou Deusdete. “Eu vou dizer: o prefeito tem culpa sim, e ele está consciente disso”, afirmou. “Ele costuma falar muito o nome de Deus. Deus onipresente sabe do que estamos falando. Quando era radialista, o prefeito dizia que iria regulamentar as vans. Está chegando no final do terceiro ano de mandato e ainda não regulamentou”, completou.

Deusdete também comentou sobre a afirmação de Herzem que há empresas de ônibus querendo vir para Conquista. “Eu queria muito acreditar nisso. Como uma empresa vai vir para cidade sem saber o número de vans que circulam? Não pode prender ou fiscalizar, dizer quem está certo ou errado porque não tem regulamentação”, apontou.

O radialista também ironizou a postura do prefeito ao receber críticas. “Ah, porque você é petista. Você tem raiva de mim. Só estamos pedindo uma coisa simples: mande o projeto de regulamentação das vans amanha mesmo para a Câmara de vereadores aprovar”, disparou.