O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski deu um prazo a partir deste domingo, de 48 horas ao governo federal e o ministro da saúde Eduardo Pazuello para que informe a data de inicio e término do plano de vacinação da população contra a Covid-19. 

O ministro do Supremo também endereçou o despacho a Advocacia-Geral da União (AGU) onde a o site da Istoé teve acesso ao material que diz, “Intime-se o Senhor Ministro de Estado da Saúde para que esclareça, em 48 (quarenta e oito) horas, qual a previsão de início e término do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid – 19, inclusive de suas distintas fases”.

Ainda informou o portal da Istoé que o ministro Lewandowski é relator de ações em que partidos políticos pedem que o Supremo obrigue o governo federal a divulgar um plano de vacinação. Como plano foi entregue pelo Planalto, o STF retirou da pauta o julgamento das ações, que deveria acontecer na quinta-feira (17). A retirada foi feita neste domingo pelo presidente do STF, o ministro Luiz Fux, a pedido de Lewandowski.