WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia




setembro 2020
D S T Q Q S S
« ago    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  





cobra produtora hadassa marcus solla acougues angelica fabricio


TSE amplia horário de votação em uma hora; eleitores irão às urnas das 7h às 17h

TSE amplia horário de votação em uma hora; eleitores irão às urnas das 7h às 17h

Foto: Reprodução / TSE

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, decidiu ampliar o horário de votação nas eleições municipais de 2020 em uma hora por causa da pandemia da Covid-19.

 

O horário será das 7h às 17h (considerando o horário local) no primeiro turno, marcado para o dia 15 de novembro. Onde for necessário, esse horário também vai valer para o segundo turno, no dia 29 de novembro, segundo o G1.

 

O horário de votação de 7h às 10h será preferencial para pessoas acima de 60 anos, que fazem parte do grupo de risco para o coronavírus.

 

A decisão foi tomada por Barroso na noite de quinta-feira (27). A intenção, diz o TSE, é garantir mais tempo para que eleitores votem com segurança, além de tentar reduzir a possibilidade de aglomeração nos locais de votação.

 

O horário foi definido após análise de estatísticos do tribunal e avaliação de uma consultoria técnica, formada por especialistas do Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa), Insper e Universidade de São Paulo (USP).

 

O TSE também recebeu orientação de consultoria sanitária formada pela Fiocruz, Hospital Sírio Libanês e Hospital Albert Einstein. Barroso afirmou que a antecipação do início da votação para 7h – em lugar da extensão para 18 h — atende pleito dos tribunais regionais eleitorais (TREs).

 

“Após ouvirmos os presidentes de tribunais regionais eleitorais e os respectivos diretores-gerais, ficou decidido, por unanimidade, que este horário será de 7 horas da manhã às 17 horas. Não foi possível estender para mais tarde do que isso porque, em muitas partes do Brasil, depois dessa hora, há dificuldade de transporte e há problemas de violência”, disse.

 

Segundo o ministro, o TSE adotará “todas as medidas possíveis e razoáveis” para garantir a segurança dos eleitores e mesários no dia da votação.

 

Um grupo de empresas e de entidades de classe doará equipamentos de proteção individual, como máscaras, protetores faciais (face shiels) e álcool em gel e spray para quem trabalhar na eleição, além de álcool em gel para eleitores.

 

“Nós estamos fazendo todo o possível para conciliar, na maior medida, a saúde pública da população com as demandas da democracia. É votando nas eleições municipais que você define o destino da sua cidade e, em última análise, os rumos do Brasil. Vote consciente”, afirmou o presidente do TSE.

Bolsonaro diz que não apoiará candidatos a prefeito no 1º turno das eleições

Bolsonaro diz que não apoiará candidatos a prefeito no 1º turno das eleições

Foto: Reprodução / Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta sexta-feira (28) que decidiu não apoiar nenhum candidato a prefeito no primeiro turno das eleições municipais deste ano.

Em mensagem nas redes sociais, o presidente desejou sorte tanto aos eleitores como aos postulantes e acrescentou que não se filiará a nenhum partido neste ano.

“Decidi não participar, no primeiro turno, nas eleições para prefeitos em todo o Brasil. Tenho muito trabalho na Presidência da República e, tal atividade, tomaria todo meu tempo em um momento de pandemia e retomada da nossa economia”, ressaltou.

Na quarta-feira (26), o presidente se reuniu com deputados aliados do PSL para discutir a sua volta à legenda. No encontro, no entanto, ele disse que só tomará uma decisão no próximo ano, caso não seja possível viabilizar a criação da Aliança pelo Brasil.

“Em comum acordo, tenho conversado com três partidos para o caso de não se concretizar a tempo o Aliança pelo Brasil. Nessa segunda hipótese, de ambos os lados, se impõe condições para essa filiação. Isso também decidi que somente poderia acontecer em 2021”, disse.

Além do PSL, o presidente avalia ingressar no PTB, do ex-deputado Roberto Jefferson, ou no Republicanos, partido em que estão filiados seus filhos Flávio e Carlos.

