POÇÕES24HS \\ Jornalismo Verdade

“Nós temos, na verdade, a denúncia formalizada através do Conselho Municipal de Saúde”, diz Promotora de Justiça sobre “fura-fila” da vacina contra Covid-19 em Vitória da Conquista

Foto; Blog do Sena

Nesta terça-feira (26), a Prefeitura de Vitória da Conquista inaugurou um novo posto de vacinação contra o Coronavírus no Boulevard Shopping. Diferente do posto de vacinação que fica localizado na sede do Comando de Policiamento Regional do Sudoeste (CPRS), no bairro Patagônia, o local foi pensado para os profissionais de saúde que não possuem carro, e estavam impossibilitados de receber a vacina que estava sendo aplicada apenas na modalidade drive thru.

Além da Câmara de Vereadores, representantes de órgãos fiscalizatórios como Ministério Público, Ordem dos Advogados do Brasil e Conselho Municipal de Saúde, estiveram presentes no local para fiscalizar o local e o processo de vacinação.

Em várias cidades da Bahia e do Brasil, estão sendo registradas denúncias de pessoas que estão furando a fila de prioridade na vacinação contra a covid-19. Em entrevista ao Blog do Sena, a Promotora de Justiça, Dra. Guiomar Miranda, confirmou que já existem denúncias em Vitória da Conquista e que foram registradas no Ministério Público (MP) pela Comissão Municipal de Saúde. No entanto, nenhum usuário comum denunciou ainda.

“Nós temos, na verdade, a denúncia formalizada através do Conselho Municipal de Saúde. Do usuário em si, não temos, mas do Conselho Municipal de Saúde, que é representante do usuário, é um órgão de controle social, de fiscalização”, declarou Miranda.

Após uma reunião realizada na segunda-feira (25), foi decido que o Ministério Público irá acompanhar a vacinação contra a Covid-19 , in loco, e caberá ao Conselho Municipal de Saúde fiscalizar, fazer as anotações e encaminhar os relatórios para o MP, Defensoria Pública e Comissão de Saúde da OAB.

Foto: Blog do Sena

O Ministério Público também está acompanhando a problemática em relação as listas com os nomes dos profissionais de saúde, na linha de frente ao combate do novo coronavírus, enviadas pelas unidades de Saúde e a possiblidade de falsificação. Recentemente, o secretário do Gabinete Civil e a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) declaram que o Hospital Geral de Vitória da Conquista (HGVC) estaria tentando tumultuar o processo de vacinação. A acusação foi feita em um programa de rádio e, logo após, a diretoria do HGVC divulgou uma nota de repúdio.

Segundo a Dra. Guiomar, o Ministério público solicitou tanto a Secretaria Municipal de Saúde, quanto as unidades de saúde, as listas oficiais no prazo de 48h. “Estamos no aguardo, no prazo que a gente concedeu de 48 horas, tanto a Secretaria Municipal de Saúde – que envia as listas que foram enviadas pelas unidades de saúde para o setor de vigilância epidemiológica e que está responsável pela vacinação-  como também aos diretores de hospitais”, finalizou.

Sair da versão mobile