WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

prefeitura de pocoes



agosto 2021
D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  


cobra produtora marcus solla acougues angelica fabricio

:: 2/ago/2021 . 14:51

Colégio Estadual Dr. Roberto Santos publica edital para aquisição de gêneros alimentícios da Agricultura Familiar

Jair Bolsonaro usa vídeos antigos da internet e fake news como ‘prova’ de fraude na urna

As “provas” de fraude nas urnas eletrônicas que o presidente Jair Bolsonaro prometeu apresentar, nesta quinta-feira, 29, foram uma mistura de fake news, vídeos descontextualizados que circulam há anos na internet e análises enviesadas sobre números oficiais da apuração dos votos.

Na transmissão semanal feita para as redes sociais, Bolsonaro e um “analista de inteligência” levado por ele para exibir vídeos e recortes não apresentaram nenhuma prova de que os resultados de 2014 ou 2018 poderiam ter sido fraudados.

Bolsonaro dedicou os primeiros 40 minutos da live para atacar adversários petistas e o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, com perguntas retóricas e ventilar teorias conspiratórias.

“É justo quem tirou Lula da cadeia, quem o tornou elegível, ser o mesmo que vai contar o voto numa sala secreta no TSE?”, perguntou.

Quando o analista prosseguiu à apresentação das supostas provas, a primeira “denúncia” foi um vídeo amplamente desmentido por serviços de checagem que circula na internet desde 2018.

Na gravação, um homem se apresenta como desenvolvedor de sistemas e apresenta um “simulador simplificado da urna eletrônica”. O programa que ele mostra no computador não guarda qualquer relação com o sistema usado pelo TSE desde 1996 e aperfeiçoado periodicamente.

A transmissão também usa vídeos aleatórios de apoiadores, em 2018, dizendo que as urnas não aceitavam o número que identificava Jair Bolsonaro. Na live, Bolsonaro não apresentou locais em que os casos teriam acontecido, tampouco se os casos foram devidamente apurados.

Outra estratégia do presidente foi lançar dúvidas sobre o ritmo da apuração dos votos de 2018 nas diferentes regiões do País. Segundo essa teoria, o ritmo dos votos que recebeu não poderiam sofrer alterações a partir do momento em que 53% das urnas estavam apuradas.

A alegação não faz sentido. A contabilização dos votos não é distribuída de maneira uniforme durante a apuração. Na live, Bolsonaro apresentou vídeos editados de analistas comentando a apuração dos votos.

O “analista” escalado por Bolsonaro também fez menção expressa a uma denúncia protocolada no TSE ainda em outubro de 2018 segundo a qual números apresentados no mesmo horário pelo TSE e pela GloboNews seriam diferentes. A Justiça Eleitoral já reiterou inúmeras vezes que as divergências se deram apenas por causa da velocidade da distribuição dos resultados para as emissoras de TV.

Fonte: ESTADÃO

A Patrulha Solidária aproxima a comunidade carente da Policia Militar em Vitória da Conquista

A Polícia Militar da Bahia vem desenvolvendo diversos programas sociais, ao longo dos anos, e em Vitória da Conquista não é diferente. O Comando de Policiamento da Região Sudoeste do (CPRSO), que completou 50 anos no último dia 2 de julho, realiza ações humanitárias por meio da Patrulha Solidária, com o objetivo de promover a aproximação entre a Polícia Militar e a comunidade Conquistense.

De acordo com a coordenadora da Patrulha Solidária, tenente Maria Alice de Santana, as ações do projeto despertam valores como responsabilidade social e solidariedade, além de oferecer bens e serviços para pessoas em estado de vulnerabilidade. “A patrulha solidária tem desenvolvido diversas ações a partir do comando da região Sudoeste, nós temos atendido mais de 5 mil famílias em toda região, são diversas ações que envolvem diversos públicos em extrema vulnerabilidade social, idosos, Lgbt’s, temos também uma ação voltada para o público que vive em situação de rua. Acolhemos bebês ainda no ventre das mães oferecendo enxovais, cestas básicas, inclusive atendimento médico. Nos redutos quilombolas distribuímos cestas, cobertores, e mantas confeccionadas pela própria patrulha. No centro da cidade ofertamos o banho solidário, janta, além de roupas e cobertores” explica a coordenadora”

No início desta semana, o projeto foi realizado em diversas localidades, com o apoio de parceiros que contribuem com doações de alimentos, roupas, calçados, brinquedos, enxovais infantis, cobertores, e serviços à comunidade.

O comandante do CPRSO, coronel Ivanildo Silva, reforçou que, na região, já existe uma cultura de acolher os menos favorecidos. “Hoje o projeto tem diversas atividades para atendimento, principalmente, das pessoas mais necessitadas da nossa cidade, atendendo todos os bairros carentes, inclusive na zona rural”, explicou.

Luna Ravena é uma das alunas do Projeto Figueira, que oferece, em parceria com a PM, cursos de cabeleireiro e depilação para a profissionalização. Luna garante que o projeto abre portas. “Pessoas como eu vão poder mostrar a capacidade profissional. Além de sairmos da escuridão, nós estaremos aptas para entrar em lugares que antes não podíamos”.