Na reunião com o PSL, o presidente disse, segundo parlamentares presentes, que só irá retornar à legenda se forem afastados desafetos políticos, como os deputados federais Joice Hasselmann (SP) e Delegado Waldir (GO).

Suspeito de chefiar quadrilha de roubo de carros morre em confronto com a polícia em Salvador Caso aconteceu durante ação para prender homem, na quinta-feira (27), no bairro do Lobato.

Armas, capas de coletes balísticos e drogas foram apreendidos na ação — Foto: Polícia Civil/ Divulgação

Armas, capas de coletes balísticos e drogas foram apreendidos na ação — Foto: Polícia Civil/ Divulgação

Um homem suspeito de chefiar uma quadrilha de roubo de carros morreu após um confronto com policiais civis, no bairro do Lobato, no subúrbio de Salvador. O caso aconteceu na quinta-feira (27). Um comparsa do homem foi preso em flagrante com um revólver calibre 38 e seis munições.

De acordo com a Polícia Civil, o caso aconteceu durante uma operação que envolveu policiais do Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP) e da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos (DRFRV), para cumprimento de mandado de prisão preventiva contra o suspeito, que não teve o nome divulgado.

Segundo a polícia, na abordagem, o suspeito resistiu à prisão e trocou tiros com os agentes. Ele chegou a ser socorrido para uma unidade de saúde, mas não resistiu aos ferimentos.

A polícia informou que a quadrilha era responsável por roubos de veículos em bairros de Salvador e Lauro de Freitas, na região metropolitana, como Stella Maris, Vilas do Atlântico e Itinga.

Na ação, foram apreendidos com a dupla, um carro com restrição de roubo e placa clonada, além de outra arma e 20 munições, também calibre 38, duas capas de coletes antibalísticos, 25 trouxas de maconha e uma balança de precisão.

O homem preso foi autuado em flagrante e encaminhado para exames de lesões corporais.

Médico é indiciado por estupro contra criança de 10 anos na Bahia Caso foi registrado na delegacia de Santa Inês, cidade do sul do estado. Homem já prestou depoimento, entretanto não há informações sobre o que ele disse à polícia.

Médico é indiciado por estupro contra criança de 10 anos na Bahia — Foto: Getty Images

Médico é indiciado por estupro contra criança de 10 anos na Bahia — Foto: Getty Images

Um médico foi indiciado por estupro contra uma criança de 10 anos, na cidade de Santa Inês, no sul da Bahia. De acordo com a Polícia Civil, o registro da ocorrência na delegacia da cidade ocorreu no dia 17 de agosto. O inquérito foi concluído na quinta-feira (27) e encaminhado para a Justiça da Bahia.

No registro da ocorrência na delegacia, foi notificado um estupro de vulnerável que teve como autor um médico que reside na cidade.

Após o registro, a polícia pediu perícia do abuso da criança, tomou o depoimentos da vítima e de testemunhas e interrogou o médico. Não há informações sobre se o homem chegou a ser preso, nem o teor dos depoimentos.

De acordo com o artigo 217-A do Código Penal, que embasa o indiciamento do médico, a pessoa que mantiver relação sexual ou praticar outro ato libidinoso com menor de 14 anos incorrerá na prática do crime de estupro. A pena prevista para o crime é de oito a 15 anos de prisão, independente de ter agido com culpa ou dolo.

Polícia encontra R$ 4,8 mil, drogas e armas enterrados no bairro de Pau da Lima; um homem foi detido De acordo com a SSP-BA, esconderijo em Salvador pertencia a facção envolvida com tráfico, homicídios e roubos.

Drogas, armas e dinheiro são descobertos pela polícia no bairro de Pau da Lima — Foto: Foto: Divulgação SSP-BA

Drogas, armas e dinheiro são descobertos pela polícia no bairro de Pau da Lima — Foto: Foto: Divulgação SSP-BA

A polícia encontrou R$ 4,8 mil, drogas e armas enterrados em um terreno do bairro de Pau da Lima, em Salvador, na manhã desta sexta-feira (28). De acordo com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), o esconderijo pertencia a uma facção envolvida com tráfico de drogas, homicídios e roubos. Um homem foi detido na ação.

Ainda segundo a SSP-BA, após denúncias e trabalho de inteliugência, investigadores da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (DTE/Salvador) e o Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) foram até a localidade conhecida como Travessa Railda, nas proximidades da Avenida Gal Costa.

No local, as equipes encontraram um terreno de terra mexida, que chamou a atenção dos policiais. Após escavações, foram encontrados enterrados um revólver calibre 38, munições, 612 pinos de cocaína e 73 porções de maconha, além dos R$ 4,8 mil.

Filho adotivo revela que mantinha relações sexuais com Flordelis

Um filho adotivo da deputada federal Flordelis, acusada de mandar matar o marido, afirmou em depoimento que a deputada visitava seu quarto para fazer sexo com ele. Disse ainda que ela oferecia filhas adotivas para transar com pastores estrangeiros que visitavam a casa no Rio Comprido, no Rio de Janeiro.

O ato seria uma “forma de recepção”. O homem saiu da casa no ano 2000, após se casar. As informações foram relevadas pelo Jornal das Dez, da GloboNews, na quarta-feira (26).

(Foto: Reprodução/GloboNews)

Nesta quinta-feira (27), um áudio que circula na internet mostra Flordelis convocando fiéis para um culto. Ela é pastora de uma igreja evangélica na região metropolitana do Rio de Janeiro.

“A paz do Senhor, pessoal! Hoje eu quero todo mundo no culto, tá bom? Hoje, Piratininga, o culto permanece. Nada é permanente. Tudo vai passar. Já já tudo vai ser esclarecido”, diz ela na mensagem que circulou nas redes sociais nesta quinta-feira (27). As informações são da TV Globo.

O caso Flordelis 
O inquérito da Polícia Civil que investiga o assassinato do pastor Anderson do Carmo concluiu que a mandante do crime foi a esposa dele, a deputada federal Flordelis.

De acordo com o delegado Allan Duarte, titular da Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Maricá (DHNSGI), no Estado do Rio de Janeiro, na primeira fase da investigação foi identificado como executor o filho biológico da deputada, Flávio dos Santos Rodrigues.

O filho adotivo do casal, Lucas César dos Santos, foi apontado como a pessoa que comprou a arma utilizada no assassinato.

Na segunda fase da apuração, ainda segundo o delegado, novas provas e ações de inteligência constataram que Flordelis foi a mandante do homicídio. A investigação aponta como motivação principal a disputa de poder entre o casal e a emancipação financeira dela.

Flordelis foi indiciada pelo crime de homicídio triplamente qualificado, tentativa de homicídio, falsidade ideológica, uso de documento falso e organização criminosa majorada. Cópia do inquérito será encaminhado à Câmara dos Deputados para a adoção de medidas administrativas.

O pastor Anderson do Carmo foi assassinado no dia 16 de junho do ano passado, dentro da própria casa, no bairro Badu, em Niterói. Na ocasião, Flordelis relatou que o pastor teria sido morto durante um assalto, após o casal ter sido seguido por elementos suspeitos em uma moto.

Flordelis não foi presa por causa da imunidade parlamentar. Ela foi suspensa do Partido Social Democrático (PSD). Uma série de suspeitas que envolve sexo, rituais e hierarquia familiar foram levantadas após o caso vir à tona.

STJ afasta Witzel do cargo por suspeitas de irregularidades na saúde; vice é alvo de buscas

Witzel se tornou governador do Rio como esperança no combate à corrupção; veja históricoSTJ afasta governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC); PF prende Pastor Everaldo

Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou, nesta sexta-feira (28), o afastamento imediato, inicialmente por seis meses, do governador Wilson Witzel (PSC) do cargo por irregularidades na saúde. O vice-governador, Cláudio Castro – que assume o cargo é alvo de mandado de busca.

O afastamento é uma das decisões da Operação Tris in Idem, que até a última atualização desta reportagem tinha prendido cinco pessoas — uma delas é o Pastor Everaldo.

A decisão ainda proíbe o acesso de Witzel às dependências do governo do estado e a sua comunicação com funcionários e utilização dos serviços.

O governador e outras oito pessoas, incluindo a primeira-dama Helena Witzel, também foram denunciados pela Procuradoria-Geral da República (PGR) por corrupção.

As diligências foram autorizadas pelo ministro Benedito Gonçalves. A PGR pediu a prisão de Witzel, mas o STJ negou.

“O grupo criminoso agiu e continua agindo, desviando e lavando recursos em plena pandemia da Covid-19, sacrificando a saúde e mesmo a vida de milhares de pessoas, em total desprezo com o senso mínimo de humanidade e dignidade“, destacou o ministro do STJ na decisão.

A defesa de Witzel disse que “recebe com grande surpresa a decisão de afastamento do cargo, tomada de forma monocrática e com tamanha gravidade”.

“Os advogados aguardam o acesso ao conteúdo da decisão para tomar as medidas cabíveis”, diz a nota.

PGR chegou a pedir prisão de Witzel, mas STJ só autorizou o afastamento do governadorPGR chegou a pedir prisão de Witzel, mas STJ só autorizou o afastamento do governador

Pastor Everaldo preso

Pastor Everaldo, presidente nacional do PSC, foi preso na operação. O pastor foi candidato à Presidência da República em 2014 e também ao Senado em 2018.

Em nota, a defesa dele declarou que “o pastor sempre esteve à disposição de todas as autoridades e reitera sua confiança na Justiça”.

Pastor Everaldo é levado para a sede da Polícia Federal

Pastor Everaldo é levado para a sede da Polícia Federal

No total, são 17 mandados de prisão, sendo seis preventivas e 11 temporárias, e 72 de busca e apreensão.

Mandados de prisão confirmados:

  • Pastor Everaldo, presidente do PSC (preso);
  • Lucas Tristão, ex-secretário de Desenvolvimento Econômico;
  • Sebastião Gothardo Netto, médico e ex-prefeito de Volta Redonda (preso);
  • Filipe de Almeida Pereira, filho do pastor Everaldo (preso);
  • Alessandro Duarte, empresário (preso);
  • Cassiano Luiz, empresário (preso).

Mandados de busca e apreensão confirmados:

  • contra a primeira-dama, Helena Witzel, no Palácio Laranjeiras;
  • contra Cláudio Castro, vice-governador;
  • contra André Ceciliano (PT), presidente da Assembleia Legislativa (Alerj);
  • contra o desembargador do Trabalho Marcos Pinto da Cruz.

Os mandados estão sendo cumpridos também em outros endereços nos estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo, São Paulo, Minas Gerais, Alagoas, Sergipe, Piauí e no Distrito Federal.

Pastor Everaldo Dias Pereira Presidente do Partido PSC foi preso na manha desta sexta-feira (28/08), em operacao Placebo da Policia Federal, no Rio de Janeiro. O STJ afastou do cargo o Governador Wilson Witzel, por irregularidades na Secretaria de Saude no estado. 28/08/2020 - Foto:  — Foto: Adriano Ishibashi/Framephoto/Estadão Conteúdo

Pastor Everaldo Dias Pereira Presidente do Partido PSC foi preso na manha desta sexta-feira (28/08), em operacao Placebo da Policia Federal, no Rio de Janeiro. O STJ afastou do cargo o Governador Wilson Witzel, por irregularidades na Secretaria de Saude no estado. 28/08/2020 – Foto: — Foto: Adriano Ishibashi/Framephoto/Estadão Conteúdo

Witzel se tornou governador do Rio como esperança no combate à corrupção; veja histórico

Nove denunciados

A Procuradoria-Geral da República denunciou Witzel e mais oito pessoas por corrupção.

A acusação leva em conta pagamentos efetuados por empresas ligadas ao empresário Mário Peixoto ao escritório de advocacia de Helena Witzel, mulher do governador.

Também são objeto da denúncia pagamentos feitos por empresa da família de Gothardo Lopes Netto, médico e ex-prefeito de Volta Redonda, ao escritório da primeira-dama.

Conforme consta da acusação encaminhada ao STJ, a contratação do escritório de advocacia consistiu em artifício para permitir a transferência indireta de valores de Mário Peixoto e Gothardo Lopes Netto para Wilson Witzel.

Denunciados:

  1. Wilson Witzel
  2. Helena Witzel
  3. Lucas Tristão
  4. Mário Peixoto
  5. Alessandro Duarte
  6. Cassiano Luiz
  7. Juan Elias Neves de Paula
  8. João Marcos Borges Mattos
  9. Gothardo Lopes Netto.

Operação Tris in Idem

A operação, batizada de Tris in Idem, é um desdobramento da Operação Favorito e da Operação Placebo – ambas em maio, e da delação premiada de Edmar Santos, ex-secretário de Saúde.

O nome é uma referência ao terceiro governador que, segundo os investigadores, faz uso de um esquema semelhante de corrupção – em menção oculta aos ex-governadores Sérgio Cabral e Luiz Fernando Pezão.

A denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) aponta três níveis do esquema:

  1. A caixinha da propina;
  2. Os restos a pagar;
  3. Sobras de duodécimos.

Caixinha da propina

A Procuradoria-Geral da República (PGR) afirma que foi criada uma “caixinha de propina”, abastecida pelo direcionamento de licitações de organizações sociais (OSs).

“Agentes políticos e servidores públicos da Secretaria de Saúde do Estado do Rio de Janeiro eram ilicitamente pagos de maneira mensal pela organização criminosa”, diz a PGR.

Uma das operações suspeitas objeto da operação é a contratação da OS Iabas para gerir os hospitais de campanha idealizados para o tratamento de pacientes da covid-19.

Restos a pagar

A PGR suspeita também que o Poder Judiciário possa ter sido utilizado para beneficiar agentes com vantagens indevidas.

Segundo os procuradores, um esquema arquitetado por um desembargador do Trabalho beneficiaria as OSs do grupo criminoso por meio do pagamento de dívidas trabalhistas judicializadas.

“Essas OSs, que tinham valores a receber do estado, a título de ‘restos a pagar’, tiveram a quitação das suas dívidas trabalhistas por meio de depósito judicial feito diretamente pelo governo do Rio”, afirmou a PGR.

“Para participar do esquema criminoso, as OSs teriam que contratar uma advogada ligada ao desembargador que, após receber seus honorários, retornaria os valores para os participantes do ilícito”, continuaram os procuradores.

A PGR explicou que “em geral é bastante dificultoso” receber esses restos a pagar, mas, mediante “um pagamento mensal estabelecido no plano”, entravam no Plano Especial de Execução na Justiça do Trabalho e obtinham a certidão negativa de débitos trabalhistas.

Sobras de duodécimos

A PGR apurou que “alguns deputados estaduais podem ter se beneficiado de dinheiro público desviado”.

Segundo a denúncia, a Alerj direcionava as sobras de seus duodécimos.

Por lei, o duodécimo é um repasse devido e obrigatório do Executivo ao Legislativo e ao Judiciário — poderes que não têm renda própria.

Ainda segundo a lei, o que sobra dessa “mesada” deve voltar aos cofres do Executivo. Mas, no esquema da Tris in Idem, o dinheiro não usado acabava embolsado pelos parlamentares, em uma sequência de repasses.

“Dessa conta única, os valores dos duodécimos ‘doados’ eram depositados na conta específica do Fundo Estadual de Saúde, de onde era repassado para os Fundos Municipais de Saúde de municípios indicados pelos deputados, que, por sua vez, recebiam de volta parte dos valores”, explicaram os procuradores.

PF cumpriu mandados em cobertura onde mora o Pastor Everaldo — Foto: Reprodução/TV Globo

PF cumpriu mandados em cobertura onde mora o Pastor Everaldo — Foto: Reprodução/TV Globo

A Operação Placebo, 26 de maio

Em maio, Witzel e a mulher foram alvo de mandados de busca e apreensão da PF, expedidos pelo STJ.

A PF buscava provas de supostas irregularidades nos contratos para a pandemia. A Organização social Iabas foi contratada de forma emergencial pelo governo do RJ por R$ 835 milhões para construir e administrar sete hospitais de campanha.

A investigação, que também versou sobre os contratos da saúde, encontrou um “vínculo bastante estreito e suspeito” entre a primeira-dama e as “empresas de interesse de Mário Peixoto”.

A PGR afirma que o escritório de advocacia de Helena Witzel firmou um contrato de prestação de serviços com a DPAD Serviços Diagnósticos, que é ligada a Peixoto.

Documentos relacionados a pagamentos para a esposa do governador teriam sido encontrados no endereço eletrônico de dois homens apontados como operadores financeiros do empresário preso.

As empresas de Peixoto têm contrato com o governo desde a gestão de Sérgio Cabral (MDB) e os mantêm na de Witzel. Segundo o Ministério Público Federal, a manutenção dos acordos se deu por meio do pagamento de propina.

Operação Favorito, 14 de maio

O desdobramento da Lava Jato prendeu, entre outras pessoas, o ex-deputado estadual Paulo Melo e o empresário Mário Peixoto.

Peixoto e Melo, que já foram sócios, acabaram presos porque surgiram indícios de que o grupo do empresário estava interessado em negócios em hospitais de campanha.

O alvo seriam as unidades montadas pelo estado — com dinheiro público — no Maracanã, São Gonçalo, Duque de Caxias, Nova Iguaçu, Campos e Casimiro de Abreu.

Somente as duas primeiras foram abertas parcialmente, após sucessivos atrasos.

Viaturas da PF na porta do Palácio Laranjeiras — Foto: Reprodução/TV Globo

Viaturas da PF na porta do Palácio Laranjeiras — Foto: Reprodução/TV Globo

Witzel — Foto: Divulgação/Governo RJ

Witzel — Foto: Divulgação/Governo RJ

O que dizem os citados

Em nota, o governador Wilson Witzel afirma que recebeu com surpresa a decisão de afastamento do cargo, que considera que foi “tomada de forma monocrática e com tamanha gravidade”. Os advogados dele aguardam o acesso ao conteúdo da decisão para tomar as medidas cabíveis.

A assessoria do Pastor Everaldo informou que ele sempre esteve à disposição das autoridades e reitera sua confiança na Justiça.

O PSC informou que o ex-senador e ex-deputado Marcondes Gadelha, vice-presidente nacional da legenda, assume provisoriamente a presidência, com a prisão de Pastor Everaldo. O calendário eleitoral do partido segue sem alteração.

Íntegra da nota de Wilson Witzel

A defesa do governador Wilson Witzel recebe com grande surpresa a decisão de afastamento do cargo, tomada de forma monocrática e com tamanha gravidade. Os advogados aguardam o acesso ao conteúdo da decisão para tomar as medidas cabíveis.

Íntegra da nota de Pastor Everaldo

O Pastor Everaldo sempre esteve à disposição de todas as autoridades e reitera sua confiança na Justiça.

Íntegra da nota do PSC

O ex-senador e ex-deputado Marcondes Gadelha, vice-presidente nacional do PSC, assume provisoriamente a presidência da legenda.

O calendário eleitoral do partido nos municípios segue sem alteração.

O PSC reitera que confia na Justiça e no amplo direito de defesa de todos os cidadãos.

O Pastor Everaldo sempre esteve à disposição de todas as autoridades, assim como o governador Wilson Witzel.

Três pessoas da mesma família morrem após caminhão carregado de eucalipto capotar na Bahia Acidente aconteceu nesta quinta-feira (27), em Mortugaba. PM informou que alguns familiares das vítimas presenciaram o acidente e entraram em estado de choque.

Três pessoas da mesma família morrem após caminhão carregado de eucalipto capotar na Bahia — Foto: Divulgação/Polícia Militar

Três pessoas da mesma família morrem após caminhão carregado de eucalipto capotar na Bahia — Foto: Divulgação/Polícia Militar

Três pessoas da mesma família morreram após o caminhão em que estavam, carregado de eucaliptos, capotar nesta quinta-feira (27), na BA-156, na altura da cidade de Mortugaba, sudoeste da Bahia. As informações são da Polícia Militar.

A PM informou ainda que alguns familiares das vítimas, que seguiam em outro caminhão e presenciaram o acidente, entraram em estado de choque e foram encaminhados para o atendimento médico. Não há informações sobre o estado de saúde delas.

Segundo a PM, o capotamento aconteceu por volta das 12h40, na saída da cidade, sentido ao município de Montezuma (MG). No capotamento, a cabine do caminhão foi esmagada e os corpos das vítimas ficaram presos às ferragens.

De acordo com a PM, estavam no carro os irmãos Sebastião Jesus Pinheiro, 50 anos, e Francisco Jesus Pinheiro, 55 anos, e um sobrinho identificado como Nemias Pinheiro Guimarães, 26 anos. As vítimas eram moradoras da cidade de Caculé.

Uma equipe do Corpo de Bombeiros realizou o procedimento de retirada dos corpos, que foram levados para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) da região. Ainda não há informações sobre as causas do acidente.

Veja mais notícias do estado no G1 Bahia.

A cabine do caminhão foi esmagada e os corpos das vítimas ficaram presos às ferragens — Foto: Divulgação/Polícia Militar

A cabine do caminhão foi esmagada e os corpos das vítimas ficaram presos às ferragens — Foto: Divulgação/Polícia Militar

22ª DT de Simões Filho elucida homicídio em menos de 24 horas

Em menos de 24 horas, equipes da 22ª Delegacia Territorial (DT), de Simões Filho, elucidaram o homicídio de Fernando Tavares Araújo e prenderam em flagrante um dos envolvidos no crime, ocorrido na terça-feira (25), na localidade do Barreiro.

De acordo com o titular da unidade, delegado Leandro Acácio, mais três homens participaram do crime, motivado por um desentendimento entre a vítima e um dos executores. “Há menos de um mês, Fernando Tavares se reclamou com um dos envolvidos pelo fato do mesmo estar usando drogas, próximo de sua casa”, detalhou.

O acusado confessou sua participação no crime e com ele foram apreendidos 20 pinos contendo cocaína. Ele foi autuado em flagrante também por tráfico de drogas, passou por exames de lesões corporais e está à disposição do Poder Judiciário.  A droga foi encaminhada para perícia do Departamento de Polícia Técnica (DPT).

DRFRV e Coe prendem suspeito com granadas e armas em Camaçari

Uma operação integrada entre policiais da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos (DRFRV) e da Coordenação de Operações Especiais (COE) resultou na prisão de um homem e na apreensão de granadas, armas, coletes e outros materiais ilícitos, em Camaçari, na terça-feira (25).

De acordo com o titular da DRFRV, delegado Glauber Uchiyama, o suspeito já havia sido preso, anteriormente, por extorsão mediante sequestro. “A operação foi deflagrada após a denúncia de que um homem estava carros adulterados. Ele foi preso na Estrada da Cascalheira com um revólver 38, com numeração suprimida”, acrescentou.

Na casa do suspeito foram encontradas quatro granadas, duas réplicas de pistolas, seis facas, uma arma de choque, 11 munições calibre 38, uma tonfa, um detector de metal, uma máscara de gás, uma capa de colete antibalístico, uma máscara tipo brucutu, um uniforme camuflado, dois rádios comunicadores, carregadores, uma algema e as quantias de R$ 25 e U$ 20 dólares.

O preso e o material apreendido foram encaminhados para o Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco). O homem está à disposição do Poder Judiciário e todos os objetos encontrados serão periciados.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia