Falhas de segurança e vazamento de dados (infelizmente) viraram commodities no noticiário de tecnologia de todo o mundo. Particularmente por aqui, quanto mais o Brasil se aproxima da entrada em vigor da LGPD – a Lei Geral de Proteção de Dados -, mais se percebe que o país está anos-luz de estar preparado para lidar com dados pessoais de forma segura. Se não bastasse, para piorar o cenário, o problema se repete tanto em instituições públicas quanto privadas. O problema não é generalizado, longe disso, mas é muito pior do que se imagina.

Desta vez, a falha está no portal de uma das principais empresas de telefonia do país, a Vivo. Nesta segunda-feira, de acordo com uma denúncia exclusiva do grupo de pesquisadores “WhiteHat Brasil” – o mesmo que informou ao Olhar Digital em primeira mão sobre o vazamento de dados de 70 milhões de brasileiros no site do Detran do Rio Grande do Norte – uma brecha grave de segurança no sistema da Vivo deixa exposto os dados de pelo menos 24 milhões de clientes da operadora.