Foto: Divulgação / PF

Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta terça-feira (20) uma operação contra fraudes no programa de seguro-desemprego em Feira de Santana. Dois mandados de busca e apreensão são cumpridos em Feira, como também em Petrolina (PE).

Segundo a PF, uma apuração constatou a abertura de empresas na Junta Comercial da Bahia com o uso de documentos falsos. O objetivo da criação delas era registrar falsos vínculos empregatícios para possibilitar o recebimento de seguro-desemprego.

Ao todo, segundo a investigação, os fraudadores fizeram 59 requerimentos de seguro-desemprego para trabalhadores fictícios, causando um prejuízo de R$ 230,9 mil aos cofres públicos. Ainda segundo a PF, os acusados conseguiram em Feira de Santana certificados digitais com o uso de documentos falsos, e com a utilização deste equipamento, faziam as transmissões dos requerimentos do seguro-desemprego.

A operação foi denominada de Alarife. Os investigados irão responder pelos crimes de associação criminosa e estelionato.