Na ação ‘Amiguinhos da PM’, seis crianças de famílias vulneráveis, nascidas durante a pandemia do novo coronavírus, e assistidas desde a gestação, ganharam, na última quarta-feira (28), uma festa de aniversário para celebrar o primeiro aninho de vida. No evento realizado na sede do Comando de Policiamento, teve bolo, doces, decoração temática produzida por uma empresa parceira da unidade, pula-pula, carrinhos, e presentes para os aniversariantes. O cabo PM Pessoa foi o responsável por animar as crianças tocando violão e cantando músicas infantis. A mamãe Andréia Souza Santos agradeceu. “A polícia deu todo o enxoval e apoio durante o meu parto, e continua atendendo as necessidades do meu bebê”.

Na ação de banho solidário, os moradores de rua de Vitória da Conquista recebem toalha limpa, sabonete, shampoo, condicionador e roupas limpas para a troca após o banho de água quente. Há também a distribuição de sopa, cuscuz, mingau, pão e água mineral, garantindo uma refeição noturna completa. Brenda Santos Oliveira recebeu serviço completo, no banho solidário, na noite fria de quarta-feira (28). “Tomei um banho quentinho, lavei meus cabelos, recebi alimentação e ainda pude passar pela médica que me receitou remédios para eu pegar de graça no posto. Estou muito feliz. Obrigada por vocês se preocuparem com as pessoas que vivem nas ruas”, agradeceu.

Seis em cada dez municípios baianos têm localidades quilombolas (245 cidades dos 417 municípios da Bahia), e Vitória da Conquista lidera a lista, com 28 quilombos. Na ação “Quilombo”, no território quilombola de Lagoa de Maria Clemência, o projeto Raízes do Sertão dá apoio à Patrulha, no sentido de organizar, cadastrar e mobilizar recursos para que os moradores recebam benefícios, cestas básicas, cobertores e mantas distribuídas pela Polícia, para amenizar a fome e o frio de quase 12ºC que está fazendo na região, neste inverno. São mais de 600 famílias beneficiados na comunidade. Dona Maria Antônia, residente do povoado, recebeu na quinta- feira (29) o kit com alimentos e cobertor. “Hoje, eu tenho o que colocar na mesa e à noite a barriga e o corpo vão estar aquecidos, parabéns por vocês realizarem esse trabalho”.

Nos bairros periféricos da cidade, a Patrulha Solidária distribuiu, ainda, cestas básicas, cobertores dorme bem, mantas produzidas pela própria corporação, e para as crianças chinelos e máscaras novas, e ainda corte de cabelo, fruto de parceria com barbearia da cidade.

Ações do programa Patrulha Solidária

Amiguinhos da PM: acolhe mulheres grávidas com enxoval, berço e acompanha o crescimento do bebê pós parto. Atualmente 15 bebês já nasceram e foram acolhidos.

Doe quilos de amor: mais de 19000 cestas básicas já foram entregues.

Transforme amor em calor- 350 agasalhos confeccionados pela própria Patrulha Solidária. 2.900 cobertores e 11.660 máscaras.

Casinhas solidárias: 20 “casinhas solidárias” com comedouros e bebedouros para abrigar os animais que vivem na rua e os que habitam em casas cujas famílias, em razão da pandemia, não estão tendo como alimentar os animais.

Bairro Solidário: Famílias com melhores condições doam móveis. 100 móveis já doados.

Projeto Banho Solidário: acolhe pessoas em situação de rua com banho quente, alimentos, roupas e cobertores.

PM mão Amiga: ação junto ao público LGBT.

Valorizando gerações: Ações desenvolvidas com os idosos que vivem em abrigos: cantatas, festejos juninos, entrega de alimentos, remédios e roupas.

Projeto Empresa Solidária: Parceria com empresas para entrega de cestas básicas.

De pés calçados – Mais esperança para os meus passos: até o momento 550 calçados foram arrecadados e serão entregues às crianças e adolescentes em vulnerabilidade social.

Profissionalização de Mulheres e do público LGBT que vivem em vulnerabilidade social, parceria com o Projeto Figueiras – ofertas de vagas para o curso de cabeleireiro e depilação. Projetos em andamento para o Corte/Costura. A Patrulha Solidária já recebeu doações de máquinas.

Projeto Pezinho de Ouro- Em parceria com Dr. Victor Hugo e outros segmentos sociais.

Pão Solidário – Parceria realizada com as padarias com vistas à doação de pães para as famílias acompanhadas, as entregas são semanais. Média de entrega de 200 pães por semana.

Crianças no Quartel – Construindo laços e fortalecendo vínculos visitas das crianças às Unidades da PM com o objetivo de conhecer a missão dos Policiais Militares.

Quilombos – Acolhimento da população remanescente de Quilombos. As comunidades, durante a pandemia, são acolhidas com roupas, alimentos, cobertores, material escolar e brinquedos para as crianças.

Repórter: Leiliane Fláu
Fotos: Camila Souza/ GOVBA



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia